Pesqueiro Recanto do Pacu

RECANTOPACUCAPA

O Loucos por Pesca novamente abre espaço para seus leitores para mostrar a boa pescaria do amigo Fernando Facchin no Pesqueiro Recanto do Pacu, localizado em Sousas. Pirararas, Tambas e Pincacharas fizeram a alegria dos pescadores! Confira também um gigante amazônico acima dos 30kg de outro amigo!

 

 

 

Olá amigos do Loucos!

Eu (Fernando) e meu primo Carlos, sentimos que tinha dado uma esfriada no tempo dia 07/03/2011, quinta-feira, e antes que o frio chegasse de vez resolvemos ir ao Pesqueiro Recanto do Pacu em Sousas, onde vamos frequentemente.

Essa pescaria foi dedicada às Pirararas e grandes tambas existentes no lago esportivo do pesqueiro, mas durante o dia também foram fisgadas várias Pincacharas.

Logo no começo, Carlos, com queijo mussarela encostado na margem, engatou uma valente Pincachara.

A parte da manhã estava com bastante vento e fazendo muito frio, o que dificultou um pouco nossa pescaria. Nem o pão parava no anzol, mas com fé que o tempo iria melhorar continuamos nossa pescaria.

Logo, minha vara, também com mussarela, envergou e peguei mais uma pincachara.

Depois disso o vento deu uma trégua, o tempo começou a esquentar e logo alguns rebojos começaram a aparecer na superfície. Com um pequeno torpedo, um chicote de linha 0,50 mm e anzol chinu, Carlão e eu começamos a pescaria com pão.

Enquanto eu armava uma vara com salsicha, Carlão me chamou e eu vi que meu pão tinha sido sugado e o torpedo começava a deitar. Dei uma pequena recolhida e uma boa fisgada. O peixe pesou, ficou alguns segundos com meu torpedo de cabeça para baixo e começou a correr. Fui desviando das varas do Carlos até que o peixe foi parar no meio do lago, onde a briga ficou estacionada. Ele então começou a vir para o barranco, mas pareceu que quando chegou e me viu, resolveu brigar mais. Foi e voltou umas três vezes, até que o Carlão conseguiu colocá-lo no passaguá. Na verdade, ele conseguiu colocar só metade dele, e assim veio um grande tamba nos presentear.

Muito feliz com o tamba, voltamos a pescar. Carlos resolveu montar um equipamento leve com salsicha flutuando, e logo quando fez o arremesso dois bigodes vieram em direção à salsicha e a sugaram. A varinha deitou no suporte e o Carlos se divertiu com uma bonita Pincachara no material leve.

Na sequência, foi a minha vez de fisgar uma com salsicha.

Pegamos muitas iguais a estas, mas nem fotografamos para não perder tempo.

Resolvi trocar a isca do meu molinete, de mussarela para queijo prato, joguei uns metros mais a frente do local em que estávamos, na margem mesmo, pois no pesqueiro só estávamos nós e um outro pescador mais ao fundo (o fato de o pesqueiro estar vazio também facilitou muito a nossa pescaria). Não deu nem tempo de virar as costas e minha vara envergou de um modo absurdo. Fisgada garantida! Uma briga bem mais pesada e com uma forte corrida de início deram sinal de peixe bom na linha. O peixe percorreu o lago inteiro e enroscou nas duas varas do outro pescador (muito azar!), mas o rapaz foi muito gente boa e rapidamente destravou os molinetes. A briga ficou concentrada no fundo do lago por alguns minutos até que encostou uma linda Pirarara.

Soltamos a bela Pirarara e voltamos à pescaria. Passaram-se algumas horas sem ação até que, perto da bóia do Carlos, aconteceu uma forte explosão e o torpedo dele sumiu. O pescador fisgou e o peixe disparou em direção ao aerador, chegando a queimar o dedo dele. O peixe era muito briguento e quando saltou fora da água vimos que se tratava de um enorme Tambaqui. A briga continuou por mais alguns minutos, porém infelizmente o peixe escapou. Lamentamos muito por ter sido um dos maiores peixes da pescaria.

Como pescador é insistente, ele arremessou outro pedaço de pão e no mesmo instante seu torpedo afundou. Uma briga mais leve e um bonito Tambacu aparece.

Peguei minha vara que estava com mussarela e mudei de lugar. Joguei mais para o meio do lago, já que durante o dia as Pirararas nadam pelo lago inteiro. Não deu outra! Uma forte puxada, o peixe correu direto para debaixo do bar e ficou concentrado o tempo todo ali, sem dar chances para eu recolher. Depois de muito “cabo de guerra”, a Pirarara se rendeu.

Essa Pirarara também serviu para fechar a pescaria com chave de ouro!

Seguem abaixo duas fotos da minha outra visita ao Recanto do Pacu.

Agradeço a oportunidade dada pelo Kleber de publicar minha primeira matéria no site e desejo uma ótima pescaria a todos.

Imagens: Fernando, Carlos

Texto: Fernando Facchin

Como forma de homenagear nosso amigo da Equipe Loucos por Pesca, Bruno Barbin, segue a foto de um gigantesco Tambaqui fisgado por ele há pouco mais de 1 ano no Recanto do Pacu com salsicha flutuante.

Não fizemos matéria na época, mas está aqui o registro, valeu Brunão?

Abraços a todos!!!

Pesqueiro Recanto do Pacu
Condomínio Colinas do Atibaia, Portão 3
Sousas – Campinas – SP
(19) 3258-6019 –  (19) 9713-7841

www.recantodopacu.com.br

AGRADECIMENTOS

O Boto – www.oboto.com.br

Massa Farofa do Carlão

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

6 Comentarios to “Pesqueiro Recanto do Pacu”

  1. netinho loucos por pesca disse:

    Aooo Fernandão ai sim heim manooo! Boa macarrão!!!

  2. gulherme disse:

    muito loka essa pescaria
    que equipamentos vocês usaram?

  3. Fernando disse:

    então guilherme eu utilizei uma vara kenzaki de 2,10m com carretilha titan 6000 com linha trilon N1, uma vara millenium com carretilha titan 4000 com linha trilon N1, uma vara milenium com molinte prisma e linha liglon

    e o carlos utilizou uma kenzaki light de 2,40m com carretilha contender gto e linha trion N1, e um molinete okuma com uma vara q naum sabemos a marca mais era um equipamento bem leve.

  4. Fernando disse:

    vlw netinho eh nois ieieee

  5. Boa pescaria, eu particularmente adoro a pescaria com fiapo de pão sem casca. Existem muitas maneiras de colocar o pãozinho no anzol, por isso é muito legal pescar com essa isca. Abs, Eduardo Rota da Pesca.

  6. Fernando disse:

    vlw eduardo tambem adoro pescaria com pão axo q eh minha especialidade rsrsrs

Deixe um comentario