SANTA LUZIA – VERDÕES! TV LOUCOS 49

STALUZIA24

O Loucos por Pesca retornou ao Pesque Pague Santa Luzia, localizado em Catanduva-SP, quase um ano após o descobrirmos. O local, reduto dos grandes Tambaquis, mostrou potencial novamente, mesmo com alguns fatores que complicaram nossa pescaria. Fisgamos belos Tambacus e os cobiçados verdões amazônicos!

 

 

 

Olá amigos do Loucos por Pesca!

Após um certo tempo de ausência, resolvemos voltar no Pesque Pague Santa Luzia, local que descobrimos ano passado e que se trata de um reduto de Tambaquis. Lá podemos encontrar inclusive mais verdões do que Tambacus, fato muito raro nos pesqueiros.

Mais uma vez nossa equipe foi composta por mim, Kleber Sanches, além do Gilmar Dechen e nosso parceiro Bruno Muraichi de Lins. Após uma viagem tranquila pela Washington Luis, chegamos pela manhã no pesqueiro, localizado na cidade de Catanduva-SP. A pescaria foi realizada no dia 07 de março de 2017.

Depois daquele bom bate papo com nossos amigos Daniel e Jairo, proprietário do Santa Luzia, tivemos a notícia de que as fortes chuvas que antecederam nossa pescaria, tinham sujado bastante a água do lago, o que deveria ser um fator dificultador para a nossa empreitada. Não desanimamos e partimos para a arrumação das tralhas!

Uma das minhas apostas foi armar uma varinha de fundo com sebo moído, decisão tomada após termos bastante resultado com essa isca no Córrego das Antas. E não é que o velho sebo funcionaria novamente? Logo nos primeiros intantes de pescaria, minha varinha enverga bonito no suporte e parto para o duelo com o primeiro redondo do dia. Para nossa surpresa, a primeira ação foi com um Tambacu, peixe bonito e já de bom porte.

STALUZIA01

STALUZIA02

STALUZIA03

Após o registro do tamba, fiz novamente uma coxinha de sebo no anzol e mandei exatamente no mesmo ponto do lago. Quem quiser ver a montagem que eu estava utilizando e como pescar com sebo, assista a TV LOUCOS no final da matéria. Não demorou nem meia hora e outro Tambacu embodocou minha vara no suporte. Parecia que realmente eu tinha achado a isca do dia no Santa Luzia. Briga vai, briga vem, peixe no passaguá!

STALUZIA04

STALUZIA05

STALUZIA06

O Gilmar Dechen, que não é nem um pouco bobo, vendo aquelas ações iniciais, também resolveu armar uma varinha no mesmo sistema. Pegou uma vara mais leve, um molinete e mandou o sebo para o meio do lago. De repente veio aquela puxada! A briga começou e ele não tinha noção do que estava na ponta da linha. Aos poucos o peixe começou a brigar bastante e as suas primeiras aparições com o lombo na flor d´água nos trouxeram a certeza de que se tratava de um belo verdão. A briga foi forte, como sempre no Santa Luzia, mas o pescador conseguiu trazer o Tambaqui para os braços!

STALUZIA07

STALUZIA08

STALUZIA09

Um dos muitos Tambaquis do Pesque Pague Santa Luzia.

STALUZIA10

STALUZIA11

STALUZIA12

Na parte da tarde, apesar do sol muito forte, alguns peixes resolveram comer ceva. Podíamos ver os queixos brancos buscando ração, grão a grão. Tentamos de várias formas, com anteninha, no palminho com miçanga, com ração, mas estava dificil de entrar algum peixe. Eles comiam muito devagar e manhosamente, além de serem poucos exemplares que estavam na ceva. Com eva, o Bruno Muraichi teve uma puxada, porém a responsável pelo ataque foi uma Carpa Capim, um exemplar de peso.

STALUZIA13

STALUZIA14

No finalzinho do dia teríamos nossas últimas ações. O Gilmar tinha deixado uma vara armada com salsicha em uma das laterais do lago, ponto indicado pelo nosso amigo e funcionário Daniel para as Pincacharas, porém não foi um peixe de couro que atacou. Para a nossa surpresa, um belo Tambacu é quem tinha vindo comer próximo da margem, quase encostado no barranco. Bonito tamba!

STALUZIA15

STALUZIA16

STALUZIA17

Tambacu na hora que o pôr do sol já se aproximava.

STALUZIA18

STALUZIA19

Cevamos no final da tarde, mas o dia estava realmente complicado, pois poucos peixes apareciam para comer. Resolvemos então concentrar um pouco mais de ração em um ponto do lago e a decisão surtiu resultado. Os peixes encostaram. Eu e Gilmar ficamos no palminho e o Bruno Muraichi arriscou uma montagem trenzinho, armando o sistema com evas cor de telha em um anzol de robalo. Assim como em nossa primeira visita no Santa Luzia, o destino sorriu para o amigo novamente e ele tomou uma pancada no eva! A briga foi muito forte, demorada e ele só conseguiria terminá-la já com a noite caindo. A recompensa foi boa demais! Tambaquizão legítimo e dos grandes para o Loucos por Pesca!

STALUZIA20

STALUZIA21

Peixe de belíssima coloração! Bem esverdeado em cima e branco em baixo. Uma pintura!

STALUZIA22

STALUZIA23

STALUZIA24

Assista no player abaixo o programa 49 da TV LOUCOS!

Gostaríamos de agradecer ao amigo e parceiro Jairo pela excelente recepção de sempre, ao funcionário Daniel, um sujeito sensacional, que sempre nos recebe de braços abertos e com certeza está pronto para recepcionar você pescador da melhor maneira possível.

Com certeza voltaremos em busca desses grandes Tambaquis que habitam o lago do Pesque Pague Santa Luzia. Um local onde você pesca bastante e come melhor ainda! Fica a dica para quem quiser conhecer um pesqueiro com uma das melhores refeições que já provamos.

Grande abraço a todos e VAMOS PESCAR!!!

Imagens: Kleber Sanches, Gilmar Dechen e Bruno Muraichi

Texto: Kleber Sanches

Pesque Pague Santa Luzia

Rua Xv de Novembro, km 4,5 – Catanduva/SP 

Tel: (17) 9 9717-5561

AGRADECIMENTOS

Vida de Pescador – www.instagram.com/vidadepescador

King Fishing – www.roupasdepesca.com.br

King Brasil – www.kingbrasil.com.br

As Matadeiras – www.facebook.com/asmatadeiras

JRPESCA – www.jrpesca.com.br

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

Deixe um comentario