Recanto dos Peixes – 29/02/12

Uma pescaria muito prazerosa que rendeu diversas capturas aos nossos pescadores em apenas 4 horinhas de brincadeira. Calor insuportável, sol rachando e os tambas subindo enlouquecidamente na ceva! O Recanto dos Peixes de Monte-Mor é garantia de muitas fisgadas! Dá-lhe Tambacu!

 

 

 

Olá amigos!

No dia anterior, eu tinha aceitado um convite do nosso leitor Gabriel Zara para uma pescaria no Recanto dos Peixes, porém tive um imprevisto de última hora no trabalho e infelizmente não pude marcar presença nem após o almoço como eu planejava.

Deixei as tralhas no carro na esperança de que no dia seguinte eu pudesse enfim realizar essa pescaria de final de tarde. Consegui adiantar as coisas e chamei o parceiro Renan, com o argumento motivador de que como o lago do pesqueiro é pequeno, ele poderia fisgar alguns tambas no fly, sua modalidade preferida de pesca. Ele prontamente aceitou e assim seguimos para Monte Mor.

Começamos a pescar as 14 horas, sob um calor insuportável, sol rachando e praticamente nenhuma nuvem no céu. Não era o cenário ideal para uma pescaria com bóias cevadeiras, porém Recanto é Recanto, então “bora cevar”!

Outro fator complicador era que o lago já estava cheio de pescadores, com todos os quiosques ocupados e mais uns seis pescadores no barranco.

Logo nas primeiras copadas, já pudemos ver os lombos negros na superfície e os bichos começaram a comer a ração. Nos primeiros arremessos, o Renan já tira o primeiro do dia!


Em seguida foi a minha vez. Comecei usando evas caramelos, sendo um na linha e dois no anzol de robalo, e uma miçanga caramelo lixada.


Fiz a soltura e no próximo arremesso já tenho mais uma pegada no eva. A vantagem do lago ser pequeno é a possibilidade que você tem de ver o bicho atacando o eva, não sendo necessário esperar a puxada na boinha indicadora, até porque no Recanto dos Peixes os tambas são manhosos e muitas vezes nem chegam a puxar quando grudam na miçanga.


O Neto Abdalla chegou uma meia hora depois que nós e, após perder algumas fisgadas, também garantiu o seu primeiro tamba.


Os peixes não paravam. Jogávamos ração e eles tratavam de comer rapidamente, aumentando nossas chances de capturas, que iam acontecendo em intervalos muito pequenos.


Uma puxada mais firme e dessa vez a briga seria melhor. Os peixes do Recanto dos Peixes são imprevisíveis, ora se entregam rapidamente, ora brigam bem e ficam indo e vindo diversas vezes até se entregarem. Um belo exemplar!



O calor estava de matar. A temperatura beirava tranquilamente os 40 graus, clima muito mais propício para uma ida à praia, mas a vontade de pescar tinha que superar isso. O Renan preferiu fazer uma pausa, foi lá no bar tomar uma água e nos fez o favor de trazer algumas garrafas.

Continuamos cevando e as ações foram acontecendo.



Neto também engata um brigador que demora um pouco mais para se render!



Algo que foi muito comum nessa pescaria foram os dublês e triplês. Enquanto o Neto segurava o seu peixe, eu brigava com outro.


Enquanto eu segurava meu tamba, o Neto brigava com outro!


Bicho calombudo!

Em seguida, foi a vez do Neto pegar um grande exemplar. A pescaria ficava cada vez melhor e os peixes comendo sem parar.

Os intervalos entre as puxadas eram tão pequenos que já fazíamos tudo automaticamente. Pega ração, coloca na cevadeira, arremessa, pancada no eva, fisgada bruta, briga e peixe na foto!

O Renan decidiu começar a pescar de fly quando voltou do bar, pois o lago já estava mais vazio. O calor insuportável já nos cansava, imagina então quem tinha chegado logo cedo ao pesqueiro.

Após muito insistir, o amigo começou a engatar algumas encrencas no seu equipamento #8.


A briga é bonita de se ver e o primeiro peixe no fly se rende.


Já nos aproximávamos do final do dia, quando alguns grandes tambas resolveram aparecer. O Fernando, amigo do Neto, que pescou no lago de cima, desceu e garantiu um belo Tambacu na cevadeira.



Só pescamos com evas e o resultado foi excelente. Os peixes comiam bem na flor da água, ora mais lentos, ora estourando para todos os lados.


No finalzinho do dia, quando queríamos continuar pescando, porém o horário se encerrava, arremessei um conjunto diferente, com evas caramelo e caroço de azeitona, quando uma grande boca sugou tudo com muita força e já saiu levando. Foram os evas, boinha e até a cevadeira de uma vez só, já começando até a envergar a minha vara. Briga mais demorada e recompensa nos braços!

Nada melhor que um bitelo para fechar este excelente dia!



Guardei meus equipamentos e o Renan ainda teve tempo de pegar o seu peixe saideira no fly. Enquanto eu levei tudo para o carro, ele brigou com o tamba e assim encerrávamos a pescaria.


Mais uma vez o Recanto dos Peixes mostrou seu potencial! Em apenas quatro horas de pescaria nos divertimos muito e foram vários peixes que vieram para o cobiçado abraço. Sempre que desejo uma pescaria com muitas ações vou de olhos fechados nesse lugar espetacular.

Gostaria de agradecer a todos os amigos pescadores que sempre nos acompanham e muitos que me mandaram e-mail perguntando sobre o nosso grande amigo Diego Oliveira, que infelizmente nos deixou neste mês de fevereiro, mas temos certeza de que ele está bem melhor agora, descansando em paz e ao lado de Deus.

Foi um grande prazer ter um garoto tão bom ao nosso lado por estes anos. Tantas risadas, fisgadas, bons peixes na ponta da linha e, quando a pescaria não era assim tão boa, só a conversa e companhia na beira do lago, já valiam cada segundo. Fica com Deus amigo! Os Loucos por Pesca jamais esquecerão de você.

Abraços a todos e VAMOS PESCAR!!!

Imagens: Kleber Sanches, Renan Marin e Neto Abdalla

Texto: Kleber Sanches

E-mail: kleber@loucosporpesca.com.br

Pesqueiro Recanto dos Peixes

ESTRADA DE MONTE-MOR/SP – KM 19,5

Tel: (19) 3879-1834 ou (19) 9773-0031 (Luis)

AGRADECIMENTOS

Hotel Fazenda Duas Marias – www.hotel2marias.com.br

O Boto – www.oboto.com.br

Massa Farofa do Carlão

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

6 Comentarios to “Recanto dos Peixes – 29/02/12”

  1. Renan Marin disse:

    Opa, tamba no fly eh chique! Pena que nao consegui engatar o gigante.
    Fica a minha homenagem ao amigo Diego. Apesar de nao ter tido o prazer de conhece-lo, so ouvi coisas boas! Com certeza uma grande perda para a equipe Loucos por Pesca. Que Deus o tenha.

  2. felipe silva disse:

    parabens pela pescaria ai galera,eai neto esse tamba do fernando ai foi nos evas?rssssss

    grande abraço

  3. neto loucos disse:

    dessa vez ele pegou no eva felipe kkkkkk.abraço manooo!

  4. felipe silva disse:

    aai sim em fernando,agr ninguem para o fernando nos evas,rssss!

    precisamos marcar uma em neto,abraço

  5. Alexandre disse:

    Olá loucos, parabéns pela matéria, gosto muito dos textos do Kleber são bem informativos sobre as técnicas usadas. Olha tenho que dizer que inveja saudável de ter um pesqueiro com tantas ações de peixe grande aqui na minha região até pegamos grandes mas não são muitos. Mais uma vez parabéns. E quanto a ida do parceiro, saiba que ficou a marca registrada dele pra todos nós que como vocês somos loucos por pesca. Grande abraço, Alexandre – Equipe Twin Fishing

  6. Caroline m. Guilherme disse:

    Loucos por pesca,belas fotos, porem fui no Recanto dos Peixes Monte-Mor, no dia 20/01/2013 não esta mais o mesmo, a borda lotada de mato, peixe morto no lago o dia todo e ninguém tira. Está uma vergonha, não indico mas para ninguém aumentaram o valor da pesca e caiu a qualidade do local. Se for pescar no mesmo, vai com facão, porque só assim pra conseguir alcançar a água no ultimo tanque, cortando o matagal. Desculpe o desabafo.

Deixe um comentario