Pesqueiro Maeda – 17/08/10

A equipe Loucos por Pesca se reuniu no interior paulista para fazer uma excelente pescaria de Carpas Cabeçudas no Pesqueiro Maeda. Foram muitas fisgadas o dia inteiro e grandes rainhas apareceram para recompensar os corajosos pescadores que enfrentaram o forte frio. 

 

São Paulo e região sofreram nos últimos dias com uma grande massa de ar frio, chegando a temperaturas de até 8º graus. Para quem está de folga é um grande convite para ficar em casa, debaixo de um edredom, curtindo um filme ou tomando um chocolate quente, realmente um bom programa neste inverno. Mas existem várias outras opções para se fazer no frio e nós do loucos temos a nossa predileta. Tudo bem que este tempo estava assustando um pouco, mas conversei com Diego e na hora ele topou uma pescaria como um verdadeiro louco. Já marcamos tudo certinho, mas não esperávamos que mais dois loucos também embarcariam nesta com a gente. Doidos para fisgar umas cabeçudas, os irmãos Edgard e Fernando logo resolveram nos acompanhar nessa aventura.

Nosso destino foi o Pesqueiro e Pousada Maeda, localizado em Itu, interior de São Paulo. Exatamente as 5:30 nos encontramos no posto graal, que fica depois do primeiro pedágio da Rod. Castelo Branco, e não tinha jeito mesmo, o frio estava judiando, porém nada que impediria os loucos de pescar.

Depois de uma viagem tranquila, chegamos por volta das 7:15 no pesqueiro.

Os irmãos Fernando e Edgard optaram pelo lago 08 e eu (Márcio) e Diego ficamos no lago 07, porém meu parceiro também arriscou armar uma vara por lá.

As massas que escolhemos para começar a pescaria foi uma mistura de Farofa do Carlão Amendoim com Frutas, mas também já tínhamos preparado de Pistache e Banana e mel.

Frutas com amendoim. Combinação perfeita!

Todos já acomodados e com as bóias na água, porém o que não esperávamos era a presença de um dos inimigos da pesca de cabeçuda, um forte vento, daqueles que nunca presenciei numa pescaria, realmente estava varrendo tudo, chegando a fazer ondinhas no lago. Foi no meio deste turbilhão que o Edgard não conseguiu enxergar sua bóia. Uma fisgada e o peso na linha denuncia a primeira rainha do dia, que não resistiu a mistura da Farofa do Carlão: Frutas com Amendoim. Após boas tomadas de linha, aumentou a desconfiança de ser um bom exemplar. Não deu outra! Uma grande carpa aparece no loucos, deixando o Edgard e toda a equipe com um sorriso no rosto e a expectativa por um bom dia de pesca.

Os irmãos se juntam para a foto com a bela cabeçuda do Maeda.

Apesar de todo o vendaval, o dia começava animador. Todos estavam sempre muito atentos, pois a qualquer momento outra bóia poderia ter o mesmo destino. Observo o Fernando correndo e fisgando mais uma carpa, que brigou bem e também veio para o Loucos.

Detalhe da grande boca sugadora de massa.

Enquanto o Fernando fazia a soltura da carpa, minha bóia balança duas vezes e some logo em seguida. Desta vez o tanque 07 começava a se mostrar uma boa opção e as cabeçudas foram aparecendo em sequência.

Em seguida, Diego fisga a sua primeira do dia, também no tanque 07. Começa uma briga de peso e as Carpas do Maeda mostravam que são muito fortes. Essa fez o pescador vibrar com mais um belo exemplar.

Detalhe da insistência de pescadores em utilizarem o alicate boga grip em cabeçudas. Boca partida ao meio. Não use este tipo de material para o bem de nossos peixes!!!

Mais bóia pro fundo e Diego fisga outra cabeçuda, aproveitando bem a calmaria momentânea do vento. As Carpas parecem cada vez mais ativas e não resistem a mistura de Amendoim com Frutas.

Edgard não perde este bom momento e fisga mais uma rainha briguenta. A cada dia os irmãos pegam mais gosto nesta modalidade.

Também fui pra foto com meu parceiro e a bocuda.

A correria continua e o Diego, que estava usando a Farofa do Carlão de Pistache, fisga mais uma. Esta não resistiu ao cheiro forte desta massa.

Esta calmaria no vento fez com que as carpas ficassem muito ativas e no tanque 07 minha bóia desce sem cerimônia. Muita briga na ponta da linha com uma linda Carpa Cabeçuda.

Mais uma Cabeçuda na massa de Frutas com Amendoim

Outras espécies também apareceram para fazer a festa dos pescadores do Loucos por Pesca. Diego vai pra foto com um belo Corimba capturado pelo Edgard.

Os tambas também apareceram apesar do frio. Fisgamos alguns redondos na massa de maracujá.

O pão flutuando também rendeu uma boa fisgada e lá vem outro redondo.

Os Pacus também quiseram marcar presença na massa de maracujá.

Um Cat Fish, fisgado com salsicha flutuante, apareceu para aumentar ainda mais a diversidade no dia.

No embalo da salsicha flutuante, fisgo uma Pincachara boa de briga.

Fernando garante uma linda Tilápia Saint Peters, atraída pela massa de cabeçuda.

Como o pesqueiro estava vazio, resolvi colocar uma vara com salsicha flutuante no lago 08, bem afastada de onde agente estava, pois sabia que neste tanque havia bons exemplares de Pintados. Com o silêncio que pairava no local, poderia atrair um bom peixe de couro. Depois de algumas corridas de linha sem sucesso, olhei de longe e vi ela esticando bem devagar. Corri e esperei ele embocar a salsicha e confirmar a puxada. Não deu outra! Uma fisgada seca, seguida de várias corridas e tomadas de linha. Realmente é uma espécie fantástica e muito brigadora.

Belíssima e brigadora Pincachara do Maeda.

Mas o dia sem dúvida era das rainhas. Diego começa mais uma briga.

A rainha vem chegando e começa a dar as primeiras pranchadas.

Logo vem pra foto mais uma cabeçuda fisgada no tanque 08, desta vez no esquema Estirante.

Na sequência já tem cabeçuda na minha bóia e lá vem mais Carpa no Loucos por Pesca.

Fernando captura mais um exemplar.

Cabeçuda na massa misturada de Banana e mel, Frutas e Amendoim do Carlão.

Começo uma boa briga no tanque 07. A cada minuto que passa a luta com a Cabeçuda aumenta e na primeira visão que tivemos do peixe, reparamos que se tratava de uma grande Carpa. Um peixe forte e com bom tamanho exige minutos de pura adrenalina até vir para os braços do pescador e fazer a equipe festejar.

A massa Farofa do Carlão foi totalmente aprovada em mais um pesqueiro. Essa mereceu até o tradicional beijinho, marca registrada.

Em seguida, mais uma bóia desceu e fisgo outra rainha do Maeda, uma pretinha brigadora.

Pra fechar este dia maravilhoso de pesca, nada mais justo que uma homenagem a natureza. Um belo pôr do sol no Pesqueiro Maeda.

Um dia espetacular de pesca, mostrando que o pesqueiro continua o bom e velho Maeda. Uma estrutura que dispensa comentários, aliada a grande quantidade de peixes. E como é bom pescar quando se tem um trabalho em equipe com pessoas da maior qualidade. O dia se torna muito mais agradável. A pescaria se resume em preparativos, viagem, companheirismo e é claro que com tudo isto os artistas principais vão aparecer.

Até a próxima e um grande abraço!

Imagens: Márcio Giannico, Diego Oliveira, Fernando Paiva e Edgard Paiva

Texto: Márcio Giannico

E-mail: marcio@loucosporpesca.com.br

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

1 Comentario to “Pesqueiro Maeda – 17/08/10”

  1. Joao Pedro disse:

    Adoro pescar carpa
    para mim a melhor pescaria que tem

Deixe um comentario