Pesqueiro Alto da Serra – 10/04/10

Voltamos ao Pesqueiro Alto da Serra e os carpeiros novamente aproveitaram o friozinho para garantirem muitas fisgadas. As bocudas atacaram em todas as massas e renderam muitas ações. 

 

Aproveitando a abertura do trecho sul do Rodoanel, resolvemos aliar a curiosidade por dirigir pelo novo caminho com uma pescaria. Eu, Rodolfo e Thiago Camilotti saímos de Campinas logo cedo e após uma viagem tranqüila chegamos ao pesqueiro, onde encontramos os grandes carpeiros da equipe Loucos por Pesca, Márcio Giannico e Diego.

Como previsto, o dia estava muito frio e com o tempo bem encoberto. Em vários momentos sofremos com a chuva que insistia em nos perturbar.

Eles já tinham escolhido o lado oposto ao restaurante e iniciaram o dia com alguns peixes na ponta da linha. A primeira fisgada foi do Márcio e logo um Pacu apareceu.

Depois foi a vez da primeira carpa. Começava então o ataque das cabeçudas.

A bóia afundou novamente e o Diego já percebeu algo diferente em sua linha. O Rodolfo sem titubear, mesmo de longe, já cravou: “é um curimba”. Belo palpite!

Devido as fortes chuvas, o lado em que ficamos estava coberto por muito barro. Ficou um pouco complicado de pescar ali e infelizmente não tinha como evitar que alguns peixes se sujassem. Mas logo eles voltavam ao lago, e ficavam limpos novamente com o banho de água cristalina e bem gelada.

Mais uma cabeçudinha afunda a bóia e dessa vez é o Diego quem traz o peixe pelo qual é fanático na pescaria.

O Thiago Camilotti também aproveitou o momento para garantir sua primeira.

O frio continuava bem forte e as carpas muito ativas. A massa com essência de panetone não durava muito na água e já tinha peixe fisgado.

Eu e o Rodolfo tentávamos pescar com cevadeira, pois mesmo com o frio e a água congelando, alguns peixes rebojavam na superfície do lago. Após pegar um Pacuzinho, resolvi me juntar ao pessoal e brincar com as cabeçudas. Cinco minutos depois já estava com uma delas nos braços.

A vara de fundo do Rodolfo envergou e ele correu na expectativa de ser um dos gigantes peixes de couro do Pesqueiro Alto da Serra. A isca era a salsicha e o peixe não foi o imaginado, porém era um belo redondo, a famosa Patinga.

Com o horário do almoço se aproximando, as carpas tornaram-se mais ativas ainda e começou a grande sequência de fisgadas.

O intervalo entre uma e outra era muito pequeno. Dificil era dar conta de preparar tanta massa.

Essa bela Carpa do Diego tinha uma curiosidade. Seu rabo era deformado.

Massa de amendoim com essência de panetone na água e carpa na foto.

Utilizamos o antigo chicote ao invés do tradicional nó de correr, pois a altura em que os peixes estavam batendo era bem em cima. Chicote de dois palmos garantiam os exemplares.

Enquanto eu e Rodolfo torcíamos pela subida dos redondos, os carpeiros faziam a festa com muitos peixes fisgados.

O sol aparecia timidamente as vezes, mas não era suficiente pra esquentar a água.

O Rodolfo também tirou sua cabeçuda para poder brincar um pouco.

Hora de soltá-la e aguardar seu crescimento para nossas futuras idas ao Pesqueiro Alto da Serra.

Um fato não muito comum na pescaria de cabeçudas e duas bóias descem. Os carpeiros trazem as “famintas”.

Ambas na massa caseira com essência de panetone e com chicote de pouco menos de um metro.

As ações não paravam e o Márcio resolveu tirar sua tradicional foto. A conhecida “matada no peito”!

Antes que o final da tarde começasse a chegar, resolvemos guardar nossos equipamentos e retornar para viajarmos com a tranqüilidade da luz do dia. Mesmo assim deu tempo de mais algumas fisgadas e mais algumas bocudinhas apareceram pro loucos.

Não tivemos a sorte de engatar os gigantes peixes de couro, mas continuaremos tentando porque sabemos que grandes exemplares estão por lá.

Com o calor, a pescaria de redondos também se torna bem interessante por lá. Belos exemplares de tambas na faixa de 5 a 10kg sobem para comer a ração na superfície.

Gostariamos de agradecer o proprietário do Alto da Serra, senhor Italo,  que sempre nos recebe muito bem e a todos os funcionários do pesqueiro. Nesse dia apreciamos uma deliciosa feijoada no almoço que recomendamos a todo pescador.

Nos próximos dias colocarei uma grande matéria, onde fizemos a gravação do segundo programa da TV LOUCOS. Muitos peixes de couro (pincacharas, cachapiras), gigantes carpas e surpresas apareceram e fizeram do nosso programa um grande show.

Fiquem atentos ao final deste programa, pois o primeiro pescador que mandar e-mail respondendo a uma pergunta ganhará um boné da equipe Loucos por Pesca.

Abraços a todos e VAMOS PESCAR!!!

Imagens: Equipe Loucos por Pesca

Texto: Kleber Sanches

E-mail: kleber@loucosporpesca.com.br

Colaboração na pescaria realizada: O Pet Shop Agrovillas conta com uma loja completa. Varas, molinetes, carretilhas, iscas vivas e massas. Também comercializa rações em geral, artigos para jardim, vacinas, medicamentos e aquarismo.

A loja está localizada na rota dos melhores pesqueiros da região, como Califórnia, Amigos e Ville. Situada na Avenida Bento Guelfi, n° 1016 – Jardim Laranjeiras, São Paulo-SP.

Tel: (11) 2735-4538 ou Cel: (11) 7436-5326

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

4 Comentarios to “Pesqueiro Alto da Serra – 10/04/10”

  1. Diego Oliveira disse:

    shooww Klebão blz de materia e pescaria, otimo, Alto de serra é cabeçuda garantida.

    obs: deixo o bonéu para o seguinte leitor, detalhe uma otima bombeta com o emblema do loucos não deixem de comentar.

    abrass. ” Diego Oliveira ” Loucos Por Pesca

  2. Fabio Girardi Filho disse:

    Parabens ai pela matéria Kleber!
    Bela pescaria heim pessoal, abraço a todos os loucos!!!

  3. Rafael(Limao) disse:

    Muito boa pescaria, show das cabecudas, e isso mostra a tendencia a partir de agora, frio e muita Cabecuda na linha. Parabens pela pescaria.

  4. rodrigo disse:

    parabéns , quanto mais pesqueiros melhor para os nossos rios. Espero ver o incentivo a cada dia para preservação a nossa fauna e flora.
    Parabéns equipe loucos

Deixe um comentario