Pesqueiro do Italiano – 26/03/10

Uma grande sequência de pescarias no pesqueiro que é excelente opção para quem é praticante da modalidade que mais cresce em pesqueiros, a com bóia cevadeira. Dezenas de tambas foram fisgados e alguns baguás acima de 20kg deram muito trabalho aos pescadores. 

 

E ai amigos do Loucos por Pesca!

Vou relatar aqui para vocês uma sequência de três boas pescarias que fiz com meu amigo Renan no lugar que mais freqüentamos, o Pesqueiro do Italiano, que fica na cidade de Estiva Gérbi, interior de São Paulo.

Como vou bastante ao local, achei que ficaria mais fácil juntar tudo em uma matéria só e assim dividir com vocês como foi cada dia, com suas variações de ações e peixes fisgados.

Eu e meu amigo Renan queríamos fazer uma boa pescaria de redondos e não ter que ir muito longe. Nem pensamos duas vezes, pois o Pesqueiro do Italiano além de ter bons exemplares, fica localizado bem próximo de Campinas, onde residimos. Outros fatores que nos motivaram a essa escolha é que o pesqueiro é excelente para a prática da nossa modalidade favorita de pesca, que é a com bóia cevadeira e miçangas. Além disso, os peixes sobem bem quase o dia inteiro e o tamanho do lago é excelente, o que torna a pescaria mais tranqüila e a briga mais justa.

Chegamos antes do pesqueiro abrir e logo na entrada tivemos a informação de um leitor que conversou conosco e disse que na semana passada tinham soltado uma carga de 20 toneladas de Tambacus na faixa de 2 à 5kg. 

As 7 horas as portas foram abertas e logo fomos ao lago começamos a cevar. Não demorou muito e o Renan já engatou o primeiro do dia.

Na sequência foi a minha vez de garantir um tamba. Esse foi fisgado próximo ao bar, veio tranqüilo até perto da margem e ai sim resolveu brigar e tomar linha em direção ao centro do lago.

Um belíssimo peixe e de ótimo porte para abrir nosso dia com boas esperanças.

Mais alguns tambas menores entraram e o Renan tirou foto com um deles. 

Variamos as cores de EVA´s, tendo melhores resultados com os mais claros, e usamos miçangas café com leite, dourada, vermelha, marrom e até coquinho. O dia não estava dos melhores, mas as vezes um tamba de respeito entrava e fazia aquela correria que nós tanto gostamos.

Nosso amigo Rogério, que é especialista nessa pescaria com cevadeira, chegou por volta das 16 horas, e logo nos primeiros arremessos engatou um lindo tamba, fazendo um dublê com o Renan.

No final do dia, alguns peixes escaparam na margem, fato normal nesse estilo de pescaria. O Renan ainda garantiu mais um tamba antes de irmos embora.

Ficou um gosto de quero mais, pois sabemos que o pesqueiro pode nos oferecer dias melhores do que esse apesar de alguns bons tambas fisgados.

Decidimos voltar na semana seguinte, dessa vez em um domingo (21/03), e novamente seguimos animados pela Rodovia Adhemar de Barros e posteriormente pela Rodovia Mario Beni até chegar na entrada da cidade de Estiva Gérbi, onde se localiza nosso reduto de tambas e ponto de diversão.

Após iniciarmos nosso trabalho de cevar, já ficamos mais entusiasmados ainda ao perceber que os menores tambas não estavam subindo com muita freqüência, o que nos trazia grandes esperanças de brigar com os maiores peixes do lago.

Logo a boinha afunda. Fisgada firme, puxa daqui, toma linha de cá, carretilha canta e lá vem peixe bom pro loucos!

Logo chega a vez do Renan brigar. Ele também não decepciona e traz um bom tamba pra ser registrado pela nossa máquina.

Nesse dia até as miçangas verdes estavam dando bons resultados no Pesqueiro do Italiano.

Novamente o nosso amigo Rogério, que também é freqüentador assíduo do pesqueiro,  chegou na parte da tarde para garantir algumas brigas com os redondos.

Chegou meu momento de travar uma bela briga. Logo percebi que tinha um oponente de respeito na outra ponta da linha. O bicho duelava com força e não queria se entregar facilmente aos braços do pescador, mas não teve jeito pra ele.

O tamanho médio dos redondos que fisgamos no Italiano são entre 10 e 15kg e as vezes entram alguns maiores. Ai não podemos perder a chance de trazer e garantir a foto pro loucos.

Renan fisgou um peixe bem no meio do lago e, quando vimos que a bóia vinha por cima, já sabíamos que era um tamba daqueles que dão trabalho quando chegam próximo da margem.

Engatei outro Tambacu que agiu de maneira parecida. Resolveu brigar apenas quando chegou a cerca de 5 metros da beirada. Tarde demais? Nada disso. O bicho ficou muito forte e fez valer cada minuto.

Fechando nosso dia, ainda conseguimos pegar cada um seu último exemplar e travar nossos últimos duelos daquele final de semana. Uma boa maneira de terminar o domingo e se renovar para a nova semana que se iniciaria.

Nosso amigo Robinho também fisgou um tamba menor na cevadeira.

Nossa última pescaria foi combinada para a sexta-feira, dia 26 de março, buscando encontrar o pesqueiro mais tranqüilo para tentarmos fisgar os grandes tambas que poderiam ficar ainda mais ativos do que nos finais de semana, onde o local recebe maior número de pescadores.

Nesse último dia fisgamos vários exemplares na média de 10 à 16kg e todos na cevadeira que é nossa especialidade. Variamos as cores das miçangas e na maioria das vezes as utilizamos com 2 EVA´s no anzol de robalo 2/0 ou 3/0. Usamos chicotes longos de 2 metros e boinha auxiliar.

Renan engata seu primeiro Tambacu com miçanga e eva caramelos.

Depois fizemos um belo dublê com tambas fisgados na miçanga escura por mim e na café com leite pelo Renan. Ambos com 2 EVA´s no anzol de robalo.

Tivemos também a companhia do nosso amigo Wilson que engatou um belo redondo usando o mesmo sistema.

Sem dúvida esse dia estava espetacular. Muitas ações com os grandes tambas do Italiano e não demorava muito pra um belo peixe vir pro loucos. 

Eu soltei o meu e o Renan já trouxe outro bichão brigador.

Agradeço aos pescadores da região que nos acompanharam nesse dia durante toda a pescaria e nos prestigiaram.

Renan e Wilson travaram boas brigas e conseguiram tirar os tambas ao mesmo tempo para que pudéssemos mostrar a vocês leitores o que o Pesqueiro do Italiano pode nos proporcionar.

O dia foi chegando ao seu final e os peixes não paravam de atacar nossas iscas. Foi sem dúvida nenhuma uma ótima escolha ir nesse dia para praticarmos o esporte pelo qual somos aficcionados.

Quem gosta de pescar com cevadeira tem que conhecer o Pesqueiro do Italiano. Um point excelente para os “miçangueiros” que estão cada dia mais presentes nos pesqueiros do Estado de São Paulo e também em outros pelo Brasil.

A noite já começava a cair. Eu e Renan já estávamos pensando em arrumar nossas tralhas para irmos embora, quando resolvemos fazer nossos últimos arremessos. Quem sabe não viria um troféu para coroar nossa pescaria não é mesmo? E ele veio! Aliás ele não, eles. Lancei minha cevadeira perto do bar e vi um estouro estrondoso perto da minha bóia. A briga foi mais lenta e bem mais pesada até que um grande baguá se entregou pros meus braços.

Agora sim eu estava feliz e totalmente satisfeito. Nada melhor que um gigante ser o último de um dia espetacular.

Depois de tirar esse parrudo, imaginei que tínhamos encerrado o dia, ledo engano. Quando olho para o lado, vejo Renan com a vara totalmente envergada e desenvolvendo uma briga que parecia ser de respeito. Dito e feito! Não deu outra e o baguá se rendeu para fecharmos com chave de ouro.

A equipe Loucos por Pesca sempre praticando e incentivando a pesca esportiva. Seja com seus colunistas ou amigos que nos acompanham, nunca esquecemos de fazer nossa parte.

Nesses dias de pescaria, eu utilizei uma vara Striker de 2,40m, 50 lbs, com carretilha Calais dc e linha multifilamento de 40 lbs da Power Pro. O Renan usou vara Fleming Tucuna 3 de 36 lbs, carretilha Zillion e linha multi de 40 lbs da Power Pro. 

Espero que tenham gostado da matéria e gostaríamos de agradecer aos funcionários do Pesqueiro do Italiano pela boa recepção conosco. Em breve estaremos de volta atrás dos baguás.

Imagens: Neto Abdalla e Renan Marin

Texto: Neto Abdalla

 

Pesqueiro do Italiano
Estiva Gérbi-SP
(19) 3868-6188 ou (19) 9649-4639

Informações úteis e como chegar ao local, estão no link Pesqueiros.

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

8 Comentarios to “Pesqueiro do Italiano – 26/03/10”

  1. Renan disse:

    Como esse Neto é largo viu… Agora, colocar as fotos do dia que eu peguei o maior ele não coloca.. esse panga é liso viu?!?!

  2. Fábio disse:

    Belos tambas… !!!!

  3. Silvio disse:

    Neto e Renan, bom não vou nem perguntar como vocês estão….hehehehehe.. as fotos dizem por sí só…

    Parabéns pela Pescaria e excelente materia com grandes exemplares de Tamahauwk.

    Grande abraço,
    Silvio.

  4. Limao disse:

    Boa pescariaS.. varios tambas e muita diversão com esse tipo de pescaria.
    Parabens pela pescariaS…

  5. wilson disse:

    NETO,RENAN como é bom fazermos pescarias juntos,ja me sinto parte da equipe so que da proxima eu tambem vou ficar ate o final e ai sim a disputa vai ser dura rsrsrsrss.obrigado parseiros.

  6. Renan disse:

    Grande Wilsooooonnnnnnnnn!!
    É cara, tu devia ter ficado até o final do dia… Foi da hora demais! Fez falta sua presença!
    Álém disso, saberíamos o peso exato dos “filhotes”! hahahaha
    Ou será que eles também tem 13kg? hahahahahaha

  7. Marcio Oliveira disse:

    É isso ai galera, parabens pela pescaria, estou planejando conhecer este pesqueiro, uma vez que todas as vezes que vamos para este lado vamos no Lago Azul.

    Abraço

    Marcio

  8. marcinho disse:

    maravilha Neto!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    blz de materia
    parabens

    abrassss

Deixe um comentario