O Universo das Tilápias

Com a chegada da primavera e a proximidade do verão, os pescadores de Tilápias já vão preparando suas tralhas para logo buscar seus exemplares. Seja em rios, represas, açudes ou pesque-pagues, elas são uma das espécies mais procuradas.

 

 

Atendendo a inúmeros pedidos daqueles que tem voz ativa no Loucos por Pesca, os nossos leitores, iniciaremos uma série de matérias direcionadas a uma das espécies mais procuradas no país.

Introduzidas no Brasil em 1952 (Tilápia Rendalli) e em 1971 (Tilápia Nilótica e a Tilápia de Zanzibar), depois importamos a Saint Peter de Israel e em 1996 uma das Tilápias mais procuradas no Brasil para o cultivo é a “chitralada”, conhecida principalmente como Tilápia Tailandesa, linhagem desenvolvida no Japão e melhorada no palácio real chitral da Tailândia.

Tilápia Nilótica

Tilápia Rendalli

Tilápia de Zanzibar   

Tilápia Saint Peter

Tilápia Tailandesa (chitralada)

Desova de dois em dois meses com aproximadamente 1200 ovos, mas somente cerca de 300 conseguem se desenvolver. Isso devido aos inimigos naturais e ao fato de que o macho que cuida da prole, por um certo período, utiliza sua boca como esconderijo, o que não comporta mais de 300 alevinos.

Nos meses de inverno, principalmente nas regiões sul e sudeste, sua pesca se torna muito difícil. Com temperaturas abaixo dos 18ºC elas permanecem em locais mais profundos, hibernando e sobrevivendo das suas reservas de gorduras. Em regiões acima de 18ºC elas não sofrem este período de hibernação.

Os maiores exemplares de Tilápias podem passar dos 5kg.

Vamos abordar nesta matéria a pesca da Tilápia onde são mais comuns, represas e pesque-pagues.

Represa:

Aqui vai minha pequena homenagem a represa Billings em São Bernardo do Campo-SP. Apesar do descaso das autoridades, ela ainda continua viva e com muitos peixes. Foi nela que muitos pescadores deram seus primeiros passos ou seus primeiros arremessos.

Locais de pesca:

Tente achar um barranco onde da margem para dentro da água varie entre 2 a 4 metros. Procure águas calmas, sem corredeiras e se tiver plantas, aguapés, etc, seria uma boa camuflagem para o pescador.

Local propício para encontrar as Tilápias em represas

Encontrar um lugar assim significa praticamente 90% de chance de capturar um exemplar.

Materiais para pesca na represa:

Varas telescópicas ou mesmo as de bambu, que ainda são muito usadas, de 3,60 a 5 metros de comprimento.

Linhas: 0,20 a 0,35mm

Anzóis: a escolha é um fator muito particular de cada pescador, porém os recomendáveis são os de números de 6 a 8 podendo até usar o 10.

Bóias: as mais usadas são as perinhas ou pião e as palitos.

Chumbos:os mais utilizados são os arrozinhos ou mesmo pode se pescar sem eles.

Cevas: procure cevar alguns dias antes (se for possível) e no dia procure lançar as cevas em direção a ponteira das varas. As mais usadas são: ração de coelho, quirera, milho azedo, entre outras.

Iscas: uma variedade muito grande de iscas faz parte do cardápio das Tilápias: Bichinho de laranja, tenebrio, minhoca, milho verde, tripa de galinha, capim, erva doce, massas, etc.

Vara de bambu, a mais tradicional.

Montagem: com a vara já esticada, amarre a linha na ponta e estique até que ela passe um metro do pé da vara. Depois passe a bóia, o chumbo (se preferir pode amassar) e finalmente amarre o anzol.

 

Tilápias em Pesque-Pague

Não há muito tempo atrás quando se falava de Tilápias em pesque-pague, diziam que se tornariam uma praga e que procriavam demais, mas com o passar do tempo essa espécie se tornou uma das mais procuradas em pesqueiros.

Elas até ganharam tanques exclusivos.

Minha mãe fisgando uma Tilápia num pesqueiro

Torneios acumulam vários pescadores com suas varas de mão atrás de Tilápias.

A pescaria de Tilápia em pesqueiros não é muito diferente em relação a da represa. O que muda mais são as muitas técnicas variadas usadas.

Mais tradicional são as de varas de fibra telescópicas que variam de 3.60 a 5 metros, Linhas de 0,30 a 0,40mm que passam de 1 a 2 metros maiores que a vara. Um barbante de cor chamativa de 30 a 50cm amarrado ou colado na ponta da vara pode substituir as bóias.

Anzóis de nº 6, 8, 10 ou 12

Os chumbos neste caso são opcionais.

Há também um esquema de pesca denominado por anteninha que é muito mais resistente ao vento e está sendo muito usado hoje em dia, pois as Tilápias em pesqueiros são muito manhosas e as anteninhas facilitam no mais leve toque do peixe na isca. Além de que sem a resistência da bóia fica mais fácil do peixe puxar.

Esquema anteninha nas ponteiras.

Montagem: Com a vara esticada, amarre o barbante ou cole com Super Bonder, encaixando na ponteira. Mesmo esquema no uso da anteninha, depois nele é amarrada a linha e esticada até 1 a 2 metros maior que a vara. Nesta hora pode-se colocar o chumbo de correr (opcional), bem leve. O necessário pra levar sua isca pra água.

São opcionais também a quantidade de anzóis, mais usados são 2 há uma distância de uns 30 centimetros de um para o outro.

Segue agora algumas imagens de outras técnicas usadas recentemente em pesqueiros:

Micro-molinetes

Materiais ultra-leves

Fly

As Tilápias também atacam as iscas artificiais. Aqui vai uma relação das melhores:

Plugs de meia-água

  

Spinner

Torpedos

Iscas naturais mais usadas:

Minhocas

Bichinho da laranja

Tripa de frango     

Capim

Milho verde

                              

Massas

 

                �
Imagens de Tilápias fisgadas pela nossa equipe e leitores

Realmente as Tilápias são peixes fascinantes, e estão em muitos pesqueiros. Nos meses de dezembro à março elas estão mais ativas do que nunca, então o que está esperando? Arrume sua tralha e sinta a briga na ponta da linha.

Agradecimentos ao Wlad pesca por algumas imagens cedidas

Imagens: arquivos da Equipe Loucos por Pesca e internet

Texto: Márcio Giannico

E-mail: marcio@loucosporpesca.com.br

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

47 Comentarios to “O Universo das Tilápias”

  1. Felipe Brussi says:

    poxa tem tantas coisas sobre a tilapia que eu nem sabia que existia em…Parabens aos loucos por estar mostrando mais uma Otima Dica….abraços

  2. WLADPESCA says:

    BELEZA DE MATERIA MARCIO , PARABENS !!!!!!!!!!

  3. Gui Bertone says:

    Parabéns pela bela matéria sobre Tilapias. É bem raro eu conseguir informacoes sobre esse peixe em sites de pesca, pessoal só quer mostrar peixe gigante. E não tem nd mais gostoso que uma sombra, varinha de mão e fisgada nas bichinhas hehe Abraços

  4. Edson (bugrino) says:

    Parabéns pela matéria Marcião….faço das palavras do Felipe as minhas, não sabia tantas infos sobre as tilápias!!!!

    Abraços!

  5. Fernando de Paiva says:

    Matéria show de bola o cara sabe tudo de Tilapias!!!!

    Parabéns brother se cuida!!!!

    Abraçoss!!!!

  6. Ariel says:

    Parabéns pela matéria, sempre corri atrás dos redondos mais agora….DEU UMA VONTADE DE PESCAR TILÁPIA!!!!!
    Peixes pouco exigente quanto a material de pesca e são tão fascinantes.
    Férias agora em Dezembro e Janeiro promete…obrigado pela matéria.
    Abraços a todos!!!

  7. Diego Oliveira says:

    eae parabéns pela materia mano realmente ficou muito showw fico aqui lembrando algum tempo atraz nos pescando com varinha telescopica e na hora da fisgada a linha da varinha cantava era umpressionate boaaa

    abrass…

    Diego Oliveira ” Loucos Por Pesca “

  8. Marcinho says:

    valeu galera pelos coments

    abrasssss

  9. Ola Companheiros! Legal a matéria, acho que já fiz um contáto anterior com vc, porem n/lembro se no mesmo pedi a ajuda p/divulgação do meu blog, pois sou um tilapeiro inveterado e é exatamento sobre a pesca da tilapia que escrevo vários artigos, incluindo as dicas de pesca e outros assuntos, assim conto c/ajuda e desde já agradeço.Marcão.http://www.marcaopescador.blogspot.com/

  10. Ola Pessoal!
    No artigo acima, me apresentei, agora no intuíto de colaborar, lá vai mais algumas informações, p/aqueles que gostam de pescar tilápia em represas e lagos naturais. Justamente p/fato que na Represa Capivari Cachoeira RM de Ctba, as tilápias estão desovando ou cuidando dos filhotes, portanto, não estão pegando, tenho ido num pesqueiro, o qual freqüento a muitos anos, Chamado Pesqueiro Santa Cecilia. O diferencial é que lá s/cavas de areia, hoje desativadas da extração, em S.J.Pinhais/PR, que tem mto peixe: Carpas, Traíras, Lambarís, caras e tilápias. Estas sãp em média acima de 500 gr, mais já foi pego até de 4,00Kg. O desafio é que pescá-las não é moleza, pois s/ariscas e tem dias que ficamos o dia todo e não se pega nenhuma, outras vezes 3 a 5 unidades e no máximo 10 tilápias, então é preciso paciência e persisitência e sem desmerecer quem vai em pesqueiro ( pesque-pague ou pague e pesque), como se diz na gíria:” lá o buraco é mais embaixo”, o cara tem que gostar mesmo. Lá só se pega tilapia c/milho verde, desde que os pesqueiros estejam cevados antecipada e freqüentemente, senão…”um abraço no guaiteiro”, então o pessoal aqui de Curitiba/PR e região, que quizer conhece-lo, entre em contáto comigo, pelo Email:
    marcãocapivari@ymail.com, e dou a dica de como chegar lá.Falou? Abraços.Marcão.

  11. tio celso says:

    Adorei esta materia rica em conteudo mas tenho um comentario particular sobre pesqueiros la fica facil pescar por kilo qualque tipo de peixe porque diariamente soltao peixes sou do modo antigo acho que um pescador bom e aquele que pesca em rios represas ou ate em pesqueiros mas em modalidade pague pesque.
    Ai sim o cara mostra suas abilidades .

  12. Boa noite pescadores, agora são 21,00horas deste dsomingo 03/01/10 e estou de novo na internet lendo material sobre pesca em geral, em especial da pesca da tilápia, minha preferida e de acordo com o comentário do tio Celso, estou com ele e não abro, afinal, há mesmo uma grande diferença entre pescar nos pesqueiros (como acima) em relaçao aos rios e represas. Nos pesqueiro, como diz a reportagem, existe o abastecimento constante da tilapia e outros peixes e já que o desejo de consumo do pescador, mesmo os inexperientes e pescar um belo peixe, estes locais cumprem sua função, além é claro, do objetivo comercial e financeiro dos mesmos, onde tambem oferecem segurança, algo fundamental em nossos dias, sem esquecer que oferecem mais um tipo de integração entre o pescador com s/familiares e outros freqüentadores. Apesar disso, a meu ver, o lado negativo é passar a idéia que pescar tilápias é fácil, então creio que se os freqüentadores forem pescar numa represa, muitos ficarão decepcionados, pois neles, é preciso ter muita habilidade e experiência. Mais em nome da prática de nosso esporte, a iniciativa é valida.
    Abraços. Marcão.

  13. Thiago says:

    Marcos disse tudo, sempre achei que a pesca de tilapia em represas é muito mais emocionante e gostosa, alem de vc não saber qual tilapia ira vir sempre tem as surpresas como um cara na linha, ou uma briga emocionante com uma tilapia boa ou até mesmo uma tilapia rendalli ou akelas pretas nossa que saudade hein…sendo que em pesqueiros sempre são as mesmas tilapias do nilo….

  14. Marco says:

    Marcio, to pensando pescar tilapias no barranco em nazaré, ali no atibainha e região.

    Tem alguma recomendação específica, ou sua materia (muito boa por sinal) serve de norte pra essa região, se puder replicar pra meu email ficarei agradecido.

  15. Marcinho says:

    Certemente a pesca nas represas eram sensacionais realmente,
    batia cartao, tinha ceva em varios locais na represa billings, tinha um barco com motor q facilitava muito, isso nao faz muito tempo, , passava varias noites sozinho, hahaha como era bom pescar tilapias a noite, é, mais td tem seu tempo e infelizmente este nao volta mais, ate poderia voltar, mais acho q nao.pois a pesca de tilapias ficaram muito restritas a sitios, chacaras e clubes q nao sao otimos lugares, mais praticamente foi oq sobrou pois outros lugares c tornaram perigosos pois muitos assaltos acontecem na represa.
    Acho q os pesqueiros por sinal contribuem por muito, onde seu filho fisgaria uma tilapia c nao fosse em pesq, ou vc arriscaria por seu filho num barranco de uma represa por ai.
    fui pescar outro dia na represa dentro de um clube, parece q o lugar com uma boa ceva ficaria muito bom para fisgar grandes tilapias
    mais o problema e vc cevar bastante , e no dia da pesca outro pescador zoiudo tiver la kkkkk este o problema de lugares com ascesso facil
    mais ainda deu pra brincar com tilapias caipiras, cruzamento da nilo com a rendali q nao cresce muito, caras e ate um trairinha deu as cara, fiquei muito contente de poder voltar neste paraiso , o pantanal paulista.
    mais com ceteza a tilapia onde for sera sempre a princesa dos rios, represas e pesqueiros.

    valeu galera pelos coments

    abrassss

  16. sergio madureira says:

    olá tudo bem…..parabens pela materia rica em conteudo.
    só que eu gostaria de saber qual capim pode ser usado para psca da tilapia e se possivel onde encontrar desde já obrigado.

  17. Marcinho says:

    Sergio, o nome do capim c eu nao me engano e”capim papuã”
    aqle bem macio, encontrado em terrenos baldios e beiras de rios, mais sempre qundo for apanhar esfregue bem os dedos na folhas pois alguns confumdem com o gordura q é muito aspero e nao atraem as tilapias o papua e bem macio.

    valeu!!!!

    abrasssss

  18. wilson bragança paulista says:

    adorei ler os comentarios e como sou apaixonado por pesca de tilapias gostaria de receber mais informações sobre o assunto.meu orkut é 007.fagundes@hotmailk.com

  19. Revendo a matéria, inclusive o que já escrevi e considerando minha experiência pessoal de mais de 15 anos pescando este peixe, se bem, que costumo pescar em represas, achei interessante complementar com outras informações importantes
    1a) Mesmo num P&P, cujo tanque seja de bom tamanho, as tilápias de maior porte, percebem qq mudança no seu ambiente e geram as seguintes conseqüências:
    1a)- Se afastam dos barrancos, pois nestes locais, muitas vezes é grande o número de pescadores presentes e outros que chegam ou saem durante a pescaria,
    2a)- Pior se ficarem se movimentando de um lado para o outro ou mudando de lugar á cada instante;
    3a)- Nestes locais, geralmente a pesca é praticada durante o dia, então, usar acessórios ou roupas de cores chamativas tais como: amarela, laranja e cores claras em geral, fazem com que elas se afastem;
    4a) Considerando que nestes locais, as iscas utilizadas são massas prontas ou da ração com que elas são alimentadas, muitos, acham que o uso de molinete para a pesca de fundo dará resultado, entretanto, tambem tem os seguintes problemas:
    1o) Elas acabam “roubando” a isca de modo sutil, mesmo porque o pescador, não tem como usar algum flutuador que ajude a visualizar o ataque das mesmas;
    2o) Mesmo sendo possível arremessar a linha com um flutuador, a distância que a mesma alcança, também dificulta a visualização, então o resultado será o mesmo.
    Diante de tantos problemas ou dificuldades, o que se pode fazer?
    a) Se possível, procurar ficar num local isolado dos demais pescadores, se instalar, fazer somente os movimentos necessários e observar outras dicas acima;
    b) Dar preferência por varas de mão, de comprimentos diferentes, e que na linha tenha algum flutuador( boias ou penas) e ficar atento ao ataquel do peixe, que geralmente não afunda o flutuador, só fazem um pequeno movimento nos mesmos, para baixo ou para os lados, esta então, é a hora da fisgada.
    c) Se for usar molinete, é melhor pescar com aquelas iscas que imitam a ração com que são alimentadas e é logico, lançar a própria ração, como ceva.
    Na pesca da tilápia em represas, os macetes acima devem ser observados, no entanto, as tradicionais massas não são recomendáveis, pois lá, existem outros peixes, alem de tilápias miúdas, que detonam tudo, incluindo outras iscas, como as sugeridas no artigo, mais aí é que está o desafio de pescá-las.
    Na verdade, a pesca da tilápia, depende mais daquela pecinha atrás da vara.
    Sacou?
    Marcão Capivari

  20. Marcinho says:

    valeu Marcos, grandes dicas, realmente existem verdadeiros arsenais de truques atras das tilapias,valeu por ajudar com sua experiencia

    grande abraço

  21. Fernando souza says:

    Uma outra dica na pesca de tilápia é o paozinho, que em varios pesqueiro tem sido uma grande alternativa

  22. Lucas says:

    Uma dica pra quem for pescar nas represas do sudeste.
    Nestes locais existem períodos bem demarcados para pesca da Tilápia.
    Como exemplo, as represas de Paraibuna ou do Funil.
    A melhor época fica entre os meses de janeiro/maio.
    Com a chegada do frio intenso, nos meses de junho/agosto os peixes grandes não encostam.
    Durante os meses de setembro/outubro os peixes iniciam o período de reprodução, a formação dos casais, entre os meses de novembro/dezembro ocorre à desova.
    Neste período os peixes param de se alimentar, sendo impossível de captura-los.
    Outra dica importante.
    Em represa os peixes são muito ariscos sendo desaconselhável o uso de boias.
    Se o peixe sentir qualquer resistência ao pegar o anzol ele refuga na hora.
    Como a Tilápia é um peixe muito manhoso com o uso da boia fica impossível saber quando o peixe está “mamando”.
    Utilizo como isca, capotinho, bicho de laranja e capim marmelo.
    Vara de no máximo 3,60m, linha 0,16 e anzol nº 4 ou 5.
    Se o barranco for raso, o uso de varas mais compridas não irá solucionar o problema, os peixes não vão encostar.
    Cevo com cupim, farelo de milho e ração de coelho.
    OBS: Capotinho é o siriri ou aleluia na forma de ninfa. São encontrados nos meses de junho/agosto.
    Nos meses de setembro/outubro são encontrados apenas os insetos alados, pronto para a revoada.

  23. Claudio Paié says:

    Amigos pescadores.
    Há um bom tempo não pescava, antigamente eu ia para os pesqueiros de 2 a tres vexes por semana, época em que meu pai pegava várias folgas no serviço e logo toda familia ia pescar para distrir um pouco (ainda moleque naquela época). Hoje depois de muitos anos passei a frequentar pesqueiros das região que moro e encontrei um que é uma beleza, principalmente para quem quer pescar boas e muitas tilápias, além de pacú, carpa e cath-fish.
    Estou a cada dia que passa me especializando em rações (massas caseiras) e encontrei ótimos resultados, estou apendendo a descobir como elas gostam do tralha da pesca. Aconselho duas opões para um dia normal: duas varas curtas com 2,5m, uma com boia e outra sem, e outras duas longas com 3,5m também seguindo uma com bóia e outra sem. Não se esqueça de usar sempre dois azóis a uma distância de aproximadamente 20 cm entre eles, desta forma você pode fazer uso de duas massas diferentes ou massa e minhoca, ou massa e bichinho, assim você poderá provocar a tilápia e descobrir o que ela quer comer naquele dia (muitas vezes na parte da manhã bate com massa e a trade pode bater com bichinho de laranja), é muito subjetivo.
    Procure sevar regularmente em pequenas quantidades (cevar a cada 20 ou 30 minutos um punado de ração de coleho) antes da sua bóia, desta forma você obriga a tilápia a passar pela sua isca para comer a ceva.
    Utilize sempre uma linha fina de boa procedência e anzois reforçados, já perdi muitas tilápias pois o anzol abria.
    Outra possibilidade e pescar com molinete, fazendo uso da bóia com chicote com pelo menos 3 ou 4 anzois, desta forma você pode mesclar as massas e ter bons resultados, mas cuidado que outros peixes vão vir babando no seu molinete (Princípalmente Pacú).

    Gostaria de ter contato de outros pescadores e ficar informado quanto a torneios de pesca.

    Boa Pesca e caso tenham gostado destas dicas, façam contato.
    Abraços…

  24. Luis says:

    Parabéns pela simples e objetiva repotagem!

  25. Marcinho says:

    valeu Fernando,Lucas e Claudio, esta troca d informaçoes e dicas sao importante pra caramba, sentimos na materia que um coment pucha outro e outro, e todos com informaçoes consistentes , realmente os pescadores hoje em dia estao mudando a cultura, e como é bom ver o pessoal c ajudando e mostrando pra muitos que a infomaçao e muito importante tanto pra iniciantes quanto para experientes pescadores
    fico muito grato a todos vcs
    valeu Luis por curtir a materia

    abraço
    Marcinho loucos por pesca

  26. Adnan Makena says:

    olá amigos! gostaria de saberas tecnicas e iscas usadas para capturar tilápias em pesqueiros nesta época de frio??? valeu

  27. Thiago says:

    Quando vai ter mais materias sobre essa pescaria de tilapia, tendo em vista que vcs falaram que ia ter diversas. grato

  28. Hemio Carlos says:

    muito boa reportagen e comentarios muito bons estou voltando a pescar tilapia depois de alguns anos e agradesso a reportagen e as dicas ajudarao muito abraço a todos!!!

  29. Alisson says:

    O vc falou tudo cara mas so faltou falar da garateia e o que usa para ceva e como. Desculpa nao tou te corrigindo mas e porque da pra ve que voce sabe valeu!

  30. Meu caro Allison, não sei á quem você se dirigiu ao perguntar ,sobre a questão de garateias. nem pretendo ser “dono da verdade” e muito menos, um falso moralista, entretanto, este apetrecho é próprio das iscas articiais, então, presumindo-se que os peixes por elas fisgados, seja pela boca, nada á condenar, porém, se for pelo corpo? Aí já é outra estória, assim sendo, a devolução do mesmo á água, não é aconselhável, pois os ferimentos causados o levarão á morte.É claro que o mesmo acontece com anzois comuns, se esta mesma situação acontecer, então, usar as garateias em lugar do anzol normal, com o sem iscas, na verdade é considerado como pesca predatória, pois quem utiliza este sistema, não está interessado em fisgar o peixe pela boca e torço para que este não seja o seu caso.Abraços.

  31. Paulo Tomaz says:

    Parabéns, olhei muitos sites em busca de informações sobre a pesca de tilápias, mas essa matéria foi completa e muito útil. Vou por em prática algumas dicas daquí, valeu muito obrigado.

  32. Parabéns pelos peixes!

    Abs,
    Marcelo

  33. wly says:

    A matéria é interessante; pórem falta uma descrição melhor dos pontos da represa onde a agua esta favorável a pesca. Quem sabe uma idéia pro site, mapear os pontos de pesca das represas de de SP.
    valeu! um abraço.

  34. kadu says:

    Primeiramente meus parabens pela materia, entrei no site por indicação e espero q ñ parem de trazer materias novas …valeu pessoal.

  35. josé Paulo says:

    moro em são miguel e queria saber sobre a represa de taiaçupeba e pontos bom e negativos também ; vc
    pode me dar essa dicas ! agradeço pois estou louco para voltar a brincar ,até+ ! obrigado

  36. Carlos says:

    Uma ótima isca artificial é a missanga amarela, cloca-se no anzol japones, com uma isca vc fica o dia inteiro, a não ser que enrosque.

  37. RODRIGO KOTIVICA says:

    Parabens pela materia muito bem feita e com dicas importantes

    Abraços a todos

  38. Rogério says:

    Na pesca subaquática, ja vi capturas de tilápias nilóticas de 8 kg. A maior que eu peguei, pesou 5.100 com barrigada. Achei muito interessante essa matéria, principalmente da parte da Hibernação, pois logo que a agua esfria, elas somem completamente, e não ouvimos notícias de ninguém ver elas. De final de Agosto, até começo do ano, as nilóticas Macho, tomam uma coloração branca, quanto mais ativas mais ficam brancas. Nesse período, elas fazem uns ninhos parecidos com uma cratera, e mantem elas limpinhas. Ficam dentro dos ninhos emitindo um barulho, parecendo um estralo, a cada 4 segundos. Esse som, atiça as fêmeas, que escolhem o barulho mais alto e o macho mais branco, para depositarem seus ovos no ninho. Posto os ovos, o macho os fecunda, e as fêmeas recolhem os ovos com a boca, carregando eles até eclodirem. Mesmo ja filhotes bem pequenos, ainda ficam na boca da fêmea. É um peixe muito saboroso, de carne muito leve. Serve para fazer diversos pratos.

  39. Everson Glay dos Reis says:

    Por favor se alguem sabe onde consigo comprar capotinho, me informe através de Imail, pois moro em Minas Gerais e queria adiquerir a isca pois sei que ela é otima para pesca de tilápia, obrigado

  40. adorei tambem mas tambem tenho uma lagoa e la a melhor forma de pegar e na raçao na flor da agua com varias outras boiando au lado e se pega quase o ano todo menos no frio que vai de maio a julho que se pega bem menos obrigado estou em barbacena minas gerais

  41. marcos says:

    Gente fico em duvida de usar a massa ou ração de cão ou de peixe me deem uma luz ae
    resposta urgente

    • Marcelo says:

      Marcos
      A pesca de tilapia é uma terapia, pois a pescaria começa em arrumar o local ideal para pescar, depois limpar o local para não enroscar a ponta da vara e as linhas cumpridas e deixar uma xoxa de capim e estaleiro para a vara pronta e cevar no minimo 1 a 2 dias antes de ir pescar.
      Atenção quando se fala fazer uma ceva, pois a isca que pretende usar tem que ser compativel com a sua ceva.
      Tenho um amigo que ele costuma fazer um mix (capim marmelada, raçao de coelho e milho verde azedo com farelo de arro. No entanto, no dia da pecaria ele arma de 5 a 6 varas e costuma alternar a isca com bigato, milho verde, capim e a tradicional minhoca. A primeira isca a dar resultado ganha 50% dos anzois até que se decida a melhor isca ao decorrer da pescaria.
      Uma ceva pratica que funciona é dois dias antes de ir pescar compre 1 saco ração de coelho de 25kg vá ao local da pescaria e joge os 25kg em um uníco local de preferencia a 30 a 50 centimetros da ponta da vara que pretenda usar. No dia da pesca leve um saco de 8kg da ração de coelho para ao chegar no local jogue 3 a 4 kg no mesmo local e o restante fica pra de meia em meia hora jogar uma maozada de ração. Pesque com bigato, minhoca e massa (trigo+ração de coelho – utilizar agua da represa).
      OBS. Ração de cão funciona também, só que tem que umedecer a ração para poder afundar.

  42. douglas says:

    muito boa essas dicas para a pesca da tilapia mas eu gostaria de saber se esse mes de fevereiro e bom para a pesca da tilapia valew

  43. Ricardo says:

    Parabéns pela matéria. Ficou muito bacana e informativa.

  44. ary de souza says:

    fui a um pesque pague,passei vergonha,eu não fisguei nada,mais minha esposa e minha filha me deram um banho ,o bom foi comer as tilapias que elas pegaram,historia do gato. kkk

  45. Flavio says:

    Gostaria que me desse a dica de como preparar milho verde azedo para isca de tilapias, qual o ponto do milho mais verde ou mais seco, cozido ou crú, coloco leite ou açucar, tempo para ficar pronto?

  46. Bruno says:

    Boa Tarde, gostaria de saber a respeito sobre a pesca de tilapias com garateia, como preparar?

Deixe um comentario