Pesqueiro do Claudio – 15/08/09

Voltamos ao Pesqueiro do Cláudio, em Campinas-SP, em busca das Carpas Cabeçudas que foram soltas há cerca de um mês.  Apesar do vento atrapalhando o dia inteiro, fisgamos algumas delas e outras espécies também. 

 

 

Quando fizemos nossa primeira matéria nesse pesqueiro, o proprietário nos disse que soltaria  cerca de 100 cabeçudas na faixa de 5kg no lago esportivo. Esperamos passar um mês para que elas já se adaptassem e voltassem a se alimentar normalmente e fomos atrás delas.

O Thiago Camilotti e seu amigo Bruno Barbin chegaram primeiro e logo cedo começaram a perceber que pescaria com muito vento e um friozinho sempre atrai o catfish.

As 10 horas, eu e o Thiago Bueno chegamos ao pesqueiro e depois de armar meus equipamentos, 2 varas com bóias de cabeçuda e massas cordeiro de isca, resolvi tirar algumas fotos do lago.

A maior parte dos frenquentadores desse pesqueiro são pescadores de Tilápia, que ficam o dia inteiro com as varinhas de bambu e pegam muitos exemplares. Muitas Tilápias de até 3kg que são soltas regularmente pelo Cláudio. 

Nesse lago também tem Pacu, Matrinxã, Curimba, Catfish, Carpas e faz poucos dias que foram soltos cerca de 200 Pintadinhos. Assim que crescerem um pouco vamos tentar fisgá-los, mas nosso objetivo aqui são as Cabeçudas.

O vento estava muito forte e nem sinal das carpas. O Bruno continuava pegando os catfishes.

Todos eles com tripa de galinha desidratada de isca. O equipamento era bem leve para dar um pouco mais de diversão a briga, pois essa espécie não é das mais brigadoras.

Quando parecia que o vento ia parar, logo voltava com mais força ainda. As 15 horas, quando já estávamos desanimando, uma das bóias afundou. Após uma rápida briga, o Thiago tirou do lago a primeira cabeçuda do dia, e não era só da nossa equipe porque ninguém no pesqueiro havia fisgado as danadas.

Cabeçuda fisgada na massa Cordeiro de Banana e Mel, turbinada com essência de banana.

Após soltar o peixe, ganhamos uma nova esperança e comecei a preparar uma massa especial.

O Bruno não parava de brincar com os bigodudos, era um catfish atrás do outro e dessa vez o peixe fisgado estava bem machucado devido ao uso de alicate.

Logo em seguida, outro catfish. Com esse tempo eles ficam famintos.

Todos colocamos a isca que preparei no capricho, massa Cordeiro Tradicional com essência de Panetone. Em menos de 5 minutos a bóia do Thiago Bueno afundou com tudo e ele começou a briga. Fricção bem aberta e o peixe tomando linha nos levava a acreditar que tinha uma cabeçuda boa ali.

Quando o peixe se entrega uma grande surpresa, um Pacuzinho briguento.

Logo em seguida foi a vez da minha bóia descer. Algumas corridinhas leves e revela-se uma Carpa Cabeçuda, certamente da última soltura comentada pelo dono do pesqueiro.

Mais esperançoso fiz logo outra coxinha de massa, coloquei no chuveirinho e arremessei no mesmo lugar. Não era exatamente no meio do lago, mas como a outra bateu mais perto resolvi repetir a dose.

Dito e feito, a bóia afundou com força e iniciei uma bela briga. Grandes tomadas de linha e após enroscar nas varas dos outros integrantes da nossa equipe, veio a Cabeçuda pra foto.

Peixe muito saudável, com a boca sem machucado algum, coisa rara nos pesqueiros hoje em dia.

Pela briga parecia ainda maior, mas pesou 10kg na balança digital.

Sempre praticando a pesca esportiva.

Faltava apenas meia hora de pescaria e tentamos os últimos arremessos. O Thiago Camilotti pegou um Curimba na bóia de cabeçuda.

Na seqüência, minha vez de pegar um intruso, uma Tilápia que também quis provar da massa tradicional com essência de panetone.

E para finalizar o dia, quando eu já mal enxergava minha bóia, percebi que ela tinha sumido e corri esperançoso. Novamente enganado por outra espécie, dessa vez um belo Curimba.

E assim finalizamos o dia, uma pescaria atrapalhada por vento o dia inteiro mas que ainda nos rendeu alguns peixes.

Em breve voltaremos ao Pesqueiro do Cláudio para fisgar as muitas carpas que habitam o seu lago esportivo. Esperamos que na próxima vez nossos amigos Márcio Giannico e Diego, grandes pescadores de Cabeçudas, possam conhecer o local.

Imagens: Equipe Loucos por Pesca

Texto: Kleber Sanches

E-mail: kleber@loucosporpesca.com.br

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

12 Comentarios to “Pesqueiro do Claudio – 15/08/09”

  1. Felipe Brussi disse:

    cara show de materia pena que não deu pra mim ir…parabens aos loucos!!

  2. Kleber Sanches disse:

    Fica tranquilo que a gente marca outra Felipão!!! Vamos esperar parar esse vento e voltaremos lá atrás das cabeçudas, que com certeza sairão bem mais. Abraços

  3. Marcinho disse:

    boa loucos,bela materia, puts cara nao deu pra ir mesmo,mais logo iremos com certeza.
    e vento e fogo na pesca de cabeçudas, atrapalha pacas, com a agua muito movimentada, a massa esfarela de lado e dificulta pacas, mais assim mesmo as rainhas apereceram hein
    abrassssss

    loucos loucos loucos

  4. Bruno Barbin disse:

    Bom Kleber, mais uma vez. só pra não perder o costume, “Que água dura hein!!”……rsrsrsrs……Faltou a foto do “Piau sem escamas”….rsrsrsrs…
    abraço…..

  5. Edson (bugrino) disse:

    Mas que vento foi essa no sábado hein?! Fui pescar em outro pesqueiro da região e o vento tava atrapalhando muito, ninguém tava tirando muitos peixes do lago mas tudo bem, outro dia a gente pega mais!!!

    Parabéns pela matéria, foram poucos mas belas cabeçudas!!!

    Abraços aos loucos!!!

  6. Diego disse:

    eae galera é isso ai como sempre os loucos mostrando que msm com o tempo contra as rainhas sempre aparecem isso ai loucos showw

    abrass…

    Diego Oliveira ” Loucos Por Pesca ”

  7. Hugo disse:

    Bonita cabeçuda a maior. Sempre bom conhecer novos pesqueiros aqui na cidade pra mim que sou de Campinas tambem. Como chego lá?

  8. Vitor Cercotti disse:

    Onde eu encontro pra comprar as massas Cordeiro em Campinas?

  9. Kleber Sanches disse:

    Vitor, as massas Cordeiro são vendidas em praticamente todas as lojas de pesca de Campinas. Recomendo a loja Animal Brasil na Av. Carolina Florence 1502. Além das massas tem mto material de pesca. Abraços

  10. Kleber Sanches disse:

    Hugo, o pesqueiro é bem fácil de achar. Logo que pegar a Rodovia Campinas-Mogi (Adhemar de Barros), passando o motel anonimato vc vira a direita onde tem uma estradinha que começa de terra e uma placa do residencial Mont Blanc que está construindo. Vai subindo e quando chegar na frente do plantão de vendas do condominio (lado direito) voce vira a esquerda…o pesqueiro estará do seu lado direito !!!

  11. Pinheiro disse:

    Que coisa linda essa cabeçuda branquinha e com a boca zeradinha, com a cartilagem perfeita. Parabéns pela matéria e tb ao dono do pesque pague pelos peixes saudáveis. Abraços

  12. Fernando de Paiva disse:

    Boa Kleber mesmo com tudo contra, ainda fizeram uma pescaria legal!!!

    Parabéns parceiros!!!

    Abraços a todos!!!

    Fernando de Paiva
    Equipe Loucos Por Pesca

Deixe um comentario