Pesqueiro Recanto dos Peixes – 28/12/10

Uma boa pescaria de Tambacus é a última matéria de 2010 da Equipe Loucos por Pesca. Um dia que parecia muito complicado, mas que rendeu muitas fisgadas aos persistentes pescadores que encararam até troca de pesqueiro para garantirem muitos peixes nos braços.

 

 

 

 

E ai amigos do loucos!

Ultimamente não tenho tido muito tempo para pescaria, pois estou em um novo emprego e trabalhando em outro estado, mas louco que é louco quando sobra um tempo não perde a oportunidade de fisgar uns tambas.

Tendo isso em vista, chamei meu primo, um amigo desde os tempos de criança, para uma pescaria. Meu companheiro de pesca não tem muita experiência no esporte mas topou o convite logo de cara. Emprestei uma camisa do loucos que tenho e que costuma dar sorte e fomos atrás dos redondos.

Acordamos logo cedo e viajamos rumo a um famoso pesqueiro da região, mas para nossa infelicidade o lugar estava lotado e decidimos arriscar arremessar as nossas varas em outro pesqueiro. Não poderia ter pensado em  um lugar melhor, o Recanto dos Peixes em Monte Mor.

Chegamos lá por volta das 10 horas da manhã e para nossa surpresa o tanque debaixo (dos grandes tambas) não estava tão lotado assim. Nos instalamos entre o segundo e o terceiro quiosque, um ótimo point por sinal.

Varas montadas e hora de arremessar nossas iscas no lago. Tentamos primeiramente com a bóia cevadeira, chicotinho curto, anzol chinu e raçãozinha na pinga. Primeiro arremesso e um tamba já veio pra foto.

Já que tinha dado certo, insisti na técnica que deu ótimo resultado na última pescaria feito por nossos amigos loucos Kleber e Neto, cevadeira com chicote curto e bingo! outro tamba na ponta da linha.

Depois de um tempo, resolvi arriscar armar o esquema da cevadeira que mais gosto, o tradicional. Chicote de uns 3 metros, bóinha, 2 EVAs na linha bem próximo do anzol, 1 EVA e miçanga no anzol de robalo. Para minha surpresa, a bóinha afundou e demorou a voltar. Fisgada nele e lá vem outro pra matéria dos loucos!

Esse mereceu posar para outra foto.

Além do esqueminha da cevadeira, armei um torpedo com minhocoçu, que já me rendeu muitas alegrias na minha pescaria de estréia como membro da família loucos! Percebi que tava dando umas balançadas, tentei fisgar umas duas vezes e nada, mas daí fui mais esperto, dei-lhe uma fisgada certeira e o pequeno brigão se rendeu.

Meu primo e parceiro de várias horas estava na expectativa de pegar o primeiro, e foi uma  matrinxã que apareceu para alegrar o João.

Como toda pescaria, fisgamos alguns peixes que acabaram escapando e não vieram para foto, mas não deixamos de insistir na cevadeira e no minhocoçu, e foi na última isca que veio o maior tamba do dia. Olhei pro lago e me perguntei “cadê meu torpedo?”. Fui correndo, dei uma fisgada certeira, a briga foi boa, o tamba não queria se render mas depois de alguns minutos veio para o braço.

Hora de abraçar o bicho.

A pescaria estava rendendo, mas nada do João fisgar o seu primeiro tamba. E foi no esqueminha aconselhado pelo Kleber que veio o tão cobiçado.

No meio ta tarde, no EVA com miçanga veio outro belo tamba pra galeria de imagens do Loucos.

O calor estava forte e decidi subir para tomar uma água. Quando volto vejo meu primo brigando com outro peixe. Fui ajudar o pescador a tirar o tamba da água.

E o João gostou da idéia! Fisgou outro tamba logo em seguida e dessa vez foi na batida. Assim que a bóia bateu na água já afundou!

O fim do dia estava próximo, mas uma das iscas campeãs (raçãozinha na pinga) rendeu o últimos exemplar.

Fomos embora com um sorriso no rosto, felizes por uma boa pescaria, a última do ano.

Gostaria de fazer uma crítica construtiva ao pesqueiro, que é um dos meus preferidos inclusive para a pescaria de redondos. Logo que cheguei já notei que o mato em volta do lago estava alto, o que acabou dificultando um pouco para tirarmos os peixes e também para a soltura deles. Acredito que esse período constante de chuva contribuiu para isso, mas providências precisam ser tomadas para maior conforto dos pescadores e peixes.

Um abraço a todos os loucos e Feliz Ano Novo!

Imagens: Edson e João

Texto: Edson Paes

E-mail: edson@loucosporpesca.com.br

 

Pesqueiro Recanto dos Peixes

ESTRADA DE MONTE-MOR/SP – KM 19,5

Tel: (19) 3879-1834 ou (19) 9773-0031 (Luis)

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

7 Comentarios to “Pesqueiro Recanto dos Peixes – 28/12/10”

  1. Daniel disse:

    Excelente pescaria.
    Fui esses dias la e peguei dois tambaquis de 20 kilos e um de 16, 15…Está muito bom :D

  2. Igor disse:

    Parabéns pela pescaria, esses loucos não descansam nem no fim do ano hein?!

    Abraços!

  3. Leandro disse:

    Otima pescaria, estive lah nesse dia até vi voces pecando um desses tambas mais tivemos que ir embora pois jah nao havia mais lugar para arremessar, e como voce comentou o mato estava mto alto dificultado a pescaria em alguns cantos do lago precisa de uma manutencaozinha neh!?! Tivemos que mudar de pesqueiro mais fora isso eh um otimo lugar para se pegar redondos! vlw
    Abs

  4. Joao Augusto disse:

    Fui la esses dias também, o pesqueiro está muito descuidado. Fui no dia 31, e tinha um monte de peixe morto no lago !!!

  5. Hugo disse:

    Fui conhecer o pesqueiro no final de ano, não gostei, descuidado e os peixes
    brigam muito pouco, fisguei cerca de 20 redondos, a qtde é absurda mas são fisgados e encostam na margem com facilidade… pode parecer besteria mais não dá pra se comparar com a forca dos redondos do casteliho lago azul e cia.
    acho que tem algo estranho nesse pesqueiro, será que to ficando louco!?

  6. LUIS disse:

    E ai amigos do loucos!

    Gostaria de saber qual melhor lago para pesca desse tamba gigante e qual melhor isca para pegar esse bichão quero conhecer esse pesqueiro e não voltar sapateiro.fico aqui no abc.

    Abraço e Parabens por todas materias de pesca …….

  7. josé disse:

    comprei minhocuçu em são paulo capital e foi um sucesso minha pescaria. o fone do vendedor é (11) 3726-3857 e 99351-6380

Deixe um comentario