Pesqueiro Mococa – 23/01/10

Novamente fomos em busca de novidades para nossos fiéis leitores. Descobrimos um pesqueiro no interior paulista com excelente estrutura, ótimo atendimento e com muitos tambas de grande porte.

 

Olá amigos pescadores!

Nas férias descobri o belíssimo Pesqueiro Mococa e fiquei apenas aguardando voltar de viagem para conferir de perto essa novidade. Procurei informações na internet, mas só consegui achar um jovem pescador que já me avisou que o local era reduto de grandes redondos.

Chegou o tão esperado dia. Infelizmente nenhum pescador da nossa equipe pôde ir comigo e meu pai foi o escolhido para me ajudar a desvendar o novo pesqueiro. Saímos de Campinas as 8 horas da manhã e após 1 hora e meia de viagem chegamos ao nosso destino, a cidade de Mococa no interior de São Paulo.

Logo fomos recepcionados pelo proprietário, o Ricardo, que é uma pessoa extremamente atenciosa e simpática. Após uma boa conversa, obtive algumas informações sobre os peixes e estrutura do pesqueiro.

Lago Principal

Lago principal com opção para pesca esportiva ou pesque-pague

Campo de futebol

Mesas de bilhar

Dois restaurantes sendo um de cada lado do lago

Ele nos levou para ver a alimentação dos peixes. Jogou ração no canto do lago e no mesmo instante a água começou a ferver, com muitos redondos subindo pra comer. Veja abaixo o vídeo desse momento.

 

O Pesqueiro Mococa tem como destaque os seus grandes Tambacus e Tambaquis que chegam a 35kg, Carpas Cabeçudas até 40kg, além de outras espécies: Tilápia, Dourado, Pintado, Piau, Matrinxã, Pacu. 

Nosso jovem leitor Diego e seus amigos Renato e Henrique já estavam nos aguardando e dando os primeiros arremessos no lago. E foi logo no começo que o Renatinho abriu a contagem com um Pacu fisgado na cevadeira com miçanga e eva.

Na sequência, o massacre dos “redondinhos” continuou e vários foram fisgados.

O Henrique trouxe 3 deles pra foto em menos de vinte minutos. Sempre utilizando salsicha de isca.

Armei um equipamento com salsicha flutuando e logo um douradinho apareceu com seu belo colorido.

Os jovens pescadores já me avisavam que o dia estava atípico, pois os grandes tambas costumam subir bem mais para comer na superfície e realmente estavam inativos. Mesmo assim, com uma ração na pinga na bóia torpedo, fisgo o primeiro do dia.

O Henrique continuava trazendo muitos Pacus. Foi uma quantidade incrível que todos nós fisgamos até a hora do almoço. Muitas vezes nem tirávamos foto para devolver logo o peixe ao seu habitat.

Chegou o momento de uma pausa para degustar um delicioso prato de Filé de Tilápia à Parmegiana.

O Pesqueiro Mococa chama a atenção pela qualidade dos serviços oferecidos. Muitas pessoas vão até lá apenas para almoçar, pois os pratos são tentadores e muito apetitosos. Costela no Bafo, Picanha na pedra, além de diversas opções de peixes são algumas das iguarias preparadas. Muitos funcionários também passam a todo instante em volta do lago atendendo os pescadores.

Voltando à pescaria, o Diego fisgou uma bela matrinxã na cevadeira.

Aproveitei a disposição dos Pacus.

Em seguida, meu pai inicia uma briga e sente um peso maior na ponta da linha.

Algumas tomadas mais fortes e vigorosas e um tamba aparece para nos trazer novas esperanças.

Já estávamos no final da tarde e os peixes continuavam sem subir. Aos poucos começaram a aparecer bem lentamente na superfície sugando a ração acumulada no lago. Como eles não queriam nem saber de miçangas, coquinhos, caroços de azeitona e evas, resolvi seguir a tática do meu pai que vinha pegando muitos pacus. Mas ao invés do chicote longo, coloquei apenas a bóia cevadeira e um chicote bem curtinho com ração na pinga com aroma de banana. Poucos minutos depois, a bóia foi deitando de lado e já corri em sua direção, pois conheço essa puxada. Era finalmente um peixe de respeito na ponta da linha.

Fiquei impressionado com a força que o bicho fazia. Foram muitas indas e vindas até que ele finalmente resolveu se entregar e vir para os braços do pescador.

Compartilhando o momento com a nova geração de pescadores. Garotos muito legais, educados e interessados em aprender novas técnicas.

Logo que tirei este peixe, avistei um garotinho do outro lado que travava uma bela batalha. Meu pai aproveitou para registrar o momento em que ele tirou o peixe da água. Somos contra o uso do alicate e só estamos divulgando essa foto por se tratar de um menino inocente e que estava muito feliz com seu exemplar, mas depois já conscientizamos mais um pescador.

Passou mais uma hora e a pescaria estava chegando ao fim. Nesse intervalo perdi certamente um dos gigantes do Pesqueiro Mococa. O peixe tomou muita linha e com força surpreendente até que escapou para minha frustração.

Sendo premiado pela minha persistência de sempre, novamente vejo minha bóia cevadeira sendo puxada lentamente, e com a vara em punho aguardo o momento certo da fisgada. O peixe não ofereceu tanta resistência no ínicio, mas quando chegou próximo a margem resolveu brigar e fez valer a pena. Novamente a isca foi a ração com aroma de banana, a matadora do dia.

Vai lá Henrique, devolve esse briguento pra água.

Antes de irmos embora, meu pai foi conferir o açude de Tilápias.

Um lago com boas dimensões e que lotam de pescadores com suas varinhas de mão buscando grandes fisgadas.

O garotinho abaixo era um deles e mostrou muita intimidade com a pescaria.

Bela Tilápia do nosso jovem amiguinho.

Chegou a hora de ir embora e pegar a estrada novamente. O pesqueiro fica a aproximadamente 160km de Campinas e 250km de São Paulo.

Abaixo algumas fotos de peixes fisgados pelos amigos em outros dias de pescaria no Pesqueiro Mococa.

Eles utilizam um sistema diferenciado de cobrança para a pesca esportiva e que achei muito interessante. É cobrado 8 reais a cada 5 horas de pescaria. Dessa forma você acaba pagando menos se vai apenas de manhã ou no final da tarde.

O funcionamento é de terça à domingo, fechando apenas na segunda-feira. O pesqueiro abre as 7:30 e aos sábados tem pesca noturna até meia-noite.

O Pesqueiro Mococa possui 5 chácaras com capacidade para 20 pessoas em cada uma delas. O preço para o aluguel no final de semana (sexta à domingo) sai R$ 400,00. Dividindo entre uma turma de pescadores ou familiares sai bem barato.

Gostaria de agradecer ao Ricardo pela bela recepção em seu agradável pesqueiro, aos funcionários sempre atenciosos e aos novos amigos pescadores: Diego, Renato e Henrique.

Informações úteis e como chegar ao pesqueiro em breve no link Pesqueiros.

Um abraço a todos e VAMOS PESCAR!!!

Imagens: Kleber Sanches, João Tadeu

Texto: Kleber Sanches

E-mail: kleber@loucosporpesca.com.br

Pesqueiro Mococa

Cidade: Mococa/SP. Logo no ínicio da estrada que vai para São José do Rio Pardo

Tel: (19) 3656-5461

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

26 Comentarios to “Pesqueiro Mococa – 23/01/10”

  1. Renato says:

    Apesar de um dia ruim, foi uma otima pescaria .
    Parabens

  2. luiz says:

    aonde estavam os tambas de 35 k ? será q tem mesmo ou só papo pois o maior q vi na materia tinha no maximo 7 k

  3. Diego says:

    Aee Kleber, nao foi daqela, mais foi uma otima pescaria,

    Abços., e agent ainda ve qem pega mais, asdhahsdu

  4. Marcinho says:

    boa Kleber, points novos sempre serao bem vindos

    belo lugar
    tem uns tamba bom la hein, mais aqla cabeçuda vixiixixixixixixii heheheh

    abrasssss

  5. Kleber Sanches says:

    Luiz, não é pq tem tamba de 35kg que eles vão sair todo dia. Quem entende de pescaria tem noção de que esses gigantes são bem mais raros de serem fisgados, mas saem sim. E se vc acha que todos os tambas da matéria tem 7kg eu recomendo que compre uma balança nova pq vc ta sem noção alguma de peso!!!

  6. Pedro Vasconcelos says:

    Parabéns pela matéria e pela nova descoberta pessoal do Loucos por Pesca. Achei o pesqueiro muito bonito e com belos peixes. Em breve vou conhecer o pesqueiro mococa. abracos

  7. Rafael Bretto says:

    Se isso é um dia que o pesqueiro não estava muito bom, com os peixes subindo pouco igual disse eu imagino isso ai nos melhores dias. Sou fã dos redondos e ja vi que achei mais um pesqueiro pra bater minha cevadeira. Matéria excelente valeu pessoal.

  8. Honorato says:

    Falar que esses peixes das fotos tem 7kg no maximo é a coisa mais ridicula que ja vi. Amigo recomendo que compre óculos e balança tb. O lugar parece muito bonito hein Kleber? Nas fotos vi uma Pirarara e vc nao citou que tem essa espécie no pesqueiro? abracao

  9. Gabrielzinho says:

    Novos pesqueiros são sempre bem-vindos loucos. Moro em Jaguariuna e queria saber qual é o caminho que devo fazer na estrada pra chegar lá. Valeu

  10. Kleber Sanches says:

    Honorato, eu não citei que tem Pirarara porque por enquanto tem apenas um exemplar no lago. O proprietário me disse que já está praticamente certo de no meio do ano ele soltar uma carga boa de pirararas e outros peixes grandes. Devem ser na faixa de 10kg as piras, o que já da uma briga muito boa!!! Abração

  11. Kleber Sanches says:

    Gabriel, o caminho é bem simples. Siga pela rodovia Campinas-Mogi e na bifurcação depois de Mogi-Guaçu pegue a esquerda sentido Casa Branca. Você vai passar Estiva Gérbi e algumas outras cidades. Qdo passar Casa Branca faltarão apenas 31km pra chegar em Mococa!!! Dentro da cidade se mantenha do lado direito na avenida e quando passar em frente do estádio do Radium vire a direita. Vá reto e vire novamente a direita na esquina que tem uma loja de móveis chamada Mirtes. Você já estará na estradinha do pesqueiro e depois de 1,5km ele estará do seu lado esquerdo. Tem outro pesqueiro antes, não confunda!!! Abração

  12. dalva says:

    oi Kleber, além da excelente pescaria que fizeram em Mócoca, a quak estão de parabéns, gostaria de salientar que é a minha terra Natal, sabia, eu nasci em um municipio de Mocóca, chamado Igaraí, inclusive tenho varios parentes em Mocóca, por isso que os pesqueiros de lá sao bons, tem referencia né , mas to brincando parabéns mais uma vez

  13. gabriel says:

    PARABENS, grandes pexes, vou nesse pesqueiro em breve, busca uns tambas, e qe carpa ein ? logo logo vo la, ee aqele cara la nem tem noçao de pexes ein ? 7kg ? rsssssssssssssss

  14. Edinho says:

    Opa…bela pescaria…quero ver esse video!!!

    Abraços!

  15. Nalberto says:

    Muito legal a matéria. Gostei do video tb onde da pra ver que o pesqueiro tem mtos peixes. As vezes não pego nd numa pescaria, ai ficamos duvidando se o lago tem peixe, mas só de ver esses ai pulando assim é bom pq sei q lá tem peixes hehehe Vou em um final de semana com a familia.

  16. Yuri SP says:

    Obrigado ai pessoal pela dica. To indo nesse mes de fevereiro conhecer esse belo lugar e depois colocarei aqui os resultados que espero que sejam bons. Quais as iscas vcs recomendam la? Obrigado

  17. Kleber Sanches says:

    Yuri, para os tambas o que mais funcionou foi a ração na pinga com essencia de banana. Isso pq os grandes redondos estavam manhosos esse dia e nao estavam atacando as miçangas. A salsicha tb rendeu muitos peixes, entre os pacus e o douradinho. Coloque sim os resultados aqui depois e boa sorte lá!!!

  18. Ariel says:

    Uau…que lugar hein!? Muito bonito, e o filé de Tilápia à Parmegiana…é de dar água na boca. Ae parabéns pela matéria, ótimos redondos, boas pescadas! Como diria a minha irmã…TDB (tudo de bom)!!!!

    Abração

  19. fabio brunetti says:

    Olá Kleber.Sou de Mócoca e gostaria de algumas dicas como vocês pegaram esses tambaquis e algumas técnicas de como montar as iscas como salsicha se foi no fundo ou flutuante e a cor dos evas por exemplo.muito obrigado. Fábio Brunetti.

  20. rodrigo says:

    Congeço bem o pesqueiro o nome do dno é Ricardo e os funcionáriosa la´são realamente muito gente boa, nossa faz unsa 3 anos que não aparece por lá, vou pra este pesqueiro desde de quando ele chamava Zé Correia, já tive boas pescarias, e momentos de família com o pessoa de Mocococa.

    Show de bola Parabéns pra vcs !!!!

  21. Lucas Leo says:

    Estive no pesqueiro Mococa agora 06/2011, houve uma reforma onde o lago grande foi dividido em 2 e o lago de cima, das tilapias ainda esta para inaugurar, o lugar realmente é bem gostoso e familiar, além da variedade dos peixes. Desta vez não encontrei os tambacus de se encher os olhos, como os que já tirei neste mesmo local de aprox. 8 kg, porém vai minha dica se não for dia de pesca cerveja gelada e ótima culinária fazem a vez!

  22. afonsina maria says:

    asisti o vidio e tb vi as fotos nunca pra pescar mais to pensando vou ai qualquer dia so pescar .ja conheço serviços de restaurante muito bom vcs estão de parabens…….

  23. Tamires Franquini says:

    Boa Noite, trabalho no Pesqueiro Mococa a 3 anos e agora com a nova reforma convido a todos para conferir, e saborearem a costela na pedra o prato mais desejado pelos que frequentam o nosso restaurante.
    Abraço a todos!

  24. Otaviano says:

    eu qeria saber que ração era akela,qe foi mostrada na alimentação dos peixes,na quele video

  25. elisa says:

    moro em rio pardo e adoro lugares calmos e lindos como o pesqueiro de mococa,ser vcs não conhecem venham conhecer

  26. joao marcelo says:

    é cara faz tempo, mas agora o ricardo e outros socios reformarão la
    diminuiram o açude entao fica muito mais facil pegar!!!

    abracos: joao marcelo

Deixe um comentario