Pesqueiro Santo Agostinho – 07/05/10

Sempre em busca de novidades para nossos leitores, fomos conhecer um pesqueiro em Indaiatuba, interior de São Paulo. O local tem uma excelente estrutura e muitos peixes em seus lagos. Destaque para os Tambacus e Pintados que chegam até 20kg. Fizemos uma boa pescaria de redondos, espécies que já vem diminuindo suas ações com o frio.
 

E ai amigos do Loucos por Pesca!

Descobri um pesqueiro novo há poucas semanas e combinei uma pescaria com meu amigo Renan para mostrar a vocês essa bela opção muito próxima a Campinas e outras cidades da região. Saimos de Campinas as 7 horas e em cerca de 25 minutos já estávamos no lago esportivo do Pesqueiro Santo Agostinho arrumando nossos equipamentos.

O local possui excelente estrutura para os pescadores de todos os gostos. No total são 3 lagos a disposição do pescador. Um para a pescaria por kilo, outro destinado principalmente a pesca de Tilápias e o último apenas para a prática da esportiva, onde encontram-se os maiores exemplares, como Tambas até 20kg e gigantes Pintados.

Lago por kilo – grandes Tilápias

Lago por kilo

Lago esportivo

Lago esportivo

Tudo cercado por muita natureza.

Para maior comodidade do pescador, o Restaurante/Lanchonete encontra-se à margem do lago de Tilápias e outras espécies para a pesca por kilo.

Os filhos também tem diversão garantida no Pesqueiro Santo Agostinho. Além da pescaria com vara de mão, podem desfrutar de um playground.

Playground

Vamos a pescaria!

Armei 2 varas para a pesca de fundo e o Renan já começou a utilizar a bóia cevadeira para buscar os redondos. Os tambas pareciam ativos e já davam alguns rebojos para comer a ração.

Após algumas tentativas, o pescador conseguiu fisgar o primeiro do dia no anzol de robalo com 2 evas e miçanga verde.

Eu comecei a montar meu equipamento para a pesca com cevadeira, quando percebemos que os peixes pararam de subir. Mesmo jogando bastante ração no lago, eles não apareciam mais. 

Resolvemos ir até a lanchonete e deixei minhas varas de fundo armadas. Quando voltamos me deparei com algo estranho. A vara com salsicha de fundo, arremessada no centro do lago, estava com a linha esticada próxima da margem. Não tive dúvidas e fui brigar com o peixe de couro. Logo tiro uma Pincachara.

Na sequência tivemos uma pausa nas ações, mas a quebramos quando resolvi utilizar a massa beijinho que eu havia feito na noite anterior. Foi uma idéia excelente, pois foi a isca que salvou nosso dia. Trocamos o chicote da bóia cevadeira e colocamos um anzol maruseigo para prender a massa. Eu pescava a cerca de 1 metro de profundidade e o Renan com chicote um pouco mais longo.

O Renan perdeu algumas fisgadas e tive a sorte de trazer o primeiro redondo no beijinho. Um pequeno porém briguento Tambacu.

Em menos de 10 minutos, minha bóia afunda novamente e fisgo o meu segundo do dia. A briga estava boa, o peixe não queria mostrar a cara e sempre que chegava próximo da margem, tomava linha novamente. Quando ele se rendeu nos surpreendeu. Um tamba de cerca de 4kg, mas que pela briga parecia ter o dobro do seu peso. Neste momento descobrimos que os peixes do Pesqueiro Santo Agostinho brigam muito e não foi raro nos surpreendermos durante toda a pescaria.

O Renan também começou a acertar a mão e logo que soltei meu exemplar, fisgou outro no beijinho. Como tinhamos acabado de ser surpreendidos por um briguento, não quisemos palpitar sobre o tamanho do seu peixe. Mas a briga era boa. Muitas tomadas de linha, rebojadas na superfície e fomos ficando mais otimistas. Quando se entrega, vimos que o redondo era de respeito.

O Tambacu pesou exatos 10kg na balança.

Fizemos uma pausa para almoçar. Pedimos duas deliciosas porções que nos foram servidas ali mesmo na beira do lago. Frango a passarinho e filet mignon são apenas algumas das diversas opções do Restaurante do Santo Agostinho. Eles também servem vários pratos, entre eles muitas opções de peixes.

Voltando as atenções para o lago, o Renan aproveita mais uma afundada de sua bóia e garante outro Tambacu de maior porte. Dessa vez a briga surpreendeu novamente e o forte redondo pesou um pouco menos do que parecia ter. Não sabemos ao certo o que faz esses peixes serem tão fortes, geralmente é a qualidade da água.

A cena se repetiu muitas vezes durante a tarde. Beijinho na água e bóia pra baixo. Mesmo perdendo algumas fisgadas, pois não fiquei com a vara na mão, garanti mais um pra foto.

Vários tambas tinham um colorido muito bonito que não é tão comum em outros pesqueiros. Eles são bem dourados e lembram os Tambaquis. O Renan engatou uma boa sequência deles no decorrer da tarde.

Outra foto do belo peixe.

O beijinho salvou nossa pescaria, pois infelizmente pudemos constatar que a temporada de redondos está bem próxima do final. Eles já não estão mais subindo muito para comer a ração de superfície e assim a bóia cevadeira perde sua utilidade.

No finalzinho do dia, engatamos muitos exemplares, porém os grandes não quiseram aparecer. Tiramos foto de apenas mais um, que fisguei com a mesma isca dos outros. Aprenda a preparar a massa beijinho, vendo a sessão de dicas do nosso site. A receita é bem simples e fácil de ser feita.

O Pesqueiro nos cedeu algumas fotos e pudemos ter a certeza de que grandes exemplares habitam as águas do lago esportivo.

O Pesqueiro possui ainda duas Chácaras muito aconchegantes para aluguel. Elas possuem 3 dormitórios, sala, cozinha, banheiro, é avarandada com 2 banheiros (Masculino e Feminino), churrasqueira, piscina adulto e infantil, campo de futebol e estacionamento.

 

Consulte valores e faça sua reserva pelo telefone: (19) 3875-6434

Gostariamos de agradecer ao Gleison pela oportunidade de mostrar essa bela opção de pescaria para nossos leitores e também a todos os funcionários do Pesqueiro Santo Agostinho, que nos trataram muito bem e nos deram um excelente atendimento.

Voltaremos em breve para mostrar suas outras opções de pescaria, e logo esperamos fisgar os grandes tambas que estão presentes no seu lago esportivo.

Informações úteis e como chegar ao pesqueiro estarão em breve no link Pesqueiros, ou acesse o site deles no final da matéria.

Abraços a todos e VAMOS PESCAR!!!

Imagens: Kleber Sanches e Renan Marin

Texto: Kleber Sanches

E-mail: kleber@loucosporpesca.com.br

 

Pesqueiro Santo Agostinho

Estrada SP-73, nº 2739 – bairro Tombadouro

Fone: (19) 3875-6434

www.pesqueirosantoagostinho.com.br

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

15 Comentarios to “Pesqueiro Santo Agostinho – 07/05/10”

  1. Ricardo Blois disse:

    Gostei mto dessa descoberta amigos. Moro em Americana e fica pertinho desse pesqueiro. Impressionante o tamanho dos pintados, vou conhecer em breve este lugar. abracos

  2. Pedro CPS disse:

    Que lugar bonito hein. Vou levar minha familia pra conhecer. Deixo a mulher com as crianças brincando e me divirto nesse lago de esportiva. Se eu pegar um dos gigantes escrevo pra vcs depois. Boa indicação pessoal, Valeu!!

  3. Bruno Valente disse:

    Opaaaa mais um pesqueiro com grandes tambas na região de Campinas é bom hein hehehe Se esquentar novamente vou pegar minhas cevadeiras e vou pro Santo Agostinho.

  4. Heitor disse:

    Gostaria de saber como faço para chegar nesse pesqueiro e qual o preço para aluguel dessas chacaras? Obrigado

  5. Daniel Freitas disse:

    Kleber, quais iscas vc recomenda levar para buscar os grandes peixes do lago esportivo? Vou dar um pulo lá no sábado e já quero comprar as iscas durante a semana. abraços

  6. Renan disse:

    Daniel,
    Vou dar uma de intrometido e responder no lugar do Kleber.
    Leve cevadeira, pois sempre há a possibilidade de os peixes estarem subindo. Fora isso, leve salsicha para os grandes peixes de couro, minhocoçu, beijinho, etc. Leve tudo que puder, pois com o frio que se apresenta os peixes tendem a comer bem menos.
    Espero que goste do local que o pessoal do Loucos descobriu. Achei o lugar bem gostoso.
    Abraços.

  7. Marcinho disse:

    pesq parece ser muito bom mesmo,e o lugar muito bonito
    to sabendo q tem umas belas cabeçudas hehehehehe
    quem sabe logo estremos por la.
    mais uma boa opçao

    parabens loucos

    abrasssss

  8. Fala Pessoal.
    Bacana o pesqueiro !
    Qual o valor do lago esportivo?
    e qual pesqueiro indicado para época de frio?

  9. Edson disse:

    Ta ai mais uma opção a se conferir!!!

    Parabéns pela matéria!

  10. FERNANDO disse:

    OLA. AMIGOS LOCOS POR PESCA. TUDO BEM
    KLEBER GOSTARIA DE SABER COMO, E O QUE, UTILIZO PARA FAZER OS BEIJINHO PARECE SER BEM PRODUTIVA ESTA ISCA, POR FAVOR PODERIA MANDAR A RECEITA DESDE JÁ OBRIGADUUUU….

  11. FERNANDO disse:

    A DESCULPA ESQUECI O TAMANHO E QUAL ANZOL, E UTILIZO NESTE TIPO DE PESCARIA COM BEIJINHO.ABRAÇOSSSS…

  12. Kleber Sanches disse:

    Fernando, o anzol você pode utilizar o da sua preferência. Eu gosto do Chinu ou Maruseigo. A receita já está disponível no Loucos por Pesca há um bom tempo na sessão de Dicas. Entre direto por este link: http://loucosporpesca.com.br/wordpress/?p=402

  13. Kleber Sanches disse:

    Heitor, consulte preço de aluguel das chácaras através do telefone do pesqueiro. Bruno, o valor da pesca esportiva é 15 reais no momento, mas para não ter problema é sempre bom consultar antes. Abraços

  14. Pedro disse:

    Oi pessoal,sempre vou nesse pesqueiro,e já peguei tambêm um desses tambas grande,e pintado de 5kg.Não sei como que vocêis não pegaram carpa,pois sempre que eu vo pego uma,a minha maior foi uma carpa húngura de 9 kg.Pesco sempre com o queijo meia cura,não teve nenhuma vez que falhou,e com ele pelo menos saio de lá com 5 ou 6 peixes.Abraço.

  15. michel disse:

    eu já conheço quero visitar com o meu irmão que vai si casar, ele gostaria de saber valores e se estar disponível nos dias 25e 26 de agosto muito obrigado pela atenção tenha uma ótima semana estou no aguarde fone de contato (19)91525409 Max (19)91276339 ou no Nextel 14*1008236 com Michel

Deixe um comentario