Rio Araguaia – a tão sonhada Piraíba do Loucos!

Confira a eletrizante aventura dos irmãos Edgard e Fernando no rio Araguaia. Uma pescaria emocionante, onde os nervos estiveram a flor da pele por diversos momentos, e o prêmio apareceu no último dia para coroar a persistência dos Loucos por Pesca! Assista o vídeo desta incrível briga com final mais do que feliz!

 

 

 

Olá amigos do Loucos!

Dessa vez fomos um pouco mais longe, mais precisamente no norte do Estado de Goiás, no distrito de Luiz Alves, na cidade de São Miguel do Araguaia, para irmos atrás da “Rainha do Rio Araguaia” onde tivemos em nossa companhia os melhores guias da região: a Equipe Só Piraíbas!

Eu (Edgard) e meu irmão Fernando, no mês de maio, acompanhando as notícias pelos sites e redes sociais, vimos que a Equipe Só Piraibas estava desenvolvendo um belo trabalho com grandes capturas de rainhas do rio, e rapidamente nos empolgamos e decidimos que o Loucos por Pesca teria que conferir de perto essa façanha dos meninos. Ligamos e conversamos com o Nica, um dos cinco irmãos que formam o grupo e tem grandes conhecimentos, além de inúmeras Piraíbas no currículo. Acertamos a data e os detalhes e começávamos então a criar aquela expectativa!

Na data marcada, ínicio de agosto, embarcamos rumo a Goiânia e de lá pegamos um ônibus para São Miguel do Araguaia à meia noite. Logo pela manhã rumamos para Luiz Alves, em uma viagem bem tranquila, e por fim chegamos ao nosso destino, onde o Nica já nos aguardava. Descarregamos as coisas no quarto e já descemos para colocarmos a conversa em dia e começarmos a arrumar a tralha.

Nessa pescaria tivemos o apoio total dos parceiros da Penn-Raíba Carretilhas. Utilizamos duas Penn Senator 6/0, material de ótima qualidade e que deu segurança na hora das brigas, abastecidas com 300 metros de linha Max Force 0,92 mm.


Acesse o site e confira a grande quantidade de carretilhas Penn que eles disponibilizam.

www.pennraibacarretilhas.blogspot.com.br


Usamos varas Giant Cat Fish da Marine Sports de 80-120 lbs.

Tudo ajeitado, só nos restava descansar e esperar o começo da pescaria!

PRIMEIRO DIA – AQUECENDO OS MOTORES

Logo cedo, já estávamos de pé e partimos rio Araguaia abaixo em busca de grandes emoções!


O guia Nica logo apoita o barco e começamos a capturar as iscas, que são peixes da região e que estão em grandes cardumes nessa época do ano: os Mandubés, Corvinas, Barbados, Douradas.


Fomos rumando para os melhores pontos e, logo no começo da nossa viagem, percebemos que teríamos um desafio a enfrentar: os Botos. Eles habitam o Araguaia em grande quantidade e insistem em roubar nossas iscas, não dando tempo para os grandes de couro acharem elas no fundo do rio.

No primeiro dia começou nosso martírio. Tivemos duas fisgadas boas, brigas pesadas, que por coisas da pescaria o peixe se soltou sem explicação. Poderiam ser Pirararas ou até Piraíbas, mas ficaram apenas em nossa imaginação! Depois disso tentamos um pouco mais e não houveram mais puxadas.

Para renovar as esperanças, presenciamos outra turma capturar uma gigante Piraíba!


Já ver um exemplar deste no começo da pescaria serviu para nos animar e carregar as esperanças para o dia seguinte!


SEGUNDO DIA – ÁGUA NA BOCA!

Neste dia resolvemos subir o rio, pois outros guias relataram que no dia anterior viram algumas Piraíbas subirem à superfície e saltarem, o que é um ótimo sinal, pois são peixes territorialistas e saltam para soltar parasitas de suas guelras e corpo.

Pela manhã fomos agraciados por uma cena que não sairá da nossa memoria. Presenciamos um grande salto de uma rainha a uns 100 metros da nossa canoa! O Nica já se empolgou e disse: “vamos pegá-la!”.

Ficamos um bom tempo naquele ponto e ela não achou nossa isca, mas o guia com sua experiência disse: “mais tarde a gente volta que vamos pegá-la!”. Partimos para outros pontos, sem sucesso, e por volta das 16 horas retornamos ao ponto em que a vimos saltar. Iscas na água e em menos de cinco minutos minha carretilha canta forte, dessa vez não era o Boto, era a cobiçada Piraíba!


O Nica já solta o barco e ela começa a subir em nossa direção! Recolho a linha rápido para não deixá-la bambear, logo o guia já avisa: “trabalha com calma que ela tá dominada”. Comecei a me acalmar e curtir a briga, mas, quando já estávamos perto da praia, sinto minha linha se partir e fico sem reação! O Nica olhou e disse na hora que foram as Piranhas que cortaram a linha. No mesmo instante veio aquela decepção e frustração sem igual! Ela estava embaixo do barco, prestes a aparecer, só que a Corvina feita de isca, na hora que é abocanhada, sobe na linha, atraindo o cardume de Piranhas que não hesitou e veio pra cima dela!

Ficamos os três na canoa meio que sem reação. O piloteiro tentava nos consolar, dizendo que já viu isso acontecer bastante e que era normal, mas ficamos por muito tempo com um gosto péssimo na boca!

TERCEIRO DIA – SERÁ QUE AGORA VAI?

Antes de sairmos, o Nica já tratou de nos animar, cravando que neste dia pegaríamos a Piraíba e que todo esse azar iria acabar. Assim fomos novamente rio acima na esperança de conseguirmos capturar a “Rainha do Araguaia”.

Por volta das 10 horas da manhã, a vara do Nica enverga de uma forma violenta, ele tira do suporte, fisga firmemente e começa a brigar! Recolhíamos rapidamente as outras varas, quando mais uma vez o peixe se soltou sem nenhuma explicação e novamente veio àquela raiva misturada com frustração! O Nica sabia que era uma puxada mais forte, possivelmente de uma Piraiba acima dos 2 metros e ficou muito bravo também, mas são coisas da pescaria.

Nesse dia achamos um cardume de Douradas, peixe extremamente esportivo, e conseguimos fisgar muitas com equipamento leve e lambari de isca.


Soltávamos na correnteza e a fisgada era certeira!


No final da tarde voltamos a tentar os grandes de couro, mas não tivemos ações. Em três dias de pesca já tínhamos perdido duas Piraibas fisgadas, a frustração já batia em nossa porta…

QUARTO DIA – BATENDO O DESESPERO!

Infelizmente o penúltimo dia foi sem dúvida o pior dia da pescaria, pois não tivemos ações!

Nos restou admirar as belezas incríveis do Rio Araguaia.



Muita diversidade de vida!



QUINTO DIA – É AGORA OU NUNCA!

Para o último dia reunimos todas as nossas forças e focamos  no que seria o dia final pra tentar fisgar a lendária Piraíba.


Logo no começo o Nica nos diz para mudarmos a direção e assim descemos o rio. Paramos para pescar as iscas e um pouco mais tarde estávamos novamente apoitados no meio do rio à espera das gigantes.

Por volta das 11 horas da manhã, o Tatinha, irmão do Nica, passa e nos diz que pegaram uma Píraiba num ponto um pouco mais pra cima. Rapidamente partimos para o local mencionado e ficamos por lá um tempo. O Boto já havia devorado as iscas do Fernando e do Nica, só restando a minha, mas o guia disse: “deixa ai que a sua ele não achou ainda”. Dez minutos depois, minha Penn Senator 6/0 canta alto e a vara enverga forte!


O Nica já se empolga: “é a Piraiba, fisga!”. Enfiei o braço e ela deu grandes tomadas de linha. Com o motor já ligado, começamos a descer o rio atrás dela, e ela não parava de puxar linha da carretilha.


Adrenalina e nervosismo a mil, muita pressão no ar e a briga continuava!

Nosso motor começou a travar um pouco e por sorte o “Coroa”, outro irmão do Nica, estava passando e logo encostou para nos ajudar. Para não correr riscos, passei para o barco deles e continuei a briga!


Ele começou a levar o barco mais pra margem e meus braços já doíam demais. Cada vez mais a Piraíba se aproximava, o Nica já havia encostado o barco e já estava na água! Como o rio estava bem baixo e raso, ele já foi se direcionando em direção a linha, já começávamos a ver a onda que ela fazia e o medo e a ansiedade dominavam pelas perdas que tivemos nos outros dias!

O Coroa apoitou o barco na praia e desceu também. Os dois irmãos começaram a cercá-la e ela vinha encostando em direção ao barco. Nesse momento o Nica a segura e ela finalmente foi pega, uma linda Piraíba estava dominada!


Entrei rapidamente na água para abraçar a verdadeira “Rainha do Rio”.


Fiquei ali maravilhado com aquela imponência de um peixe lindo, raro e difícil de ser fisgado! Tentamos por cinco dias, tínhamos chegado perto e perdemos duas vezes, mas agora estava ali, nossa vitória em nossas mãos!


Ela foi medida e marcou 1,72 m.


Peixe muito forte e valente! O experiente Nica se encarregou de tirar o anzol da boca da gigante!


Tiramos muitas fotos, curtimos aquele momento!



Satisfação e sensação de dever cumprido depois de muito nervosismo em cinco dias eletrizantes de pescaria no Rio Araguaia!



Todos queriam participar daquele momento maravilhoso!


Para não cansar demais o peixe, deixamos ele respirar e fizemos a soltura com aquela sensação de dever cumprido, felicidade e agradecimento a todos que ajudaram!


Alguns barcos encostaram para ver a soltura e admirar a cena dela indo novamente para o Rio Araguaia, um lugar lindo e único, que nos proporcionou uma das maiores alegrias e emoções das nossas vidas!


Terminamos nossa pescaria com 3 Piraíbas fisgadas, mas somente uma conseguimos vencer na batalha. É desse jeito que nosso esporte é, emoções e frustrações em meio a um cenário exuberante do grande Rio Araguaia.

Pescaria é assim, um misto de emoções, onde você é um dia dominado pela frustração e nervosismo e no outro você está nas alturas, feliz e realizado pela conquista do grande troféu que tanto almejávamos.


Gostaria de agradecer o Nica e seus irmãos que formam o grupo Só Piraibas. Agradecimentos também ao Diego que pesca e auxilia a equipe e é grande amigo do Loucos e aos amigos Felipe e Daniel da Penn-Raíba Carretilhas, pelo apoio prestado, e queremos parabenizá-los pelos equipamentos de altíssima qualidade que eles oferecem aos pescadores!


Assista abaixo o vídeo do grande duelo com a Piraíba!

Um abraço a todos e espero voltar o quanto antes para o Araguaia!

Imagens: Edgard Paiva, Fernando Paiva, Nica e amigos

Texto: Edgard Paiva

E-mail: edgard@loucosporpesca.com.br

AGRADECIMENTOS

Hotel Fazenda Duas Marias – www.hotel2marias.com.br

King Fishing – www.roupasdepesca.com.br

Penn-Raiba Carretilhas – www.pennraibacarretilhas.blogspot.com.br

Massa Farofa do Carlão

 

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

10 Comentarios to “Rio Araguaia – a tão sonhada Piraíba do Loucos!”

  1. Ricardo disse:

    Sensacional!!! Ainda vou ao Araguaia fisgar uma destas. Parabéns pela persistência! Abraços.

  2. Marcos disse:

    Opa muito legal !!! Show de Piraíbas…

    Vale lembrar que a equipe Só Piraíbas e composta também por outros membros de GRANDE importancia… Diego Papai ( SP que pesca no castelinho ) , Carocinho…

    Muito legal a pescaria de vcs

  3. André Vilela disse:

    Show!!! Um dia ainda quero viver esta emoção, parabéns!!!!

  4. Parabéns Edgard e Fernando e ao guia Nica, que belo peixe, e aqui no araguaia o sonho foi realizado, depois de 2 frustrações veio a felicidade, pescaria é assim…valeu.
    Um abraço.

  5. Fernando Mena disse:

    que tipo de anzol vcs usaram??????

    circle nunca que ia “soltar” desta forma, ou a varinha era mole d+ ou o anzol não era o ideal…

    qual anzol vcs usaram?:???

    • José Alvim disse:

      Olá, Fernando!
      Desculpa intrometer, sei que a pergunta não foi direcionada pra mim… Mas, como pesquei na mesma época e aconteceu a mesma coisa comigo por duas vezes, acredito que sei a resposta…
      As piraíbas estavam muito manhosas. Semelhante aos botos, elas pegavam somente na isca, sem engolir o anzol. Davam algumas corridas e soltavam, sem explicação. Ao recolher a linha, percebíamos que o peixe estava “lixado”. Acredito que pode ser isso o que acontecem.
      Outra possível explicação é que, muitas vezes, o anzol, mesmo o mais afiado, não chega a perfurar a boca do peixe, fica apenas encostado, e, ao bambear a linha, ele se solta. Quando “fisquei” a minha única piraíba em 2009 aconteceu exatamente isso. Como mágica, ao levar o peixe pra praia, o anzol simplesmente saiu da boca do peixe.
      Abraços

  6. Sem palavras meus amigos, realizando um sonho de muitos, pra não dizer de todo pescador brasileiro… Sempre arrebentando, parabéns Edgard e Fernando!
    Penn-Raíba, Loucos por Pesca e Só Piraíbas; essa “tríade” ainda vai dar o que falar….

  7. Grande pescaria e matéria maravilhosa dos Loucos, Parabéns!

    Nós do Penn Raíba Carretilhas é que temos de agradecer essa promissora parceira com o Loucos Por Pesca. Pessoas maravilhosas e muito talentosas.

    Belíssimo peixe e fotos lindas do nosso querido rio Araguaia!

    Grande abraço também para o pessoal do Só Piraíbas, Diego, Felipão e aos irmãos Nica, Tetéu, Corôa… guias de pesca de primeira!

  8. rodrigo milanez disse:

    parabens …lindo peixe….o rio araguaia é mesmo o top-line dos rios pra pegar nosso tubarao de agua doce. Realizou o sonho de qq pescador. Eita carretilha penn hein….nunca deixa na mao….ainda mais se for da galera do penn-raiba. se tiver um tempinho, da uma olhada nas matérias abaixo e olha as q peguei no começo de junho….abç e parabens de novo

  9. José Alvim disse:

    Encontrei com esses feras no Araguaia… Pescamos na mesma época.
    Apoitamos lado a lado num canal pra cima de Luiz Alves, próximo à ilha do café, onde havíamos acampado durante a noite. Na canoa, estávamos eu, meu irmão e o guia Adair. Era nosso último dia de pesca, acredito que o segundo de vocês. Papo vai, papo vem, nos contaram da piraíba que escapou logo pela manhã. Sempre engraçado,o “Nicke” nos divertia debaixo daquele sol escaldante…
    Nos despedindo, desejando aos que ficavam mais sorte do que tivemos em 6 dias: a nossa piraíba, dessa vez, não apareceu.
    Hoje, lendo o relato, fiquei realmente feliz por vocês. A emoção de pegar uma piraíba não se explica, se sente. Parabéns a vocês!!! De verdade!!!
    Abraços

Deixe um comentario