Pesqueiro Alto da Serra – 08/12/09

Fomos convidados a conhecer este belíssimo pesqueiro às margens da Rodovia Imigrantes, que liga São Paulo ao litoral paulista. Uma pescaria cheia de surpresas, diante de um temporal que atingiu todo o estado, permitiu ao nosso grande pescador de cabeçudas bater seu recorde de carpas fisgadas. Uma quantidade absurda de 51 exemplares. 

 

São Paulo e região amanhecem sob um verdadeiro dilúvio. Chuva esta que começou um dia antes, fato que não acontecia há muito tempo, e realmente era de se assustar o mais fanático por pesca. Algo que poderia me segurar em casa, mas não foi bem assim. Tomei coragem e só pensava em passar um bom dia num pesqueiro.

Segui viagem com destino ao pesqueiro Alto da Serra em São Bernardo do Campo, para conhecer o local a convite do seu novo proprietário, Ítalo Losco e do amigo Henrique. O trajeto foi tranqüilo e um fato que me impressionou é que a estrada de terra até chegar no pesqueiro, após sair da rodovia dos Imigrantes, estava impecável para trafegar, o que foi um alivio.

Ao chegar no pesqueiro Alto da Serra, não tem quem não se impressione com o tamanho dos lagos, e a ótima estrutura oferecida.

Vamos a pesca!

Recebi informações de que as Carpas Cabeçudas estavam muito ativas. Então, resolvi fazer a massa caseira que usei por muito tempo neste pesqueiro, e que poderia fazer alguma diferença no resultado final. Decidi ficar no primeiro quiosque do tanque principal de pesca esportiva, onde se encontra o maior número de cabeçudas. E com três conjuntos comecei a pescar.

Passados cerca de 30 minutos, a primeira Carpa Cabeçuda afunda a bóia no sistema estirante.

Mais poucos minutos e lá vem a segunda cabeçuda do dia.

Estava uma confusão de bóias afundando. Era arremessar e não dava nem tempo de aguardar.

Pescar assim é uma maravilha. Já se formava uma sequência incrível de fisgadas.

As danadas estavam famintas. Não estava vencendo fazer massa, pois elas devoravam em questão de minutos e as vezes até em segundos.

Daí pra frente, eu nem poderia imaginar o que aconteceria. Um fato raro na pesca de cabeçudas, uma quantidade absurda atacava minha massa.

E a tempestade não dava trégua. Choveu muito durante todo o dia, e muitos sofreram com os diversos pontos de alagamento que se formou na capital paulista. Enquanto isso, com muita sorte eu me divertia nesse agradável pesqueiro.

Muita chuva, muita cabeçuda e meu recorde pessoal se formou, com 51 carpas fisgadas em um dia fantástico no pesqueiro Alto da Serra.

Obs: não postei todas as fotos, pois muitas vezes estava sozinho e as imagens no sistema automático da máquina ficaram embaçadas, mas tem muita cabeçuda no “Loucos por Pesca”.

Até um Pacu não resistiu a massa.

Mas logo voltavam as cabeçudas.

As pequenas estavam muito rápidas e vorazes, fato este que impossibilitou que as grandes rainhas que lá existem entrassem também.

A essa altura eu já estava muito impressionado com a quantidade de Carpas Cabeçudas fisgadas, mas não poderia imaginar onde esse número iria parar.

Quanto mais exemplares eu pegava, mais ânimo eu tinha pra buscar outros. Foi uma pescaria empolgante.

Eu ia colocar apenas algumas fotos, mas não tem como menosprezar os tantos outros exemplares que me renderam esse novo recorde.

Mais um lindo Pacu apareceu de intrometido, mas em seguida voltavam as Carpas.

Foi um verdadeiro massacre. Nunca tinha visto tamanha voracidade.

Quem gosta de cansar o braço recomendo que vá conhecer o Pesqueiro Alto da Serra, um show de lugar que me proporcionou essa bela pescaria.

Conforme o tempo ia passando, fui cada vez mais buscando ampliar o número de peixes fisgados.

Chegou ao ponto de acabar os 8kg de batata doce que levei, então tive que começar a fazer a massa misturada com água mesmo.

E o resultado não mudou. O massacre das cabeçudinhas continuou o dia inteiro. Quando eu chegava ao número de vinte exemplares, queria buscar trinta. Quando alcançava as trinta, pensava: “por que não quarenta?”. E assim foi durante todo o dia.

Minha vontade era continuar buscando cada vez mais e eu nao parava.

Quem me conhece sabe a paixão que tenho por este esporte.

Eu já brigava contra o cansaço que era inevitável. Afinal, enfrentei um dilúvio que persistiu durante quase todo o dia e muitas brigas.

Neste momento da pescaria, um pescador ao meu lado arremessou uma bóia cevadeira num dos pontos do lago com ótimas estruturas. Foi cair na água e dar a fisgada certeira.

Assim, uma linda Carpa Capim brigou muito antes de se entregar.

Eu já tinha passado de quarenta carpas fisgadas e resolvi que precisaria buscar cinquenta pra fechar com chave de ouro o dia.

Tome chuva e dá-lhe Carpa! Um belo exemplar de Comum também apareceu.

Abaixo, eu e o proprietário do pesqueiro Alto da Serra, o senhor Ítalo.

Essa Carpa completava a número 50.

E para fechar minha excelente pescaria com um recorde absoluto de cabeçudas fisgadas, lá vem a boa idéia, 51 carpas.

Era hora de tentar descansar um pouco, pois foi muita correria o dia inteiro. 

O dilúvio continuou caindo mesmo após eu finalizar minha pescaria. Foi com certeza o dia mais chuvoso do ano. Os carros que tentavam entrar em São Paulo eram impedidos, pois as duas marginais alagaram gerando um grande caos.

O pesqueiro Alto da Serra está sob nova direção do Sr. Ítalo e conta com 6 lagos repletos de peixes. Um ótimo restaurante, amplo estacionamento, enfim, um lugar com ótima estrutura pra o pescador e sua família.

Foi muito bom retornar ao Alto da Serra e comprovar que este pesqueiro está voltando com força total. Agradecimento ao Henrique pelo convite e ao Ítalo e seus funcionários pela ótima recepçao com a família do loucos. Logo voltaremos para fazer uma matéria completa, mostrando outras espécies que habitam os lagos e também atrás das gigantes rainhas que estão por lá e prometem aparecer.

O pesqueiro fica localizado na Rodovia dos Imigrantes, km 37, sentido São Paulo.

Saindo de São Paulo, ao passar o pedágio, efetue o retorno e entre na primeira estrada de terra ao lado direito. Depois é só seguir as placas.

Abraços a todos!

 

Imagens: Márcio Giannico

Texto: Márcio Giannico

E-mail: marcio@loucosporpesca.com.br

 

Pesqueiro Alto da Serra
Rod. dos Imigrantes, Km 37
Tel: (11) 9410-1005 ou (11) 7645-6143

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

18 Comentarios to “Pesqueiro Alto da Serra – 08/12/09”

  1. Rodolfo Lenzi disse:

    Caramba! Isso sim é record! Parabéns

    Considerando o peso médio delas, tem como estimar um total de kg que vc pescou?

    Abraçooos

  2. Rick Fronteiras disse:

    Aew Alemão…..
    Meu record é de 5 no dia…rsrsrsrsrs…..quem sabe um dia daqui a mto tempo eu chego la…rsrsrsrs…é isso ai…parabens…

  3. Grande Márcio….

    O cara sabe tudo de carpas…..parabéns pela ótima matéria e realmente o Pesqueiro Alto da Serra, esconde muitas surpresas para os pescadores

    Abraços a toda equipe Loucos por Pesca.

    Henrique Aguilar

  4. Marcinho disse:

    rodolfo, uma pela outra mais ou menos cerca de 160kg peixe pacas né
    valeu abrasss

    valeu rick, com certeza no alto da serra vc batera seu record hehehe

    abrasss

    valeu mais uma vez Henrique , muito bom ter voltado no alto da serra e encontar este pesqueiro voltando a ser oq era antes
    abrasss

  5. Diego Oliveira disse:

    showw esse é o cabeça e suas cabeçudas kkkkkkk arrebentou mano otima materia vlw

    abrass…

    Diego Oliveira ” Loucos Por Pesca ”

  6. mae disse:

    valeu filhao, precisou até trocar de camisa sem contar o estado que ficou as tralhas c/toda aquela chuva, mas valeu mesmo , nao pode negar a raça de pescadores mesmo beijos

  7. Fernando de Paiva disse:

    Isso que é recorde e isso que é chuva!!
    Parabéns Marcinho!!!!

    Abraçoss !!!

  8. Daniel Almeida disse:

    Viche apavorou parabens….

  9. Ariel disse:

    Huau … quanta cabeçuda e quanta chuva hein!?
    Parabéns ao Márcio e aos LOUCOS!!!

    Abraços
    =)

  10. LUIS CARLOS disse:

    E ai Marcio , parabens estou chegando a uma conclusão que realmente dia de chuva é mesmo o melhor dia pra se pescar cabeçudas , se puderes me responda estas perguntas , pois vc tem me ajudado muito ;
    Durante um dia bem quente com sol forte temperatura altissima qual seria o melhor horário?……
    Você gosta de pescar á noite acha rentavel ?………
    No verão vc acha melhor pescar com que altura da bóia ?
    Tenho usado essência de panetone qual a melhor dosagem ?
    UM GRANDE ABRAÇO E UM SANTO E BOM NATAL

  11. marcos disse:

    gostaria de saber a receita desta sua massa caseira que deu as 51 baitoludas, pois nos somos clientes do pesqueiro alto da serra e gostariamos de fazer esta pescaria

    ps: entre no meu orkut e veja as fotos que nos temos de lá um abraço e aguardo resposta.

  12. Cesar disse:

    Parabens pela pescaria cara, fui la uma só vez e achei o tamanho desse lago q vc pescou e o de tras mto bons, são grandes realmente. A qualidade da agua tbm estava mto boa qdo fui (no inicio do ano passado).
    Pena q os peixes estavam (e parece q ainda estão) pequenos por lá.

    Um Abraço a tds!!!!!!!!

  13. Marcinho disse:

    valeu diego,valeu mae, valeu fernando, valeu daniel, valeu ariel pelos coments
    demorei um pouco pra responder , pois fui passar o natal na beira do rio mogi hehehehe
    pena q nao pude pescar pois estava fechada ate fevereiro, mais valeu o visual e foi muito bom ver q as autoridades estao caindo em cima , com multa pesada e até ´prisao, viva nossos rios, parece q logo os grandes dourados e cia aparecerao em nossas linhas novamente.

    abrasss

  14. Marcinho disse:

    luis carlos

    valeu pelo coment, entao minhas melhores pescarias aconteceram com chuva, apesar do “sofrimento”vale a pena pois a agua esquenta e consequentemente o sangue dos peixes tambem entao ficam mais ativos e a pescaria muito proveitosa, como nao gosto de capa de chuva, molha um pouco rsrsrsrsrsrsr mais deixa molhar ne kkkkk
    Sem duvida num dia quente as primeiras horas do dia ate as 10 da manha sao as melhores e depois das 14h, nao é regra mais esses horarios sao muito bons.
    apesar q minhas melhores pescarias foram de dia em proporçao e logico,
    mais sou fanatico e prefiro a pesca noturna, por varios fatores .
    no verao , pelo menos ate agora no começo da estaçao, nos pesq q tenho frequentado,
    nao mudou muito a profundidade q elas estao comendo, salvo aqlas mudanças habituais q fazemos, pois gostamos de inventar um pouco e isso e fundamental quando c quer algo diferente na sua pesca, arriscar uma profundidade q nao e de costume variando e sempre bom.
    em relaçao a essencia, c for num pesqueiro q vc sabe q la bat bem com panetone
    faça a mistura ja com o pó da massa numa quantidade q a deixe bem cheirosa,agora na maioria das vezes uso um borrifador ja com varios aromas e burrifo uma quantidade tambem q deixa bem cheirosa direto na coxinha,
    blz, qualquer coisa escreve q estanos por aq

    abrassss

    marcinho

  15. Marcinho disse:

    marcos, valeu pelo coment, a receita da massa esta neste link http://loucosporpesca.com.br/wordpress/?p=1001
    mais qualquer duvida, escreve blz

    abrasssss

    obs: o esquema estirante foi a montagem q mais bateu carpa la no alto da serra

    abrassss

  16. Marcinho disse:

    cesar, valeu pelo coment,
    verdade cara os lagos la sao demais, grandes e com uma qualidade de agua digna de serra mesmo.
    realmente as carpas peqnas estao ativas pacas, nao dando tempo da bitelas chegarem,
    mais tenho algumas informaçoes q logo vao ser soltas carpas acima de 6kg isso e muito bom né.
    mais mesmo assim tem umas carpas bitelas , logo vao ter comer rsrsrsrsrssrrs

    abrasssss

  17. pedro disse:

    nossa mto peixe

  18. jose roberto disse:

    poderia nformar se na Imigrante tem local para pesca na represa billings
    ou na na Anchieta ou Estrada Velha

Deixe um comentario