Lagoa dos Patos – 14/03/09

Olá pessoal. Sou Marcio Tadeu Giannico, pescador de carpas (Cabeçudas, Espelhos, Comuns e Capins ) abrangendo mais a pesca de cabeçudas.  Sou o mais novo colunista da família Loucos por Pesca. 

É um grande prazer fazer parte desta equipe. Espero que com a minha experiência, desde 1993 pescando carpas, possa informar os adeptos da pesca, desde iniciantes até os mais experientes, pois novidades não faltam. Passar também informações de pesqueiros em São Paulo, ABC, interior e etc.

Nossa primeira matéria foi uma pescaria noturna realizada no pesqueiro Lagoa dos Patos, localizado na cidade de Jundiaí-SP.

Equipamentos usados: Vara mitchell orca graphite, Vara carpa albatroz 3.0 – 30lb blums, Molinete alfa century. Todos com linha 0,35mm da araty.

Tralha pronta

Lago da pesca noturna

Na expectativa, quase na hora de começar

A pesca era de carpas cabeçudas, mas surpreendentemente veja o que abriu a pesca:

Companheiro Diego – Jundiá (camarão no fundo)

Daí pra frente começava a festa das carpas espelhos, olhem a seqüência:

Márcio – Carpa Espelho na bóia de Cabeçuda

Márcio com outra Carpa Espelho

Mais uma Carpa Espelho, detalhe: rabo comido por Tamba, Traíra, etc. 

Diego com outro exemplar           

Variamos as massas , com diversos aromas. Mudamos várias vezes a altura da bóia, mas não adiantava porque as espelhos estavam demais.

Fica fácil de tirar o anzol da boca do peixe, pois não uso fisga. Não confundam fisga com farpa, pois a maioria dos anzóis já vem de fábrica sem farpa.

Mais uma carpa espelho é fisgada e vem pra foto. Essa era um pouco diferente, mais lisa.

Entre uma carpa e outra ainda peguei alguns “redondos”. Todos na bóia armada para pescar as cabeçudas.

Márcio – Tambacu

Márcio – Pacu

A noite parecia mesmo que seria das espelhos, porém cabeçudeiro não sossega enquanto não pegar uma. Já era por volta de 4:30 e a noite estava terminando, mas eu ainda tinha uma carta na manga.

Fiz uma massa com “aroma de mamão” que ainda não havia usado, e mudei totalmente os arremessos. Antes estavam mais no meio do lago e agora arremessei a uns 3 ou 4 metros do barranco.

Não deu 5 minutos e a bóia desceu, pensei comigo: as espelhos estão batendo até aqui?

Quando fisguei, veio a corrida pesada e pro fundo, denunciando a presença da rainha.

Márcio – Carpa Cabeçuda 18kg (massa de mamão)

Pesque e Solte sempre

A pescaria de cabeçudas é assim mesmo, muita paciência e como sempre digo “olhometro” são importantes. Pequenos detalhes fazem a diferença e os abordarei em outras matérias.

Nesta pescaria foram usadas as massas: Bocão banana e mel e fruta mamão, Sandro frutas e banana e mel, Carlão banana e mel e branquinha.

Agradecimentos ao pessoal do pesqueiro Lagoa dos Patos pela recepção, e o esforço que fizeram, pois nosso refletor estava com defeito e deram um grande apoio com lanternas.

Imagens:Marcio Tadeu Giannico e Diego Oliveira

Texto: Marcio Tadeu Giannico

E-mail: marcio@loucosporpesca.com.br

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

Deixe um comentario