PARAÍSO VERDE – GIGANTES VEGETARIANOS! MAIO/16

CAPAPARAISOVERDEFERDI

O Loucos por Pesca esteve novamente no Paraíso Verde, incrível pesqueiro de Campo Limpo de Goiás. A pescaria foi muito farta de tambas, com a captura de muitos baguás, mas as belas Pirararas também sempre marcam presença. Confira qual a isca que matou a pau nesta pescaria!

 

 

 

Olá amigos do Loucos!

Após um longo período longe de um dos pesqueiros que mais gosto, finalmente consegui voltar ao Paraíso Verde, no Estado de Goiás. Quem me acompanhou nessa aventura foi meu irmão Edgard e nosso grande amigo Muller.

Depois de longas 12 horas de estrada, finalmente chegávamos ao nosso destino, as notícias porém não eram das melhores, pelo menos em relação aos peixes de couro. Nada que nos desanimasse.

Mesmo com as noticias não tão boas, partimos para o nosso ponto de pesca e montamos as varas de Pirarara, com cabeça de Tilápia, como de costume, e em seguida os equipamentos de tamba, com geléia, pão e as antenas “As Matadeiras”.

Um bom tempo depois, a primeira bóia com geléia afunda e o Muller corre para a fisgada. Primeiro peixe engatado! Após uma boa briga, o bicho posa para a foto.

PVERDEFERDI01

PVERDEFERDI02

Logo na seqüência, dessa vez no pão flutuando, uma forte explosão já denunciava uma briga de peso. Meu irmão Edgard trabalha o peixe com cuidado e, depois de longas corridas, o primeiro bitelo estava garantido.

PVERDEFERDI03

PVERDEFERDI04

PVERDEFERDI05

A noite foi caindo e as ações diminuíram drasticamente, dando tempo para só mais um peixe de médio porte ser fisgado por mim.

PVERDEFERDI06

Cansados da viagem nos recolhemos e fomos descansar para aproveitar bem os dias seguintes. Após um longo e merecido descanso, voltamos com tudo atrás dos peixes, e logo de cara apareceu quem faltava na nossa pescaria, uma bonita e colorida Pirarara, fisgada na cabeça de Tilápia.

PVERDEFERDI07

PVERDEFERDI08

PVERDEFERDI09

A bonita Pirarara, e a chegada de alguns amigos, destaque para o Edmundo, companheiro que pescou conosco no Eco Pesca, e que há muito tempo não víamos, nos motivou ainda mais.

Juntaram-se a nós também os parceiros Gabriel Melazo e o João. A chegada deles foi um fator determinante para uma mudança radical na nossa pescaria, pois traziam uma isca que era até então novidade para nós, no Paraíso Verde, que era a Alface.

Após fazer uma boa ceva com alface, começou uma farra com os Tambacus, onde todos garantiram seus exemplares.

PVERDEFERDI10

PVERDEFERDI10b

PVERDEFERDI11

Destaque para um monstro acima dos 30 kg do João.

PARAISOVERDEJOAO02

PARAISOVERDEJOAO01

PVERDEFERDI12

PVERDEFERDI13

PVERDEFERDI14

PVERDEFERDI15

PVERDEFERDI16

Dois grandes exemplares foram fisgados pelo Edgard e pelo Gabriel.

PVERDEFERDI17

PVERDEFERDI18

PVERDEFERDI19

Nosso grande amigo Dida, sempre presente em nossas pescarias no Paraíso Verde, também garantiu seu belo Tambacu.

PARAISOVERDEDIDA01

O dia passou rápido e logo a noite chegou. Empolgados com o sucesso da alface, decidimos testá-la também durante a noite. Chicote de 1 metro, um pequeno pedaço de alface, e era a bóia cair na água que já afundava. Porém parece que a noite quem manda no lago do Paraíso Verde são as Tambatingas. Fisgamos várias, todas de pequeno porte, então registramos apenas algumas pouco maiores.

PVERDEFERDI20

PVERDEFERDI21

PVERDEFERDI22

Quase já desistindo da pesca noturna, devido a grande incidência de peixes menores, minha bóia afunda e eu fisgo, um pouco descrente, mas para minha surpresa, veio um forte contra golpe, levando muita linha. Estava com algo grande engatado, fui trabalhando com calma e enfim passaguamos um grande Tambacu.

PVERDEFERDI23

Dá-lhe baguá noturno!

PVERDEFERDI24

A noite ainda nos reservava algumas surpresas. Pouco antes de irmos descansar, meu irmão e nosso amigo Muller, engatam mais duas Pirararas, a do Muller de tamanho mais modesto.

PVERDEFERDI25

PVERDEFERDI26

A do Edgard já era das brutas que habitam o piscoso lago do Paraíso Verde. Bitela pro Loucos!

PVERDEFERDI27

PVERDEFERDI28

PVERDEFERDI29

Amanhecia o último dia de nossa pescaria e fomos decididos a apostar tudo na isca matadora deixada pelos amigos. Parecia que a escolha era a mais acertada possível e logo de cara alguns peixes foram engatados.

PVERDEFERDI30

PVERDEFERDI31

PVERDEFERDI32

PVERDEFERDI33

PVERDEFERDI34

A pescaria com alface estava a todo vapor! Minha bóia afunda e corro para mais uma fisgada, porém notei algo estranho na briga. Rapidamente o peixe correu em direção ao barranco e passou a nadar beirando a margem em direção à lateral esquerda do lago. Logo comentei com meu irmão que era característica de peixes de couro, mas não era possível, com torpedo, lá no meio do lago, alface, eu ter pego uma Pirarara? Como na pescaria parece que não existe o impossível, foi dito e feito, e uma Pirarara “vegetariana” posou para o Loucos!

PVERDEFERDI35

PVERDEFERDI36

PVERDEFERDI37

E a sorte parecia mesmo estar sorrindo a meu favor. Pouco tempo depois da soltura da Pirarara, engato outra encrenca na alface. Briga muito pesada, fortes tomadas de linha, e lá se foram mais de 25 minutos de batalha, até eu abraçar um gigante Tambacu.

PVERDEFERDI38

PVERDEFERDI39

PVERDEFERDI40

Nosso amigo Muller veio no embalo e, utilizando os torpedos “hulk” do nosso parceiro JR PESCA, após outra briga que parecia interminável, também teve a alegria e o prazer de colocar as mãos em outro belíssimo exemplar, não só pelo seu tamanho, mas também, pela sua linda coloração.

PVERDEFERDI41

PVERDEFERDI42

PVERDEFERDI43

Durante o restante do dia e comecinho da noite fizemos a festa com os tambas, detalhe: todos fisgados na alface, isca que já era famosa em outros pesqueiros, mas que se mostrou infalível no Paraíso Verde.

PVERDEFERDI45

PVERDEFERDI46

Até uma Caranha apareceu!

PVERDEFERDI44

PVERDEFERDI47

PVERDEFERDI48

PVERDEFERDI49

E para fechar nossa pescaria com chave de ouro, fisgamos mais 3 Pirararas, uma na seqüência da outra, com intervalos pequenos.

PVERDEFERDI50

PVERDEFERDI51

PVERDEFERDI52

Essa outra na presença do nosso parceiro Gabriel.

PVERDEFERDI53

PVERDEFERDI54

PVERDEFERDI55

E fechando a nossa pescaria, meu irmão garante a última de rabo vermelho.

PVERDEFERDI56

PVERDEFERDI57

PVERDEFERDI58

Mais uma vez arriscamos a ida até Goiás e não nos arrependemos, pois no Paraíso Verde não tem erro, é sempre certeza de grandes pescarias.

Confira a foto de uma enorme Tambatinga fisgada semanas antes pelo João, peixe que bateu 36.660 kg na balança digital.

PARAISOVERDEJOAO03

PARAISOVERDEJOAO04

Deixo aqui nosso agradecimento ao Juninho e ao André pela excelente recepção como sempre e pela confiança em nós. Nesse pesqueiro podemos dizer que nos sentimos em casa.

Agradecemos também todos os funcionários e amigos: Maiko, Leandro, Darli, Gabriel, João e o Rafael.

Abraços a todos. Boas fisgadas e pesque e solte sempre!

Imagens: Fernando Paiva, Edgard Paiva e Muller

Texto: Fernando Paiva

Paraíso Verde – Campo Limpo de Goias

Fones: (62) 3345-1518 / 9 9159-1059

www.paraisoverde.eco.br

AGRADECIMENTOS

King Fishing – www.roupasdepesca.com.br

King Brasil – www.kingbrasil.com.br

Penn-Raiba Carretilhas – www.pennraiba.com.br

As Matadeiras – www.facebook.com/asmatadeiras

JRPESCA – www.jrpesca.com

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

4 Comentarios to “PARAÍSO VERDE – GIGANTES VEGETARIANOS! MAIO/16”

  1. Odair Bernardes de Oliveira disse:

    Fantástica pescaria !!! Parabéns à todos pela fantástica pescaria. Nào estou exagerando, pois fui testemunha das facanhas do Edgard, Fernando e Muller, que fiquei conhecendo.
    Parabéns Edgard, Fernando, Muller e a você meu amigo Kleber !!! Abraco à todos !!!

  2. Odair Bernardes de Oliveira disse:

    Ah…Obrigado Kleber pela inclusào da minha foto na matéria. Abraco !

  3. edivaldo disse:

    Ola amigos parabens pela otima pescaria….

    Por favor se possivel postem ai pra gente como foi feita essa pescaria com alface, como foi feita a ceva e como ela foi iscada?

  4. Jeovani disse:

    Uai mano cade eu nessa materia nos tava juntos tbm uai kkkkk. Esqueceram de mim 2016 *kkkkk

Deixe um comentario