Pesqueiro Lago Azul – 18/01/11

LAGOAZUL1801

Uma pescaria espetacular da Equipe Loucos por Pesca no excelente Pesqueiro Lago Azul de Mogi-Guaçu. Um dia em que os tambas estiveram ativos praticamente o tempo inteiro e vários redondos foram fisgados. Muitos Tambacus de bom porte, diversos baguás e um monstro de 27kg apareceram. As Pirararas também deram as caras.

 

 

 

E ai amigos do Loucos!

Há tempos estava com vontade de voltar a um dos meus pesqueiros preferidos, o Lago Azul de Mogi-Guaçu. Em nossa última matéria realizada lá tivemos a felicidade de tirar um Tambacu de 32kg e estávamos “loucos” pra tentar fisgar os brutos novamente.

O Neto me acompanhou mais uma vez na “árdua missão” e o amigo Bruno Barbin também se juntou a nós no que foi uma das pescarias mais fantásticas que já fiz com bóia cevadeira.

Chegamos ao pesqueiro logo na parte da manhã e enquanto eu e Bruno iniciamos a montagem das varas de fundo, objetivando os grandes peixes de couro lá presentes, o Neto já foi começando a cevar. No primeiro arremesso a pancada no eva foi bruta e o primeiro de muitos veio a se render ao pescador.

Um Tambacu de excelente porte para começar bem.

Eu tinha acabado de arremessar minha vara de fundo com guelra de Tilápia em uma das esquinas do lago, quando olhei para o Neto e novamente a sua vara estava envergada. A briga foi ainda mais pesada e depois de um bom tempo se rendeu o primeiro baguá do dia.

Tamba bruto de 23kg cravados na balança digital.

Menos de vinte minutos depois veio o próximo exemplar. As primeiras capturas do Neto foram todas utilizando evas e miçanga marrons.

A essa altura eu já tinha armado minhas duas varas de fundo e comecei a dar as primeiras copadas no centro do lago, porém inicialmente o sol atrapalhou um pouco a subida dos peixes e depois tive a infelicidade de começar a perder muitos tambas já fisgados e alguns inclusive depois de bom tempo de briga.

O Bruno pegou um tamba de fundo com queijo mussarella e o bicho deu trabalho antes de se render ao pescador.

Após perder seis redondos e já ter ficado um tanto quanto preocupado com tantos peixes escapando, finalmente consigo garantir o meu primeiro. Vim trabalhando com todo cuidado do mundo e chutei a maré de azar pra bem longe.

Não aguentava mais aguardar pelo primeiro abraço!

Em questão de minutos, começamos a pegar muitos tambas e vários deles de porte um pouco menor. Os Tambaquis que foram soltos há alguns meses estão muito ativos e com uma força impressionante. O Neto foi o primeiro a trazer um briguento pra foto.

Minutos depois foi a minha vez de fisgar um marrento!

Enquanto eu terminava de tirar o Tambaqui, Neto já estava com sua vara envergada e duelando com mais um tamba, fato que se repetiu várias vezes durante todo o dia. Dublês foram muito comuns nesse dia que os Tambacus estavam enlouquecidos no Lago Azul.

Na sequência, um bom exemplar se rende ao “louco por cevadeira”.

Nem mesmo a famosa paradeira da hora do almoço aconteceu. Nós mudávamos a cor dos evas, das miçangas e os bichos continuam atacando tudo que caia na água.

Os Tambaquis continuavam atacando com voracidade e nos dando grandes “sustos” ao bater com muita força na flor d´água.

Na sequência, um parrudo foi fisgado pelo Neto. Não ficávamos mais que dez minutos sem trazer um peixe para os braços.

Novamente uma das varas de fundo do Bruno enverga, já que ele não gosta muito da pescaria com cevadeira, e ele garante mais um tamba.

O calor era muito forte e mesmo com sol os redondos subiam pra comer a ração bem na superfície do lago. Por sinal, vale a pena comentar que mesmo sofrendo com os grandes temporais que tem atingido toda a região, a água estava muito limpa, o que ajuda e muito para deixar os peixes ativos.

Tinha acabado de soltar esse briguento tamba, quando vi minha vara de fundo totalmente envergada. Sai correndo e cheguei a tempo de travar o peixe e garantir algumas fisgadas firmes. Finalmente uma Pirarara na ponta da linha e logo ela vem pro Loucos!

Essa foi a primeira das bigodudas que atacaram na guelra. Um fato curioso aconteceu e logo contarei a vocês. Arrumei novamente a isca no anzol e fiz o arremesso no mesmo ponto.

Os Tambacus continuaram saindo e o Neto arrebentava de fisgar na cevadeira!

O tempo começou a virar, algumas nuvens negras rondavam o pesqueiro e sabíamos que a qualquer momento começaria mais um dos dilúvios que tem causado tantos prejuízos em vários estados brasileiros.

A minha vara enverga novamente e corro pra garantir a segunda Pirarara do dia, fisgada no mesmo lugar e com a mesma guelra utilizada na primeira captura.

A briga com esse peixe é fantástica. As puxadas são muito características e os “soquinhos” já denunciam a Pirarara na ponta da linha!

A chuva começou logo em seguida e veio com muita força.

Enfrentamos um verdadeiro temporal em Mogi-Guaçu.

Enquanto os companheiros foram se proteger no restaurante, decidi manter-me no meu posto e quando a água já caia com menos força, vi pela terceira vez a mesma vara, com a mesma isca, ser puxada com força e corri pra fisgar mais uma Pirarara.

Essa Tilápia deve ter sido benzida pra me dar tanta sorte assim com a mesma guelra!

O Bruno também aproveitou o finalzinho da chuva e fisgou outro Tambacu. Foi impressionante, mas as Pirararas só estavam atacando em uma das esquinas.

Com o tempo melhorando novamente, a pescaria com cevadeira voltou a nos render muitas fisgadas.

Vale ressaltar que todos os Tambas fisgados na cevadeira foram com evas e miçanga. Foi um dia em que realmente os bichos estavam muito ativos. Mesmo em outras pescarias que já realizamos com o pesqueiro tranquilo, nunca tínhamos tido um dia tão produtivo assim.

O Neto estava brigando bem com um redondo, mas não achávamos que era dos grandes. Quando o bicho rasgou a superfície do lago à nossa frente, percebemos que era um enorme Tambacu, peixe muito comprido. Com paciência o briguento vem pro abraço!

Mais um baguá acima de 20kg.

Mesmo tendo pego tantos peixes, eram comuns algumas escapadas também. Na pescaria com dois evas em anzol de robalo, isso acaba sendo normal. Mas logo batia outro tamba e vinha pra foto.

Apesar de ter pego muitos exemplares da minha espécie preferida e de ter fisgado as únicas Pirararas que apareceram nesse dia, eu sentia falta de um baguá, aquele tambão gigante que chega a emocionar quando você abraça.

Percebo uma “boquinha” sugando ração bem perto de onde estava meu conjunto de evas e miçanga e quando menos espero vejo a bóinha sendo puxada bem lentamente. Fisguei com firmeza e iniciei uma briga que no começo não aparentava um peixe dos maiores. Após o bicho chegar perto da margem, ai sim a briga ficou diferente e ele não se rendia de forma alguma. O peixe sequer deixava eu ver sua cara e a todo momento tomava alguns metros de linha novamente. Quando o bichão finalmente cansou e deu a primeira pranchada, fiquei impressionado e as pernas já pesaram. O Neto tentou colocá-lo no passaguá, porém só uma pequena parte da cabeça conseguia entrar. Ficamos eufóricos e depois de muito tentar o bichão foi retirado da água e matei a vontade de pegar o baguá!

Baguázão que pesou pouco mais de 27kg na balança digital.

A felicidade foi muito grande! A sensação de carregar um bicho pesado desses é indescritível. Reparem na largura do menino.

Aproveitei para fazer um curto vídeo apenas mostrando o gigantão e fazendo a sua soltura.

Depois aproveitei para descansar, beber água, lavar o rosto e dar uma refrescada porque o calor foi muito intenso e o sol nos castigou demais. Quando voltei a cevar, lá vem mais Tambacu devorar a isca. Enquanto isso o Neto também duelava com um redondo briguento.

Era soltar um peixe e já fisgar outro! Os braços e as costas trabalharam bem neste dia.

Já estava bem cansado quando decidimos que finalizariamos a pescaria um pouco mais cedo. Dei mais algumas copadas e não tinha como não vir o famoso peixe “saidera”.

Guardamos nossas tralhas e voltamos com a adrenalina bem alta, devido a uma pescaria fantástica, onde os peixes se mantiveram ativos durante praticamente o dia inteiro. Acabamos não tirando foto de muitos exemplares de porte um pouco menor, pois pudemos nos dar ao luxo de mostrar os melhores peixes. Muitos tambas de respeito e alguns baguás fizeram parte da nossa alegria neste dia maravilhoso.

Gostariamos de agradecer ao Marcos por confiar na Equipe Loucos por Pesca e acreditar em nosso trabalho. Uma parceria de sucesso que já dura alguns anos, desde as primeiras matérias do Loucos.

Grande abraço a todos e VAMOS PESCAR!!!

Imagens: Kleber Sanches, Neto Abdalla e Bruno Barbin

Texto: Kleber Sanches

E-mail: kleber@loucosporpesca.com.br

Pesqueiro LAGO AZUL
Bairro Lago Azul – MOGI-GUAÇU/SP
Tel: (19) 9259-4474 (Marcos) ou (19) 9604-8078 (Carlos)

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

27 Comentarios to “Pesqueiro Lago Azul – 18/01/11”

  1. ricardo disse:

    Parabéns Kleber pela excelente pescaria, uma sequencia impressionante de Tambas.
    Agradeço mais uma vez suas dicas via e-mail sobre o pesqueiro Bem-te-Vi, infelizmente os peixes de couro não estavam ativos em nenhum dos lagos do pesqueiro (muito calor), mas a dica do anzol de haste longa e macarrçao prendendo é muito boa, não solta mesmo e se arremessa com segurança.
    Os EVAs e miçangas ainda são um mistério para mim e para os meus amigos (um dia ainda vou ficar ao lado de um especialista apenas observando), mas garantimos três bons Tambas (na casa dos 10 a 15 kg) na salsicha e mussarela de fundo, além de muitas escapadas.
    Um grande abraço e parabéns pelo site !!!

  2. Ivan Mendonça disse:

    Opa, bela pescaria parabéns pelos baguás, to iniciando na cevadeira, este site está ajudando muito!

  3. Vitao disse:

    Parabens pela maravilhosa pescaria cara !!! acho fantasticas as materias aki no loucos

    abraço

  4. Gabriel Zara disse:

    parabens loucos, materia nota 10

  5. Fernando disse:

    aho largo azul ! kkkkk
    Parabéns pela matéria, ja imaginava tambas desse tamanho
    Continuem assim, Abraços,

    Fernando.

  6. marcelo disse:

    boa materia, mas pescar com pesqueiro fechado e muito mais facil

  7. Renato Testa disse:

    é isso ai Loucos,,,, lavando a égua!!!!

    Testão Mesa 18 Jundiaí – SP

  8. gabriel ishiki disse:

    parabens ae kleber e neto.. belos baguas!! e pegos do jeito que gostamos ein.. cevadeira e evas, muito parabens mesmo. abraço

  9. Fernando disse:

    Ai Klebão não poderia olhar pra esta materia e não deixar a minha opnião, pois venha acompanhando as materias do loucos algum tempo e com certeza este dia ficou bem marcado na sua vida e na historio dos loucos, pois vai fazer pescaria boa assim lá no Lago Azul mano rsrsrsrsrsrs……Abraços!

  10. saulo disse:

    Também concordo , pescar com pesqueiro fechado é mais facil , com pesqueiro cheio , muito mais copadas na agua , muito barulho , o peixe ataca mais devagar as iscas , infelismente nao temos a sorte de pescar dessa maneira , mais mesmo assim não deixam de ser otimas pescarias !!

  11. matheus machado disse:

    arrebentaram ! tempos que eu nao via uma pescaria lotade de baguas como foi essa!
    abraços

  12. fernando disse:

    aew bela materia loucos to precisando volta no lago azul pega uns baguas.
    o netinho vc sabe q naum eh na pampo com curado ou citica q pega os baguas. eh na kenzaki com titan ou brisa hsauhsauhsauhauh. brincadera. abraço e boas pescarias a todos

  13. carlão (macarrão) disse:

    boa loucos, só nos bagua
    abraço a todos os loucos por pesca

  14. felipe silva disse:

    bela pescaria kleber,vcs tão de parabens!
    gostaria de saber aonde vcs estao encontrando a racão laguna,ultimamente não acho mais em lugar nem um!ahh,e como sempre miçangas e evas no lago azul num falha em!!uma dica ae pra vcs,o pesqueiro santo antonio esta farto de tambas,estive la essa semana,tambas de 7 e 10 kilos não mais pesados,mas ja da uma baita briga,fik ae uma dik pra vcs!abraço!

  15. Renan disse:

    nao vo no santo antonio mas nem de graca! nem se vc falar q soh tah saindo tamba de 30kg…

  16. grazi disse:

    Netinho e kleber parabens pela materia!

  17. Marcinho disse:

    hehehhe materia top, parabens pra vcs

  18. marcelo disse:

    Vixiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!
    Loko, Loko, Loooooookuuuuuuuu!!!

  19. Paulo Cesar disse:

    Parabéns seus Loucos, he he he…
    Bela matéria, ai os bichos são muito bruto,
    Um abraço do Gordo…!!!

  20. Edinho disse:

    Lago Azul, o melhor pesqueiro do interior de São Paulo! hehehe

  21. melao disse:

    Parabens como sempre, divulgam pesqueiros, peixes mas creio que falta no testo, material utilizado, inclusive com fotos.
    Lembrem-se sempre temos novatos navegando no site e aí ? como aprender ?
    e as dicas ??.

  22. Ricardo disse:

    Faço de minhas palavras as do nosso amigo melao logo acima. Acho que este site ainda está muito inferior se comparado com um site que temos disponível na internet hoje, não preciso citar pois sabemos qual é.

    O site loucos por pesca está pecando muito no requisito de mostrar as dicas e ajudar muitos de nós pescadores. Falta explicar a montagem do equipamento, cores das miçangas e EVAs utilizados, profundidades e especialmente fotos dos equipamentos montados.

    Um site não deve ser montade se o foco for mostrar que vocês sabem pescar, mas sim ajudar os que estão começando e também os que já tem experiência.

    Att, Ricardo.

  23. Leonardo Ferrer disse:

    Acho que vcs estão um pouco equivocados amigos. Dizer que o loucos não ajuda a ensinar é a mais pura mentira. Ja aprendi diversas coisas. É só saber perguntar e procurar pelo site que encontrará as dicas e materias. Gde abraço a todos e parabéns pela pescaria.

  24. Kleber Sanches disse:

    Ricardo, sobre pescaria de cevadeira nós já demos diversas dicas e inclusive em um dos programas da TV LOUCOS mostramos chicote, montagens, opções diferentes e td mais. Não tem condição e nem há necessidade de explicarmos tudo de novo em todas as matérias que fizemos. Nessa pescaria deixei claro que TODOS os tambas na cevadeira foram com 2 evas e miçanga em anzol de robalo. Nós geralmente falamos as cores de eva e miçanga que mais bateram e etc. Nesse dia no Lago Azul as ações foram tão boas que estavam pegando em praticamente todos os conjuntos de cores que testamos. Em breve devo soltar outra matéria de dica sobre cevadeiras, mas apenas atualizando o material que já existe disponivel no site. As novidades sobre o tema não são tão grandes e variáveis assim. Nós não queremos provar que sabemos pescar. É importante fazermos matérias para mostrar como os pesqueiros estão de ações na determinada data. Por isso preferimos fazer um numero reduzido de matérias, porém atualizar sempre o site, ao invés de soltar dezenas de matérias, várias com 2 meses de atraso igual faz o site que vc mencionou. Grande abraço!! Kleber Sanches

  25. Norberto Liz disse:

    Caro Ricardo:

    Tambem acho que vc ta um pouco equivocado. Nao tenho preferencia por um por outro site, mas sei apreciar o que cada um pode oferecer. Uma coisa que prezo no loucos é a honestidade, eles sempre falam no que pegou e se o peixe não eh deles, eles falam tb. Coisa que não ocorre em todo site, jah que estamos citando outros.
    Ficaria muito cansativo e repetitivo colocar em todas materias as dicas e passo a passo de montagens, coisa que jah existe em outras materias. Eh soh ter boa vontade e dar uma procuradinha.
    Por fim, nao acho que o loucos deixem a desejar em relacao a outros sites do ramo, pois aqui a redaçao eh muito boa, fotos sao bem tiradas e as informaçoes sao honestas e conteudo sempre eh de pescaria recente.
    Gosto e acompanho varios sites, mas esse daqui eh bem legal. O kleber sempre ajuda ai respondendo as perguntas.
    um abraçaoo

  26. fernando disse:

    bom sou leitor dos dois sites q estao falando ai encima.
    na minha opnião nenhum site deixa dever alguma coisa são bons sites
    esse negocio de fala q um eh melhor q o outro acredito q seja uma infantilidade de alguns. um abraço a todos e boas pescarias

  27. Luis Ricardo disse:

    ultima vez que eu fui no lago azul
    achei uma vara pampo e uma carretilha curado 201 shimano esse é um otimo pesqueiroo
    vale apena ir conferir, eu vo sempre pois eu moro em Itapira S.P. fica ao lado de mogi guaçu daki de casa ao pesqueiro 1:00 de apé e vinte minutos de carro

Deixe um comentario