Pescaria é P.O.P

Conheça a sigla que pode mudar sua pescaria mesmo naqueles dias em que nada parece dar certo. As vezes a solução está dificil, mas se pararmos para analisar se tornam muito mais fáceis do que imaginávamos. Pescaria não é tão simples, mas podemos tornar as coisas mais possíveis, usando três palavras. Experimente!

 

 

 

Olá amigos do Loucos!

Vamos falar de requisitos básicos que devemos sempre utilizar para aumentarmos muito nossas chances de realizar uma boa pescaria.

A sigla “P.O.P” nada mais é que a abreviação de três palavras importantíssimas e que se fazem tão presentes nesse esporte que tanto nos fascina. Aposto com vocês que muitos já utilizaram dessa dica e nem devem ter percebido, pois é algo que usamos naturalmente, porém outros tantos pescadores perdem a chance de salvar um dia ruim de pesca por esquecer de algo tão simples.

Vamos lá!

PACIÊNCIA

Esta palavra deve estar sempre presente, independente de estar pescando ou não, porém no nosso esporte ela é primordial. São muitas situações que devemos utilizar a paciência como nossa aliada.


Com o grande crescimento da pesca no Brasil, cada vez mais pessoas resolvem conhecer o esporte e se arriscam nos pesqueiros, tornando-os extremamente lotados, inclusive em dias de semana, mas principalmente em finais de semana e feriados.

Logo na chegada, é comum nos depararmos com filas, pessoas mal-educadas, alguns “atletas” que resolvem correr na sua frente para pegar um bom lugar no lago. A paciência já deve começar desde esse momento, para evitar que brigas atrapalhem um dia que é para ser de divertimento e que estará apenas começando.

O respeito e bom senso devem imperar. Um pouco de educação não faz mal a ninguém! Respeite a ordem de chegada, deixe cada um escolher o lugar que é “seu” de direito por ter chegado antes, respeite o limite de varas por pescador e não invada o espaço do seu amigo.

Para ser mais específico com a pescaria em si, a paciência também deve ser empregada em diversas situações. Muitas vezes perdemos peixes, acabamos ficando irritados, mas isso não adianta. O melhor a fazer é manter a calma e prosseguir tentando. Não vou me aprofundar muito neste caso, senão anteciparei a outra letra P da nossa sigla.

Se o pescador ao lado cruzar sua linha, enroscar, ou fizer qualquer coisa que não te agrada, tenha PACIÊNCIA. Lembre-se que você também foi iniciante na pescaria um dia e experimente ajudá-lo, garanto que é muito satisfatório e prazeroso auxiliar os amigos.


OBSERVAÇÃO

Agora falaremos de algo que tem suma importância e é imprescindível para uma boa pescaria.

Cada vez mais, o estudo traz melhores resultados e com ele é possível aumentar muito a possibilidade de se ter êxito mesmo em casos extremamente adversos.

Existem inúmeras situações onde a OBSERVAÇÃO pode ser empregada.


Vamos falar de algumas delas!

Os iniciantes podem aprender muito apenas observando os mais experientes pescarem. Repare nas técnicas daquele amigo ao seu lado que está fisgando tantos peixes. Com certeza não é apenas a sorte que faz ele ter diversas capturas. Nem sempre encontramos pessoas dispostas a ajudar, mas não pense duas vezes em conversar e tentar adquirir novos conhecimentos e experiências.

Sempre que for conhecer algum lugar, busque informações sobre ele. Procure saber os melhores pontos do lago, os hábitos dos peixes, as melhores iscas, horários de maior atividade de cada espécie etc. Hoje temos uma grande aliada para estudo que é a internet. Conseguimos informações suficientes com ela para nos armarmos antes de ir a um desconhecido ponto de pesca, seja ele um pesqueiro, rio, mar etc. Podemos consultar também os proprietários (dono de pesqueiro, dono de pousada), piloteiros, outros conhecedores do local.

Devemos observar a forma de alimentação dos peixes. Tudo isso nos traz as respostas necessárias. Se for em pesqueiro, por exemplo, qual a alimentação é fornecida aos peixes? São alimentados com ração flutuante? Pedaços de peixes? Restos de alimentos? Frutos?


Se estivermos em um rio: em quais locais costumamos encontrar a espécie desejada? Quais são os peixes (presas) de que ela se alimenta? Onde costumam se abrigar estes peixes?


Mesmo com diversos conhecimentos, é necessário fazer uma leitura no próprio dia de pesca. Diversos fatores podem alterar os hábitos dos peixes, o que torna a pescaria tão intrigante. Cada dia os peixes parecem querer uma isca nova, em uma profundidade diferente e devemos estar preparados para mudar o esquema de jogo e atendê-los.

Hoje a pescaria com bóia cevadeira virou uma febre nos pesqueiros. Ela exige muita OBSERVAÇÃO, pois é necessário perceber se o peixe está se alimentando mais na superfície, onde devemos utilizar os evas, se estão um pouco abaixo da flor d´agua, ou talvez eles estejam mais no fundo.

Na pesca com iscas artificiais, a preferência também é grande pelas iscas de superfície, porém uma simples mudança para iscas de meia-água podem resolver a situação. Em outros casos será necessário tentar outras cores de isca, buscar o peixe mais no fundo com um jig, etc.

Muitas vezes devemos abrir mão daquela técnica que mais gostamos, para usar aquela que nos trará melhores resultados e capturas no dia. Quantas vezes bastou trocar a bóia cevadeira, colocando um torpedo com minhocoçu, ou pescando com salsicha na superfície, para mudar totalmente uma pescaria?

Observe o que está funcionando melhor no dia e mande ver!

PERSISTÊNCIA

Para concluir nossa matéria, vamos falar desta qualidade muito necessária na pescaria.

Independente do que aconteça, sempre devemos persistir para conseguir nosso objetivo.


Aquele dia ruim de pesca, que parece impossível de melhorar, pode ser salvo se você tentar de todas as formas possíveis. Tente utilizar diversas iscas, mudar a forma de montagem, explorar novos pontos no lago. Vá até o peixe ao invés de ficar esperando por ele.

Se você está fisgando, mas eles estão escapando, tente verificar se você está errando em alguma coisa, mas continue tentando! Devemos sempre tentar melhorar, mas nunca desistir.

As vezes a sorte parece não estar ao nosso lado, perdemos os grandes exemplares, mas o importante é não se entregar. Quando perdemos um gigante, claro que ficamos decepcionados, mas você só conseguirá fisgar outro se tentar, então tente!

Existem lugares que parecem espetaculares quando descobrimos. Sempre com muitas fotos de peixes de causar inveja, mas quando arriscamos uma pescaria não conseguimos aqueles cobiçados gigantes. Além de buscar muita informação, tente persistir! Não vá apenas uma vez, insista! Vá duas, três, quatro vezes até aprender as técnicas que mais funcionam por lá, as iscas fatais, etc.


As três palavras da sigla que criei estão muito interligadas!

PACIÊNCIA + OBSERVAÇÃO + PERSISTÊNCIA

Tente usá-las sempre e verá como suas chances aumentarão muito!

Grande abraço a todos e VAMOS PESCAR!!!

Imagens: internet

Texto: Kleber Sanches

AGRADECIMENTOS

Hotel Fazenda Duas Marias – www.hotel2marias.com.br

O Boto – www.oboto.com.br

King Fishing – www.roupasdepesca.com.br

Massa Farofa do Carlão

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

9 Comentarios to “Pescaria é P.O.P”

  1. Ricardo Praz disse:

    Materia mto boa loucos. Realmente ja salvei mto dia horrivel de pesca no finalzinho. O negocio é a persistencia atras dos gigantes.

  2. Sertori disse:

    Dica dificil de ser usada, mas vou experimentar. O que tem me irritado mto é essa correria na abertura dos pesqueiros. Se não tiver a paciência indicada ai o dia de pesca já começa mto mal realmente. Valeu

  3. Heitor disse:

    Já percebi que vc sempre persiste bastante mesmo Kleber kkk sempre vejo suas materias com fotos no finalzinho do dia ou qdo ja escureceu. acho bastante importante tb a parte da informacao qdo se vai num lugar desconhecido.

  4. Muito bacana essas informações, e pescaria realmente não tem nada a ver com egoísmo, brigas…..
    Parabéns show de bola a matéria.

    Leonardo- Peskol

  5. NEY _ Santo André disse:

    > Valeu, Matéria de grande Importância.

    > Agora vamos ter consciência e aplicar em nossas pescarias.

    > Valeu Galera e vamos pescar………

  6. RENATO FREGATTI MAIA disse:

    Eu q diga la no arujá eu e meu tio até meio dia nada só um pacu ai vi o lago das carpas vazio falei vamos descemos ñ deu outra arremessei 10 min.depois a boai desce 1cabeçuda 17 kls ai depois foi só alegria meu tio ainda falou porque que a gente ñ desceu mais cedo e no recanto do pacu também um cara tava lavando a égua e meu colega e eu nada e varias estratégias e falava nossa hora vai chega de repente3 hs da tarde coloquei salsicha flutuando ai começou foram varias pincacharas e lá no recantoelas são grandes e bravas é isso ai galera valeu e vamos pescar…

  7. Serginho disse:

    Realmente, são três qualidades que precisamos cultivar em alguns dias que a pescaria não entá produtiva.
    Eu particularmente já uso algumas dicas mencionadas; Ex: qdo não estou fisgando nada e um outro pescador está tirando alguns exemplares, eu, sem medo digo que não conheço o pesqueiro muito bem e peço alguma dica. A maioria é amigavel e presta ajuda; são poucos que guardam p/ si os macetes, e não revelam nada. Não custa nada perguntar e pedir informação, o pior que pode acontecer é o pescador dizer que “está pescando com vara, linha e anzol”, como um pescador disse p/ meu amigo. Uma resposta como esa não doi nada, agradeça e converse co outro que pode ser mais amigavel e colaborador.
    Também gosto de pedir informações p/ os funcionários. Raramente converso com o proprietário ou gerente do pesqueiro, que sempre dizem que ta saindo muito peixe. (opinião particular minha)
    Falando sobre trocar o sistema de pesca, normalmente funciona. As vezes trocar a isca, ou arremeçar um pouco mais perto ou mais longe, ou mais p/ a direita ou esquerda já muda a pescaria.
    Mas tem dias que parece que nada adianta, então procuro curtir o dia como um dia em que sai da minha rotina, não penso nos meus problemas, e sempre conheço novos amigos, damos boas risadas e compartilhamos dicas valiosas.

    Abçs a todos
    Serginho

  8. Amigos e parceiros LOUCOS. Em nome do Penn Raíba Carretilhas que deixo aqui meus sinceros parabéns por mais essa excelente matéria!
    Conseguiram fazer algo criativo, inteligente, e atrativo mesmo sem sem haver relato de uma pescaria como chamariz. E com um conteúdo bastante plausível e que com certeza vai ajudar na formação do pescador que existe em cada um começando, e mesmo nos mais experientes!

    Um abraço e continuem assim! Sucesso e muito peixe sempre!

  9. tópico interessante são os atletas que chegam de madrugada para pegar o lugar que ele no sub conciente diz “AQUELE LUGAR É MEU”, acredito que os responsáveis pelos pesqueiros, poderiam administrarem, demarcando os 7 principais pontos mais procurados nos lagos e por ordem de chegada, distribuir tipo senha, já quebraria a primeira decepção de não consegui pescar no local desejado

Deixe um comentario