Pousada Quatro Estações(19 a 21/05)TV LOUCOS 11

Uma pescaria surpreendente da Equipe Loucos por Pesca na Pousada Quatro Estações, localizada em Esmeraldas-MG. Dezenas de gigantes tambas e baguás fisgados renderam ao lugar o apelido de Paraíso dos Tambacus. Vale a pena conferir um espetáculo de pescaria na TV LOUCOS 11!

 

 

 

Olá amigos do Loucos!

Atendendo a inúmeros pedidos dos leitores mineiros, que há muito tempo nos solicitam dicas de lugares para pescarem em seu estado, fomos conhecer um verdadeiro paraíso dos Tambacus.

Há cerca de dois anos descobri esse local procurando pela internet e logo de ínicio percebi que se tratava de um grande reduto de redondos, já que tinham muitas fotos de peixes de bom porte no site da pousada e muitas dessas imagens eram de seis anos atrás, ou seja, se os bichos já eram grandes naquela época, imagine agora depois de se alimentarem bastante e de serem protegidos pelo inteligente sistema de pesca esportiva, imposto pelos administradores do local. Quem quiser levar um Tambacu, mesmo de menor porte, terá que desembolsar uma considerável quantia, regra criada justamente visando a preservação dos gigantes e garantindo a piscosidade e futuro dos lagos.

Antes de começar a relatar os fantásticos dias de pescaria que tivemos, vamos apresentar um pouco da estrutura desse lugar fascinante e cercado de rara beleza.

A Pousada Quatro Estações fica localizada em Urucuia, um vilarejo da cidade de Esmeraldas, distante cerca de apenas 67 km da capital Belo Horizonte. A propriedade possui 7 lagos para a pesca esportiva, destacando-se principalmente 2 lagos para a pesca dos grandes redondos conforme indicado pelos círculos vermelhos na imagem panorâmica.

Lago esportivo com uma ilha ao centro

Lanchonete e loja de iscas na beira do lago

Vista parcial do outro lago esportivo

A pousada é cercada por muita natureza!

Muita vida!

O Hotel-Fazenda Quatro Estações acomoda até 70 pessoas com muito conforto.

Quartos excelentes, bem equipados e decorados com muito bom gosto.

Possui restaurante que serve deliciosas refeições.

Café da manhã com pães, biscoitos, frutas, sucos…

Ovos mexidos, salsicha e tudo que você merece para começar bem o dia!

O almoço e jantar com aquela comida mineira deliciosa feita no fogão à lenha.

Saladas

Uma saborosa pizza que deixou saudade!

Sobremesas

Área externa para festas e confraternizações

O lazer também está garantido na Pousada Quatro Estações para aqueles que não querem apenas pescar.

Piscina

Quadra de grama para vôlei

Sinuca, ping-pong e mesa para jogos de cartas

A Pousada Quatro Estações também possui o sistema de day-use, onde o cliente passa o dia pescando e usufruindo de toda a estrutura do local, com direito a café da manhã, almoço e café simples a tarde. O preço é excelente e sai por apenas 59 reais por pessoa, devendo ser confirmado no site da pousada, pois pode sofrer alteração. O horário de funcionamento é das 7:30 às 18 horas.

Agora que já mostramos um resumo da estrutura da pousada, vamos falar sobre a pescaria.

Chegamos ao local na quarta-feira, 18 de maio, às 19 horas e logo fomos muito bem recebidos por todos os funcionários da pousada. A Luciana, administradora da Quatro Estações, nos levou para conhecermos nosso quarto e logo em seguida fomos ao restaurante para jantarmos uma espetacular e saborosa refeição preparada com todo o carinho pela Sueli e Beatriz, cozinheiras de mão cheia.

O clima estava um pouco frio, mas nada que tirasse a nossa vontade de pescar. Não tivemos dúvidas e fomos para o quarto, onde arrumamos alguns conjuntos e descemos para o lago atrás de um aperitivo do que seriam nossos dias no local.

Rapidamente começaram as beliscadas e com habilidade o Fernando conseguiu travar o primeiro peixe que atacou manhosamente a salsicha no fundo.

Em menos de uma hora, outro ataque no fundo e dessa vez foi na labina que o Fernando conseguiu garantir o segundo peixe de nossa viagem. Esse já de um porte melhor e muito brigador.

Estávamos pescando no lago da ilha e as ações estavam muito boas, porém era necessário ficar com a vara em punho muitas vezes, pois os bichos estavam ariscos. O Fernando foi fazendo a festa e fisgando um atrás do outro.

A salsicha estava sendo a isca preferida dos bichos!

Como eu não sou muito adepto dessa pescaria de tambas no fundo, resolvi armar um torpedo com chicote de 2 metros e beijinho como isca. Arremessei no lago do lado e tive algumas ações, porém um bom peixe me escapou na margem. Substitui a isca por uma tilapinha viva, o que não trouxe resultado, mas na cabeça de Tilápia veio o ataque! A bóia foi deitando mansamente e quando começou a andar de lado já meti-lhe a fisgada! O peixe estava travado e quando vimos seu tamanho foi uma boa surpresa. Era o primeiro Tambacu na faixa dos 15kg que aparecia na Pousada Quatro Estações.

O frio foi ficando mais intenso e resolvemos ir dormir para acordarmos bem dispostos e partirmos com força total logo cedo, mas a única vara armada do sortudo pescador resolveu envergar e ele tirou o último da madrugada.

Acordamos as 7 horas e rapidamente descemos ao lago para tentarmos as primeiras fisgadas do dia. O tempo estava um pouco complicado nos primeiros instantes, com muito vento e um pouco de frio, mas foi melhorando e após uma boa espera vem o primeiro troféu.

Como os lagos da Pousada Quatro Estações tem muitas Tilápias, a pescaria com bóias cevadeiras e miçangas não é uma boa opção para os Tambacus. Repetimos a montagem com torpedo, chicote dessa vez de 70 cm e uma pequena cabeça de Tilápia no anzol maruseigo. A puxada foi firme e chegou até a envergar a vara no suporte, resultando depois em uma boa briga com um gigante tamba dos brancões!

Bicho gordo!

A coloração desse peixe era muito bonita e foi bacana de ver a empolgação do amigo pescador. Vale a pena conferir a alegria do menino no programa 11 da TV LOUCOS!

Tivemos uma pausa nas ações na sequência, quebrada por um ataque à labina! Utilizamos uma montagem com bóia cevadeira, onde usávamos uma guabi maior para cevar e a labina de isca à cerca de 40cm de profundidade.

O tempo melhorou, parou de ventar e o Fernando conseguiu engatar outro redondo na cevadeira com labina. O peixe se mostrava de melhor porte e eu filmava a briga quando meu torpedo no lago da ilha com cabeça de Tilápia afundou! O dublê estava feito e dois grandes Tambacus vieram para o Loucos!

Agradecimentos ao sempre prestativo funcionário Davi que nos ajudou a retirar os brutos da água e a filmar o dublê.

O bicho era bem gordo e calombudo!

Fomos almoçar e logo voltamos ao lago para continuarmos as ações. O Fernando mostra que estava realmente com o trevo de quatro folhas guardado na manga e já fisga um bichão de cara!

A briga foi pesada, o peixe tomou linha para o outro canto do lago e era um belíssimo exemplar!

A produtividade estava muito grande no torpedo com cabeça de Tilápia!

Poucos minutos depois, foi a minha vez de fisgar meu primeiro peixe na ração labina.

Para quem não se lembra, indicamos esta isca e ensinamos como prepará-la na pinga há um bom tempo atrás. É uma ração para roedores, que tem um tamanho maior do que a guabi e é uma das melhores iscas nos pesqueiros de Minas Gerais.

Acesse essa dica através do link: http://loucosporpesca.com.br/wordpress/?p=1924

O Fernando estava inspirado e fisgou mais um “cavalo” na cabeça de Tilápia. O duelo foi bem pesado e o peixe se entregou quando realmente não tinha mais força alguma para brigar.

Logo no primeiro dia já tínhamos a certeza que havíamos feito uma excelente escolha em ir conhecer esse paraíso e para coroar nossa pescaria fizemos mais um dublê no finalzinho da tarde. O Fernando deixou sua vara com peixe fisgado no suporte e me ajudou a registrar o tamba briguento!

Depois foi a minha vez de acompanhar os últimos instantes da briga do amigo e conseguimos com muita disposição garantir este belo momento de correria para a TV LOUCOS!

O peixe do Fernando foi fisgado com lambarizinho vivo na bóia.

Agradecemos também ao funcionário William que foi muito prestativo e nos deu uma boa ajuda para tirar os dois bichões da água.

Guardamos nossas tralhas no quarto e fomos jantar satisfeitos e muito empolgados com tantas capturas de peixes grandes. A matéria já estava garantida, o programa estava recheado de belos momentos e agora nos restava ir atrás da cereja do bolo, o verdadeiro baguá!

Decidimos não pescar nessa noite devido ao cansaço e para podermos descansar apostando nossas fichas em mais uma excelente pesca no dia seguinte. Ficamos conversando, tomando uma cerveja, vendo as primeiras fotos de nossa viagem e fomos dormir.

Acordamos mais tarde e descemos ao lago somente as 10 horas, já fissurados por novas capturas e na expectativa de fisgar o gigantão!

Armamos nossos torpedos com cabeça de Tilápia próximos à ilha, local que apelidamos de “a casa do baguá”, onde fisgamos a maioria dos bichões no primeiro dia!

Bóias na espera pelos tambas.

O Fernando abriu o dia com um grande Tambacu daquele porte que começamos a chamar de “padrão Quatro Estações”, de tantos redondos que pegávamos na faixa dos 15kg à 18kg.

Convenhamos que é um belo padrão né pessoal? Poucos pesqueiros tem esse privilégio de ter tanto peixe grande assim em seus lagos.

Na sequência, foi a vez da cabeça de Tilápia no lago da ilha trazer resultado.

Após perder três peixes fisgados na casa dos baguás, comecei a ficar um pouco irritado e fui dar uma volta. Cheguei a ir ao quarto e sabe como pescador é supersticioso né? Troquei a camisa, lançando mão da minha pegadeira!

Voltei ao lago e em menos de cinco minutos minha bóia com filé de Tilápia afunda. Eu estava pescando pequenos peixes para usá-los de isca e larguei uma tilapinha fisgada na vara de bambu com anzol na boca e tudo e parti para o duelo! O Fernando fisgou a encrenca e logo me passou o equipamento para que eu pudesse tirar a maré de azar. A briga foi espetacular e o bichão veio para os braços!

Nada melhor que um gigante para dar uma animada após perder alguns peixes!

Fomos almoçar e na volta começamos a cevar, aproveitando o tempo nublado. Os Tambacus subiam um pouco na ração junto com as Tilápias e o Fernando resolveu reduzir o chicotinho da cevadeira, sábia decisão! A pegada foi rápida, o tamba deitou a bóia e o pescador fisgou com vontade! A briga foi excelente, digna de um peixe de respeito e de muito peso. A cada rebojo,com a filmadora em punho, eu olhava pra cara do Fernando e ambos sabíamos que o diferencial estava ali na ponta do anzol. Após uma meia hora de briga, o peixe encostou na margem e era muito grande! Não entrava direito no passaguá e, para não correr riscos, o Fernando entrou na água e encaçapou direito o baguazão! Pura adrenalina e 26kg nos braços!

Não aguentei e tive que segurar o peixão também.

A nossa empolgação foi contagiante e a alegria de termos conseguido o baguazão fez valer cada minuto da viagem para chegar a esse paraíso chamado Pousada Quatro Estações! Vale muito a pena conferir a explosão de felicidade do Fernando na soltura do baguá em nosso décimo primeiro programa da TV LOUCOS!

Uma hora depois chegava o momento do primeiro dublê do dia. O Fernando estava brigando com um tamba fisgado na cabeça de Tilápia no lago da ilha, quando meu torpedo com a mesma isca só que no outro lago afundou. Ele tirou o peixe primeiro e consegui bater a foto enquanto brigava com o meu peixe.

Com mais tranquilidade, o Fernando conseguiu filmar o restante da minha briga sob uma chuva que veio para lavar a alma dos pescadores!

No finalzinho da tarde, quando o sol estava nos proporcionando um espetáculo de rara beleza, consegui pegar o meu último tamba.

Já estava escuro quando o Fernando terminou a batalha com seu último peixe. A briga demorou bem e o bichão não se entregava de forma alguma!

Levamos nossas tralhas para o ponto onde tem iluminação e voltamos cada um com uma vara para nosso lugar preferido, a junção entre os dois lagos “matadores”. Achamos que teríamos a paradeira costumeira que acontece quando acaba de escurecer, mas logo de cara meu torpedo com starlight afunda e pego mais um tamba na cabeça de tilapinha.

Com a mesma isca, porém pescando de fundo, o Fernando vê sua vara embodocar muito forte e consegue garantir mais um pro Loucos! O peixe dele era de bom porte e veio para fechar nossa pescaria já que depois subimos para jantar e decidimos encerrar mesmo sabendo que os peixes estavam bem ativos.

Até pensávamos em pescar mais um pouco, mas a pizza estava tão saborosa que ficamos um bom tempo lá comendo e a preguiça bateu forte.

Ficamos conversando com os funcionários e utilizando nossos notebooks já que a pousada tem rede wireless que nos permite navegar pela internet. Esse era o momento onde víamos as fotos dos peixes e dava cada vez mais vontade para que o dia amanhecesse logo para jogarmos nossas iscas na água.

Fomos dormir e já programamos nosso despertador para antes das 7 horas, já que no sábado a pousada tem maior movimento e não queríamos perder nosso ponto matador. Quando descemos para o lago ainda estava tudo tranquilo e foi muito rápida a primeira fisgada do dia. Era engraçado porque todos os tambas que pegavam nesse lago corriam para o cantinho para brigar.

Após voltar do café da manhã, observei o torpedo andando lentamente e já puxando para o cantinho dos baguás. Não tive dúvidas e mandei a sequência de três fisgadas até que a linha finalmente esticou na boca do bichão e iniciei a briga. Como os peixes vinham nadando à nosso favor, as vezes uma fisgada apenas não era suficiente para a linha esticar. O duelo demorou mais de vinte minutos e pensei que poderia ser até uma encrenca maior. No final se entrega um gordo Tambacu beirando 20kg.

As pessoas ao redor todas vem conferir de perto o bicho e isso é muito legal. O clima de amizade e tranquilidade impera entre os pescadores na Pousada Quatro Estações.

Ainda antes do almoço, a cena se repete, mas dessa vez na vara do Fernando. O arremesso tinha sido perfeito, no ponto certo onde os grandões ficavam, e o torpedo foi se movimentando bem devagar. Ele esperou o momento correto e fisgou com força para garantir mais um gigante na ponta da linha. A característica da briga evidenciava e mais um baguá veio parar nas mãos do pescador!

Tambacu de 22kg e muita brutalidade!

Dá-lhe baguá pro Loucos!!!

Uma hora depois, foi a vez do Fernando fisgar um Tambacu de porte menor na isca pegadeira.

Tivemos uma grande pausa nas ações durante o restante da tarde, onde já sabíamos que só voltaríamos a ter ações quando o sol baixasse e o lago também tivesse menor movimentação de pescadores.

O Fernando engatou outro baguázão e era talvez o maior de todos da nossa pescaria na Pousada Quatro Estações. O peixe estava dando sinais de cansaço e subindo à superfície algumas vezes.

Chegou pertinho de entrar no passaguá, mas rebojou e tomou linha novamente para o meio do lago. Reparem no calombo desse animal!

Decidi ajudar o companheiro e entrei no lago para tentar abraçar o bicho, mas infelizmente o gigante escapou ali perto da margem nos deixando uma grande vontade de ter conseguido tirá-lo da água. Eu evitei falar muito para não deixar o pescador nervoso, mas tenho certeza que passava dos 26kg, até então o recorde de nossa pescaria. Reparem que quase levei uma torpedada na cabeça quando o peixe escapou!

Todas essas imagens eu recuperei da filmadora, a qual tinha deixado com um amigo pescador quando entrei na água.

Passada a frustração da perda do peixe, voltamos novamente a buscar os grandes tambas da Pousada Quatro Estações e no finalzinho da tarde a pescaria ficou muito boa na ração. Primeiro peguei um bem gorducho que serviu para encerrar a TV LOUCOS 11 em grande estilo!

Perdi outro na sequência, mas não desanimei e logo tinha o terceiro tamba fisgado na labina em menos de 20 minutos. Enquanto eu brigava, o Fernando também conseguiu engatar o dele e fizemos o tradicional dublê de final de tarde!

Dificil momento de dizer adeus ao paraíso da espécie que é minha preferida! Ah como é bom fisgar um Tambacu briguento desses!

Encerramos assim nossa pescaria e pudemos ter a certeza que vale muito a pena ir até o estado de Minas Gerais, na cidade de Esmeraldas, distante apenas cerca de 67km de Belo Horizonte, para passar alguns dias de muita tranquilidade, cercado por muita natureza,  conforto, bom atendimento, deliciosas comidas feitas no fogão à lenha e com MUITO BAGUÁ NA PONTA DA LINHA!

Gostaríamos de agradecer a Luciana pela excelente recepção e por confiar no trabalho da Equipe Loucos por Pesca e a todos os funcionários da Pousada Quatro Estações pelo ótimo atendimento e simpatia. Obrigado Davi, Willians, Francielle, Suely, Beatriz, Solange, Claudete, Andréia e Beto.

Agradecimentos também aos nossos leitores mineiros que tiveram paciência para esperar por essa nossa visita, mas creio que agora foram recompensados com uma belíssima matéria e programa nesse que é um excelente point para a pesca dos gigantes Tambacus!

Para mais informações sobre a pousada, consultem o seu site, que será inclusive reformulado nos próximos dias para atender os clientes cada vez melhor ou entrem em contato através dos telefones que estão no final da matéria. Dicas sobre o lugar ou dúvidas sobre qualquer coisa podem ser feitas aqui mesmo que responderemos com muito prazer!

Assista abaixo a TV LOUCOS 11!

Grande abraço a todos e VAMOS PESCAR!!!

Imagens: Kleber Sanches, Fernando Paiva

Texto: Kleber Sanches

E-mail: kleber@loucosporpesca.com.br

Pousada Quatro Estações – Arraial Urucuia, s/n, Esmeraldas-MG

Informações e reservas: (31) 9128-7848 TIM – (31) 8322-5335 CLARO 

(31) 9944-3004 VIVO – (31) 3213-2459 FIXO – (31) 3525-3004 

www.pousadaquatroestacoes.com

AGRADECIMENTOS

O Boto – www.oboto.com.br

Massa Farofa do Carlão

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

37 Comentarios to “Pousada Quatro Estações(19 a 21/05)TV LOUCOS 11”

  1. Fernando facchin disse:

    poxa kleber q materia em cara, espetacular.
    cara q reduto dos gigante la em, pena ser loge daki de campinas .
    mais parabens pela materia gostei muito e a tv loucos melhor ainda.
    abrço e boas pescarias.

  2. matheus machado disse:

    parabens fernando e kleber ! pescaria fantastica essa, muito qualidade e quantidade.. sem fala na tv loucos que ficou shoow de bola

    muuitos bitelos, mas tambem quem foi que deu as dicas heim kkk ?

    abraçao

  3. Roberto Ferraz disse:

    Fazia tempo que nao via uma materia com tanto peixe grande assim. Parabéns loucos voces sao fera hehe Moro longe mas fiquei doido pra ir conhecer esse paraiso. Quem sabe eu me arrisque hein? abracao

  4. Gus Bh disse:

    Moro em bh e nao conhecia esse lugar ainda. Aqui temos dificuldade de achar bons pesqueiros e pelo jeito vou ter finalmente a chance de pegar os gigantões que vejo vcs de sao paulo tirando. Valeu loucosssssss…eu era um dos q pedia dicas em minas hehe valeu

  5. Adriano disse:

    Esses loucos se superam a cada pescaria haha Foram pra la de Bh e deram show com os tambas mineiros. Vou tentar convencer minha namorada e leva-la pra comemorar meu niver nessa pousada. Estou mandando um e-mail pra vcs pra pedir dicas ok? t+

  6. Ricardo disse:

    Só monstro, parabéns.
    Abs,
    Ricardo.

  7. felipe disse:

    parabéns kleber e frenando,como sempre show na pescaria de tambas!

  8. Rafael Marinello disse:

    Pessoal, bom dia.

    Primeiramente parabéns pela matéria, show de bola!!!

    Gostaria de saber qual é a distancia de São Paulo para Esmeralda MG?
    e qual vale mais a pena…. ir de carro ou avião?

    fiquei até em duvida em ir para Esmeralda ou Glicério… rs

    Abraços…

  9. Frals Feeling disse:

    nussa, agora fico feliz, nao vou ter que ir pra SP egar uns redondos….parabens loucos….

  10. Olá Kleber e Fernando, parabéns pela excelente qualidade da matéria!
    Agradecemos aos elogios e estamos sempre á disposição, aguardando a visita novamente de vcs!
    Irei divulgar a sua matéria e o site LOUCOS POR PESCA aos nossos clientes, ok?
    Toda a turminha aqui está mandando abraços… Inclusive Shakira e Leleco!

  11. henrique disse:

    eae kleber blz?

    to afim de comprar uma vara para a pesca em pesqueiros com boias cevadeiras e torpedos e estou na duvida entre comprar uma PAMPO ow uma KENSAKI
    qual tem maior poder de aremesso?
    e qual e mais resistente?
    parabens pela materia belos baguas abrço!!!

  12. Fala Cleber tudo bem?

    Quero dar os parabens pela matéria realmente foi uma ÓTIMA matéria, ainda mais pela iniciativa de ir até BH e mostra o potencial de peixes que tem naquela região.

    Lembrando que estamos no inverno e o numero de baguas foi grande em ! podemos imagina pescar nesta pousada no Verão (Janeiro / Dezembro).

    E sinceramente ainda bem que vc´s foram, senão iriamos ver publicado logo logo em alguns lugares como Em primeira mão e por ai vai !!!!

    Um abraço bela matéria sempre vejo os videos !

    Alemão Fronteiras

  13. Valeu galera pelos elogios! Adriano, já respondi seu e-mail passando algumas dicas do local. Agora é só ir la e arrebentar pq peixe grande tem demais hein…abração

  14. Rafael, fiz uma simulação pra vc pelo google maps e deu cerca de 600km de São Paulo até a pousada! Vai da sua preferência como fazer a viagem. Nós fomos de avião, aproveitando uma promoção da gol de 39 reais ida + 39 reais volta e contratamos um motorista indicado pela pousada para nos buscar e levar depois. Precisaria conversar com a Luciana, administradora da Quatro Estações, pra ver se consegue esse serviço no dia que quiser ir. Qto a sua duvida, são dois excelentes pesqueiros e cheios de gigantes! Logo na nossa primeira ida a Minas Gerais já ficamos fãs do local. Abraços

  15. Luciana, os agradecimentos são todos nossos. Pode ter ctz que em breve voltaremos atrás desses gigantes que vcs tem nos lagos e quem sabe sai um de 30kg dessa vez hehe Abraços a todos da pousada e um bjo especial na minha xodó Shakira, a cadelinha da sorte kkkk

  16. Henrique, valeu pelos elogios. Ambas são excelentes para arremessar. A Pampo é mais leve e para ficar batendo cevadeira o dia inteiro acaba cansando menos, porém a Kenzaki é mais forte, te dá maior segurança na hora da briga com o peixe e principalmente é mais resistente. Já vi mta Pampo quebrar! Eu fico com a Kenzaki! Abração

  17. Valeu Alemão! Agradeço os elogios e fico feliz q tb prestigie nosso “trabalho”. A amizade que tenho com alguns membros do fronteiras sempre manteve uma boa relação entre as equipes. Entendi claramente o q vc quis dizer, mas vamos deixar isso pra lá né? Grande abraço e boas pescarias!!!

  18. Léo disse:

    Parabéns ao kleber e ao fernando uma grande pescaria e só da pexão ai em rsrs.

    Kleber gostaria de saber s eles fornecem a tilápia ai na pousada ou vcs levaram daqui de Sp?

    aguardo respostas

  19. Fernando Paiva disse:

    Nossa galera essa foi uma daquelas pescarias que deixam saudade, não só pelos grandes peixes, mas tambem pelo tratamento impar que tivemos de toda a equipe, sempre muito prestativos e realmente amigos.
    Muito obrigado a Luciana pela confiança em nosso trabalho e agradeço a todo pessoal da pousada também. Logo mais estaremos de volta para esse verdadeiro paraíso.

    Valew pessoal pelos coments e é isso ai um abraço.

  20. Muito boa pescaria, Parabéns!!!
    Pelo que to vendo o próximo passo é pescar aqui em Goiás, rsrsrssr

    Abs,
    Eduardo Rota da Pesca

  21. Rafael Marinello disse:

    Kleber, muito obrigado pela atenção e de todos do loucos em responder.

    Com certeza irei de avião , acaba sendo muito pratico.

    Mais uma duvida, vcs nao usaram tripa ou minhocuçu ou salsicha?

    Abraço

  22. Marcinho disse:

    Parabens seus loucos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!nusssa quase fui kkkkkkkkkkk

    show de bola !!!!!!!!!!!! muito peixe brutu na ponta da linha

    o lugar parece ser realmente fantastico heheheheh

    obs: Boa Alemao hehehehehe

    abrasssssss

  23. Giardino disse:

    Parabens pela espetacular materia e pescaria amigos. Fico aqui vendo vcs com esses gigantões e nao vejo a hora de pescar. Nas minhas ferias com ctz vou conhecer essa pousada 4 estacoes. Mais um ninho de gigantes descoberto. Valeuuuu show

  24. Breno Mineiro disse:

    Obrigado pela dica. Eu tb sempre quis saber de pontos bons de pesca aqui em minas. Sempre que descobrir algum me mande e-mail por favor kleber. abracao t+

  25. Braian disse:

    Parabens pela pescaria! espetacular! Com certeza mais uma ótima opção de pesca.
    Lamentavel esse tamba perdido… Só um pescador sabe como é a dor de perder um peixe que poderia ser o maior da sua vida. Isso tambem aconteceu comigo uma vez no lagoa dos patos, eu estava ja desanimando quando vi a vara do meu parceiro de pesca que tinha ido comprar mais salsicha, ela estava dobrando de maneira absurda, a vara era de ação extra rapida 40 a 60 libras, eu pego a vara no ar o armador vai para a água, oculos de sol vai para a água, justo nessa hora a fricção de molinete foi quebra! Com a fricção travada mesmo! O peixe começou a subir para brigar com o lombo de fora, era com certeza um tamba imenso! Eu não consegia puxar o peixe, era muitoo forte e pesado, fiquei desesperado, pois eu não estava mais aguentando segurar a vara, quando a linha de 0,57 estourou! e o tambacu pranchou e deu uma explosão na superficie! e sumiu. Nisso o meu perceiro de pesca tinha voutado, nós ficamos ums 5 segundos brancos e mudos, pois o tamanho do tamba era inacreditavel! sem esageiros, passava de 40kilos de boua, era um gigantesco baguá monstruoso! eu nunca vi um tamba que chegava nam perto desse no site do loucos por pesca nem em outros site! Fiquei com tanta raiva que deixei meu parceiro de pesca pescando e fui andar. A minha vontade era de despescar o lago só pra ver o tamanho dele. O lago era o lago principal. Obrigado pela atenção!

  26. felipe disse:

    iae kleber,tudo blz cara?
    eu queria saber de voce,onde encontro os EVA pra compra aki em campinas,ja procurei em tudu quanto éloja,não axo eles,e vejo q os EVA são infaliveis nas pescarias de vcs,abraço se puder me responder por email agradeço!abraço

  27. Edinho disse:

    Pensa num peixe saudável!

    Parabéns aos dois, como eu queria ter ido viu!

    Abs

  28. henrique disse:

    valeu kleber!!!
    vou comprar a kensaki depois te falo o resultado!!!
    abraco

  29. Kleber Sanches disse:

    Felipe, a maioria de nossos evas são feitos por nós mesmos. Temos o Neto como fanático por pescaria de cevadeira e ele vai até SP para comprar placas de eva e depois corta com vazador. Aqui em Campinas vc encontra evas nas lojas de pesca e são muito bons tb. Procure na Animal Brasil, O Pirangueiro, Sugoi, Ao Paraiso dos Pescadores e outras que com ctz vai achar mto eva para detonar com os grandes tambas. Abraços

  30. Ricardo Freitas disse:

    Estava em uma pescaria na Argentina e não tinha visto essa matéria ainda. Cheguei agora de viagem e fiquei impressionado com a qtde de tambacus gigantes. Moro em Contagem e pra mim é um pulinho até esse paraiso. Com ctz vou conhecer no verão. Valeu loucos!

  31. Roger disse:

    Mandaram bem demais nesse programa. Parabéns a toda equipe por arriscar uma pescaria longe em pleno frio. O resultado foi merecido kkk Sempre acompanho as aventuras de vcs e virei fã.

  32. netinho loucos disse:

    Fernandão e kleber parabens pela excelente matéria! só os brutos heim!
    Ai Fernandão valew por ter lembrado de mim ai na tv.valew msm.logo quero fazer uma dessas ai com vcs….valew

  33. Erickinho disse:

    bela pescaria

    abração a todos..!!

    e boas fisgadas.!!

  34. Fabricio disse:

    Estive no quatro estações no último final de semana e realmente o lugar é mágico.
    Eu e meu cunhado voltamos com muitas fotos e com os braços cansados de tanto pegar peixe. O nosso recorde foi um tamba de 21kg.
    Abraço pessoal e muito obrigado pelas dicas…
    Vcs salvaram minha pescaria

  35. Kleber Sanches disse:

    Valeu Fabricio! Fico feliz que tenha conhecido essa paraiso e mais feliz ainda que tenha detonado de pegar os grandes tambas. Tem mto gigante lá né?! Abração

  36. Fabricio disse:

    Olá Kleber,
    Tem peixes muitos grandes sim. Inclusive estou concorrendo na promoção “Eu também sou louco” com uma foto de um tamba de 22 kg que peguei no 4 estações.
    Conheci um senhor que pesca lá a muito tempo e eu e meu cunhado (Estreiando no pesqueiro) arrebentamos de pegar peixe, enquanto ele teve um número bem menor de ações.
    As dicas aqui do site foram fundamentais para o sucesso da pescaria. Até os pontos de pesca que vcs indicaram eu segui e foi batata.
    Mais uma vez obrigado

  37. Loidu disse:

    kleber , sou grande fã do loucos e moro bem pertinho de esmeraldas, na sua opiniao
    as açoes diminuem muito quando esta cheio? pois so estoudisponivel aos sabados e domingos?

    A e valeu pelos redondos , gostei muitoi dessa materia , um abraço

Deixe um comentario