Lago do Peixe – 04 a 07/01/12

Nosso amigo e colaborador Felipe Teixeira fez uma excelente pescaria com sua família no imbatível Lago do Peixe. Foi impressionante a quantidade de cardumes que explodiram para todos os lados garantindo demasiadas capturas aos pescadores! Sem dúvida este é o point dos Azuis!

 

 

 

Para começar o ano com o pé direito, resolvemos ir atrás de alguns azuis, e quando falamos de Tucunarés azuis, o primeiro lugar que me vem no pensamento é o Lago do Peixe – TO. Não é novidade que a região é produtiva e com alguns excelentes exemplares, então fomos conferir.

Saimos de Poços de Caldas-MG, dia 3 de janeiro, com destino à Pousada Rancho do Kojak, onde nos hospedaríamos. Foram 1430 km percorridos. Fomos pescar com a companhia do guia Deivid, que por sinal só merece elogios. Conhecedor da região e muito esforçado, sempre buscando a satisfação e alegria de seus clientes. Não paramos de dar risada um minuto sequer.

Viagem tranquila, sem problemas. Só estrada boa, exceto o trecho da BR153 que merece atenção, pois é muito movimentada e com muitos caminhões. Chegamos na pousada no começo da noite e o clima não era dos melhores. Muita chuva!

Agora só restava descansar e esperar o dia seguinte. A ansiedade estava a mil.

1º dia – Muitos cardumes

Acordamos e nada da chuva parar. Então saímos para pescar já eram quase 9 da manhã e resolvemos bater iscas nas proximidades da pousada, onde as ações eram em maior quantidade, porém de peixe menores. Logo descobrimos que nessa época os peixes estavam encardumados. PÕE CARDUME NISSO! Nunca vi tanto cardume junto na minha vida. Logo nos primeiros pinchos, engatamos o primeiro tucuna da viagem.

Tivemos diversas ações, peixes na faixa de 1 a 2 kg. Iscas na água e vamos trabalhar! Logo começaram as ações de peixes maiores, todos em cardumes.

E soltando, claro!

A parte engraçada do dia vem agora. O guia Deivid grita: “OOOOO a bagaceiraa”. Um cardume enorme estoura do lado no nosso barco, ai foi só alegria. Capturamos mais de 30 peixes em um único cardume. Somente no periodo da manhã, foram mais de 40 peixes, devido a quantidade de cardumes estourando.

TODOS os Tucunarés foram SOLTOS!

 

Como estávamos perto da pousada, retornamos para o almoço e no período da tarde mais cardumes apareceram. Sem via de dúvidas, foi a maior quantidade de Azuis que já capturei em um único dia de pescaria. E olha que estava chovendo hein!

Mais outro cardume!

Na volta do almoço meu irmão acerta mais um!

E o maior do dia saiu na hélice. Qual será? Nakatani Lures. Aô hélice boa!

E não acaba por ai. Tem mais peixe na linha!

E assim fechamos o primeiro dia com mais de 80 tucunas capturados. A noite foi chegando e o primeiro dia já foi sensacional.

2º dia – O GIGANTE!

Amanheceu com um sol rachando e como já tinhamos capturado uma excelente quantidade de tucunas, aquela era a hora de buscar qualidade. Então resolvemos subir até o Tocantins, levando 1h20min com motor 90HP. Começamos a pescar quase perto do Retiro.

As iscas de hélice sempre abriam o dia e apresentavam potencial e produtividade muito boas.

Nesse dia os peixes estavam manhosos e atacando as iscas muito discretamente. Mais a frente meu irmão acerta mais um e esse era de respeito! No fundo de uma grota, fisgo um azul pequeno, mas atrás dele tinha um MONSTRO! É quando meu irmão cobre o meu tucuna e captura o Tucunaré da pescaria.

Coitada da Aldebaran, cantou bonito. Um lindo exemplar com 68 cm.

Depois disso foi só alegria. Estávamos com a pescaria feita! Mudamos de grota e levantamos mais um cardume. Eeeeee paraiso de Azuis! Era explosão para todo lado. Nesse cardume capturamos 8 peixes. Segurávamos alguns e liberávamos outros, para que o cardume não fosse embora totalmente.

A pescaria da manhã estava feita. Encostamos em uma beira e assamos uma picanha.

No período da tarde, o peixe sumiu, decidimos voltar atrás dos cardumes perto da pousada e ainda acertamos alguns para fechar o segundo dia.

Esse foi o segundo dia. Muita qualidade e pancadaria pra todo lado. Todos satisfeitos!

3º dia – Paredão

No terceiro dia, como já estavamos com a pescaria feita, decidimos ficar no meio termo. Então batemos nas grotas do paredão.

Segue abaixo algumas capturas do dia.

Liberando e a zig zarinha fazendo sucesso.

Logo na frente, mais um de respeito e muito gordo! Bicho saudável tem que ir pra foto.

Nesse ponto não tivemos mais ações e decidimos trocar. Chegando no próximo ponto, já nos deparamos com mais uma estrutura incrível e foi onde apareceram mais alguns bons exemplares.

Mais Nakatani neles! Um lindo exemplar, uma explosão incrível! Saltou inteiro por cima da isca. Uma pancada para ficar marcada.

Esse merece!

Outra isca que levantou muito peixe também foi a Jumping Minnow da Rebel. Essa não tem erro! Estava com fome. Dublêzinho!

Parada para almoçar e relaxar.

Fisgamos alguns Piaus, pegos na ceva da pousada com linha de mão e soja.

E nosso terceiro dia foi assim. Pescaria completa, do jeito que queríamos. E ainda nos restava um dia.

4º dia – Fechar a pescaria

Batemos em mais algumas grotas da casa de dois andares e acertamos alguns tucunas.

Sempre soltando!

Nessa primeira grota, só resultou em alguns tricks, que nem foram para as fotos. Então resolvemos mudar de local.

Logo na entrada nos deparamos com um trio de Araras Azuis.

E os peixes começaram a aparecer.

A Nakatani acerta outro novamente!

Acertamos mais dois cardumes nessa grota.

Um belo triplê, com direito a isca de hélice e encharuta na zig zarinha.

Acertamos uma boa quantidade nesse último dia também, fechando com chave de ouro!

E foi isso pessoal.

Resumo da pescaria: Muitas capturas, ações, muitas porradas, alegria e diversão. Família reunida. Vale a pena conhecer a região. Muito piscosa e com qualidade! Foram mais de 220 Tucunarés capturados em 4 dias de pescaria.

Pousada: melhorando a cada dia, são muito esforçados. Estão com embarcações novas e motores zerados. Na semana que estavamos lá, instalaram TV LCD em todos os quartos e uma de 55 polegadas no restaurante, para melhor atender seus clientes.

Instalações (quartos): camas box confortáveis, ar condicionado, banheiro e quartos limpos.

Piloteiro Deivid: experiente, competente e conhecedor da região. Recomendamos com louvor, sem erro. Uma alegria invejável! Ria o dia todo e a descontração no barco era garantida. 1000% muito gente boa.

Barco: pescamos em uma Quest 258 com um novo motor 90HP.
Um espetáculo de equipamento! Completinha. Pescamos em 3 tranquilamente.

Materiais utilizados

Varas: – Rapala Platinum 17-25lbs
– Rapala Shift 17
– Rapala Platinum 17lbs
– Daiwa ProCaster 17lbs
– Enzo 17lbs

Carretilhas: – Shimano MG7
– Shimano DC MG7
– Shimano Curado 200E7
– Shimano Aldebaran
– Shimano Chronarch 50MG

Linhas: Power Pro 40lbs

Iscas: – Hélices: Nakatani e Tucunarex 110
– Jumping Minnow T20 Osso (Rebel)
– Zaras: Super Spock Prata (Heddon), Zig Zara e Zig Zarinha (osso e prata)
– Meia água: Bora 10 e Aile Magnet 105

Snap’s: Capella

Agradeço a atenção de todos!

Família Teixeira

Imagens: família Teixeira e guia Deivid

Texto: Felipe Teixeira

Rancho do Kojak – Lago do Peixe/TO

Fones: (63) 3312-0462 ou (63) 9224-7429 Deidianny

www.ranchodokojak.com.br

AGRADECIMENTOS

Sua Loja Adventure – www.sualojaadventure.com

O Boto – www.oboto.com.br

Massa Farofa do Carlão

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

3 Comentarios to “Lago do Peixe – 04 a 07/01/12”

  1. Breno disse:

    Esse lugar é o paraiso para se pescar tucunas mesmo. Sempre sai uma quantidade absurda dos azuis! Vou marcar minha volta pra esse ano lá. Abs

  2. Joao disse:

    Parabéns aos pescadores e ao Kojak pela busca da conservacao do Lago do Peixe. Espero que tenhamos sempre esse lugar ao nosso alcance.

  3. acassio disse:

    nossa q aventura emmm.. pegaram muitos peixes mesmo… abraço

Deixe um comentario