Pescaria em Miguelópolis – 17/01/10

O jovem leitor André Oliveira relata sua pescaria de tucunas em Miguelópolis, na represa do Rio Grande. Um local muito conhecido e que há anos vem sofrendo com a matança indiscriminada de peixes, mas que luta bravamente e ainda é uma boa opção de pescaria. 

 

Olá pessoal!

Eu, meu pai e meu amigo Guilherme fizemos uma boa pescaria em Miguelópolis, na divisa de São Paulo com Minas Gerais, na represa do rio Grande.

Chegamos no sábado (16/01) à noite, e pescamos durante dois dias. Os equipamentos usados foram:

– Vara Sensor da Marine Sports com carretilha Silvercast da Daiwa (meu pai usou tanto com lambari vivo quanto com artificial Charutinho da Maruri)

– Vara Lubina da Marine Sports com carretilha Titan 10000 também da Marine Sports (Guilherme usou com artificial Brava da Marine Sports)

– Vara Crystal da Intergreen com carretilha Brisa 8000 da Marine Sports (usei com lambari vivo ou artificial Lelé da Borboleta, cor osso)

Logo no começo do primeiro dia de pesca, meu pai, que estava corricando com lambari vivo, já fisgou o primeiro tucunaré da viagem.

Arthur – Tucunaré

Ele ainda fisgou outro menor, mas não tirou foto. Conseguimos achar um ponto bom e logo no primeiro arremesso com lambari vivo fisgo uma traíra.

André – Traíra

Logo depois, também com lambari vivo, fisgo um belo tucunaré amarelo. Ele brigou muito antes de vir para a foto.

André – Tucunaré Amarelo

Fisgamos mais alguns tucunarés pequenos, e antes de almoçarmos, resolvi dar alguns arremessos com a isca Lelé. Justo no último, um belo tucunaré azul dá uma pancada violenta na isca e vem para a foto.

André – Tucunaré Azul

Após o almoço, uma paradeira geral. Não conseguíamos fisgar tucunas em lugar algum, até que depois de muito tempo, sempre corricando com lambari vivo, meu pai fisgou um azul.

Arthur – Tucunaré Azul

O Guilherme esteve sem sorte durante o dia, mas quando achamos outro ponto com alguns tucunarés, ele trouxe o dele com lambari vivo.

Guilherme – Tucunaré

Meu pai ainda fisgou uma corvina no fim da tarde e assim se encerrou o primeiro dia de pescaria.

No segundo dia, no começo da manhã uma chuva forte adiou nossa saída, que só pôde ser feita as 9 horas. Logo de cara já achamos um ótimo ponto de corvinas e fisgamos seis delas em quinze minutos.

Como na tarde do primeiro dia, não estávamos achando os tucunarés, mas de repente, o Gui, com uma isca Brava da Marine Sports, perdeu um belo tucuna e na seqüência trouxe outro para a foto.

Guilherme – Tucunaré

Depois disso, as ações pararam por muito tempo, até que uma hora o guia Toim viu um rebojo perto de uma vegetação e me disse: “Lança ali que tem tucunaré”. Quando eu lancei a isca Lelé, a carretilha deu cabeleira. Passei para o Toim tirá-la enquanto eu arremessava a vara dele com lambari vivo. Não deu nem tempo de cair na água, e o tucunaré abocanhou o lambari. Essa briga foi mais intensa e após alguns bons minutos, o maior tucunaré da pescaria, um amarelo com 1,5kg, veio para a foto.

André – Tucunaré Amarelo 1,5kg

O guia Toim também quis aparecer na foto com o belo amarelão, que é mais briguento que os azuis.

Antes de almoçarmos, percebemos que havia um casal de tucunarés cuidando dos filhotes. Tentei arremessar a Lelé, mas ela passou do ponto e acabou enroscando em uma árvore. Enquanto o guia nos levava com o barco até a árvore para desenroscarmos a isca, meu pai e o Gui trataram de fisgar o casal, com lambaris vivos. Reparem na foto que como o barco estava se movendo para trás e próximo da vegetação, meu pai está se enroscando em alguns galhos, foi uma cena bem engraçada.

Casal de tucunarés

Depois do almoço, não pegamos mais nada, e assim terminaram os dois dias de pesca em Miguelópolis, na pousada Estância Casco de Ouro.

Agradeço ao Kleber por postar minha matéria aqui, e em caso de dúvidas estou à disposição.

Abraços.

Imagens: André, Guilherme e Arthur

Texto: André Oliveira

E-mail: andreguimao_7@hotmail.com

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

17 Comentarios to “Pescaria em Miguelópolis – 17/01/10”

  1. mateus disse:

    até hj estou esperando a surpresa que nunca chega !!

    aah e que bela pesqueira hein sem nenhum gigante mas muito produtiva!!! meus parabens

  2. José Antonio disse:

    ae andre
    num sabia q vc era leitor desse site
    sou da comu lah do orkut
    talvez nao lembre de mim pois sou poucoi ativo na comu

  3. André Oliveira disse:

    Mateus, não saiu nenhum gigante, mas foi legal pq a quantidade foi boa né… José Antonio, foi mal mas eu não tô lembrando mesmo cara…

  4. Fernando de Paiva disse:

    Parabéns ao Andre pela materia e a todos que pescaram junto!!!!
    É sempre bom ver que tem muitos jovens hj em dia que curtem pescar e espero que tenham praticado o PESQUE E SOLTE que é o mais importante!!!

    Abraçoss a todos!!

    Fernando de Paiva!!!

  5. Felipe Brussi disse:

    BOA ANDRÉ MEU PARCEIROOOO!!!!abrasss

  6. Marcinho disse:

    otima materia, parabens e esta nova geraçao mostrando q nao é fraca nao
    valeu rapaziada

    pesque e solte sempre

    abrasssss

  7. FERNANDO disse:

    MUITO BOA AS FOTOS DE PESCARIA TUCUNARÉS, MAIS A MINHA CURTIÇÃO É MESMO OS GRANDES TAMBAS, POIS ME DIVITO MUITO QUANDO EU PEGOR UNS DE 10KG, 15KG É O MAXIMO.
    VALEU PESSOAL, CONTINUA ASSIM POIS PARA NOS A PESCARIA É A VIDA, E PAIXÃO.

    ABRAÇO…….

  8. André Oliveira disse:

    Fernando, valeu cara!! Felipe, quando quiser aprender a pescar só me chamar hahaha

  9. Regina Morey disse:

    André, fiquei realmente impressionada com sua pescaria! Parabéns! Valeu

  10. Fernando Ayres disse:

    André e Arthur, muito boa pescaria, parabéns, estão ficando profissionais. O guia Toim ficou na dele para não humilhar, pescou só um, mas foi o maior hehe.
    Abs, Fernando Ayres.

  11. Ariel disse:

    Ae parabéns a voces por essa pescaria,e pela matéria que ficou bem legal, belos tucunarés hein!?
    Continuem assim pescando e preservando sempre.

    Abraços

  12. Eai andré Bela pescaria , sou Guia aqui de miguelópolis e me interesso bastante pelo Turismo aqui da cidade. Espero que volte sempre e sempre praticando o Pesque e solte!!

    me add no msn renanperarojorge@hotmail.com

    abraço

  13. LUIZ disse:

    OBA,

    PRIMEIRAMENTE QUERO PARABENIZAR PELO RELATO E GOSTARIA DE DAR UMA DICA PARA QUE NA PRÓXIMA VEZ QUE VCS AVISTAREM UM CASAL COM FILHOTES, SIMPLESMENTE APROVEITEM A OPORTUNIDADE DE ESTAR PRESENCIANDO UMA CENA DESSAS E NÃO TENTE FISGÁ-LOS MESMO QUE SEJA PARA RETORNAR O PEIXE POIS ISSO PODE CONTRIBUIR PARA QUE OS FILHOTES NÃO TENHAM UM BOM FUTURO.

    ABRAÇO E BOAS PINCHADAS!!!

  14. Augusto disse:

    Para os amantes da pesca vai aq uma dica quando for vir para miguelópolis http://www.ranchosemmiguelopolis.com.br no site vc encontra ranchos para alugar, pousadas, onde alugar barco e motor, guias de pesca, tudo para facilitar a sua pescaria

  15. diuba disse:

    valeu galera….sou guia de pesca aqui em miguelopolis…vamos concientizar o pesque e solte…mais lazer …abrçossss 016/91387518

  16. Galo disse:

    Infelizmente os tucunarés de Miguelópolis estão por um fio.Vi pescadores neste final de semana matando tucunares de 20 a 30 cm ,fora os pescadores de arpão e redes.Não tem fiscalização e os piloteiros são conviventes com isso.Miguelópolis já éra. l6/03/2012

  17. eise disse:

    pescar em Miguelopolis SP, pra quem realmente quer pescar a pousada do pescador,agora virou boate,só pra quem quer bagunçar….infelizmente la ñ dá pra ficar ,zoeira a noite toda,……Pereira Barreto esta excelente…pousadas familia e boa pescarias….e pra quem gosta de uma boa pescaria,muuuuuuuito peixe…

Deixe um comentario