RECANTO DOS GIGANTES – SÓ PANELA!

GIGANTESWIERMANN34

Nossa pescadora Le Wiermann ataca novamente. Dessa vez ela foi até o Pesqueiro Recanto dos Gigantes (antigo Lago Azul) de Mogi-Guaçu, parceiro de longa data do Loucos por Pesca. Mostraremos um resumo de três dias seguidos, onde Tambacus gigantes e Tambaquis gigantescos fizeram a alegria da pescadora. 

 

 

Olá amigos do Loucos Por Pesca.

É com muito prazer que irei compartilhar mais uma pescaria com vocês. Uma não, três! Fui três vezes consecutivas no Pesqueiro Recanto dos Gigantes em Mogi Guaçu–SP. Fui tentar pegar meu primeiro baguá no lago principal desse pesqueiro famoso pelos gigantes Tambacus e Tambaquis.

Já conhecia o pesqueiro, mas antes da reforma do lago principal não tinha feito boas pescarias nesse tanque. Ficava me divertindo no lago menor e, depois que os tambas retornaram ao lago principal, me senti desafiada a pegar meu primeiro baguá lá.

Li as diversas matérias do Pesqueiro Recanto dos Gigantes aqui no Loucos por Pesca e fui confiante. Estava predestinada a pescar no pão, na superfície e assim fiz os três dias. Esse tipo de pescaria tem vários prós e alguns contras. O contra é mais fácil de relatar, Tilápias! No lago principal tem bastante no momento, mas parece que estão diminuindo após a soltura de Pirararas e Dourados no lago. Os prós: primeiro, quando pega é estouro e normalmente vem peixe bom! Segundo, como é de espera, dá pra observar como as outras pessoas estão pescando.

Vamos à pescaria.

PRIMEIRO DIA – 23.03.2016 – O dia da massa de fundo!

Chegamos cedinho e demos de cara com um pesqueiro lotado! Não achávamos que seria dessa forma, para uma quarta feira foi uma surpresa.

Armamos nossas varas. Karina optou pela pesca de fundo visando as Pirararas. Deixou uma armada com guelra bem próximo a margem e uma com mussarela mais no meio do lago. Eu fiz logo duas com pão flutuando. Algumas horas se passaram e entre uma Tilápinha e outra eis que surge uma pancada na minha isca! Corri, fisguei e começamos a batalha. Seria o meu primeiro baguá nesse lago? Não…soltou! Perdi o danado do peixe na hora do passaguá. Paciência! E mais nada aconteceu a manhã toda.

Me restou observar as pessoas pescando e o primerio dia no Gigantes foi da massa de fundo. Um sistema simples, sem chumbada, um girador com dois chicotes e dois anzóis. Só colocar a massa em cada anzol e arremessar com o próprio peso da massa no centro do lago. Foi um show de fisgadas o dia todo.

E a gente lá chupando dedo, trocando o pão, fisgando uma Tilápinha uma vez ou outra. Mas firme! Observamos também que em frente ao restaurante, arremessando no meio do lago, com isca no fundo, tanto com massa, salsicha, mussarela, o que estava dando muita alegria aos pescadores eram as mini Pirararas! Exemplares de 4kg a 6kg que foram soltos recentemente no pesqueiro, inclusive com o objetivo de reduzir as Tilápinhas. Fisgamos algumas no terceiro dia e vamos mostrar para vocês essas “fofoletes”.

E a tarde caiu. Minha esperança aumentava e a minha sorte mudou.

Meu pãozinho lá flutuando, quando do nada foi engolido em uma explosão só! Daquelas que a gente tanto gosta. Fui muito cautelosa na briga, tomadas de linhas lentas me indicavam que se tratava de um peixe bom. Não demorou muito para conseguirmos colocá-lo no passaguá. Está aí Loucos o meu primeiro baguá no lago principal do Recanto dos Gigantes.

GIGANTESWIERMANN01

GIGANTESWIERMANN02

GIGANTESWIERMANN03

GIGANTESWIERMANN04

Feliz demais com esse tamba, mandei para a água as duas varas com a mesma isca. Tive outra explosão do coração ir parar na boca! Mas logo minha linha se rompeu. Esse, ao contrário do anterior, deu uma corrida muita rápida e forte, não deu tempo nem de anotar a placa, fui atropelada! Fiquei lá com aquela cara de “ué” até que a minha bóia se enrosca na linha de um dos pescadores, mas foi em vão também, ele se soltou e ficamos sem conhecer esse peixe.

Faltava apenas uma hora para pescar. Karina já estava completamente desmotivada, porque nenhuma Pirarara se atreveu a tocar nas iscas dela.

Aí tive mais uma pancada no pão. Pegou na estupidez e foi tomando linha de lado, rasgando o lago! Esse deu mais trabalho que o primeiro, pela velocidade em que tomava linha. Mas ele logo ficou sem gás e veio para o peito.

GIGANTESWIERMANN06

GIGANTESWIERMANN07

Um Tambaqui gordinho e briguento demais.

GIGANTESWIERMANN08

Pouco peixe no primeiro dia, mas muito felizes com a qualidade dos exemplares.

SEGUNDO DIA – 24.03.2016 – O dia da ração furadinha

Chegamos no pesqueiro mais tarde dessa vez, desmotivadas pela monótona manhã anterior, optamos por descansar e pescarmos somente a tarde. O pesqueiro estava mais tranquilo.

Fomos no mesmo esquema, pão flutuando. Karina dessa vez me acompanhou no pão e deixou a varinha dela no ponto. Por volta das 14 horas tivemos a primeira ação. Deu uma senhora pancada no pão que eu só vi o rabo preto. Esse estava muito forte, foi e voltou próximo a margem várias vezes, briga boa demais! Um Tambacu de porte menor, mas um excelente tamba, saudável, brigou muito forte me deixando muito feliz por tê-lo capturado.

GIGANTESWIERMANN09

GIGANTESWIERMANN10

Logo em seguida, a Karina desencanta e recebe sua pancada na superfície! Corre, fisga e aos poucos vai se recuperando do susto. Uma belíssima porrada! Inicia uma batalha com um Tambacu bravo do Recanto dos Gigantes. Demorou para se render e ir para o peito.

GIGANTESWIERMANN11

GIGANTESWIERMANN12

Após a soltura desse peixe, lançamos nossas iscas no lago e aguardamos. Enquanto isso reparamos que nesse dia os pescadores que lá estavam optaram pela pesca com ração na pinga.

A maioria estava com chicotes longos, buscando o peixe mais para baixo, chicotes de 1,5 m a 2 metros. Anzóis menores, chinu 7 ou 8, com ração furadinha na pinga. Ação o dia todo para esses pescadores. Tambacus de bom porte saindo o todo tempo.

Saíram também 3 Pirararas grandes, todas na guelra bem na margem. As minis Pirararas estavam mais quietinhas nesse dia, não saíram bastante.

Voltando à nossa pesca de espera, só no fim da tarde que fui presenteada com mais um Tambacu lindo. Esse não deu pancada, engoliu o pão vagarosamente, quando percebi que a bóia não estava mais lá, fisguei e ele parecia meio preguiçoso. Brigou lento porém pesado. Tomou pouca linha, resistiu até que bem e sempre próximo, sem tomadas de linhas longas, mas todo cuidado era pouco e dessa forma consegui trazê-lo para mostrá-lo para os amigos do Loucos Por Pesca. Lindo e grande!

GIGANTESWIERMANN13

Largo e robusto!

GIGANTESWIERMANN14

Já satisfeita com os três tambas do dia, começamos a recolher nossa tralha, mas ficou uma vara com pão lá quietinha, à espera da saideira e a pancada mais escandalosa aconteceu. Pessoal, sem exagero, foi um estouro fenomenal, foi tão bruto que se fisgou sozinho. Foi uma briga com muita velocidade, tomadas longas, ia até o centro do lago, puxava alguns metros e em seguida perdia tudo de novo e ele ia para longe. Confesso que me cansei primeiro que ele, mas consegui vencê-lo. Tratava-se de um Tambaqui lindo para fechar com chave de ouro esse meio período de pescaria.

GIGANTESWIERMANN15

GIGANTESWIERMANN16

GIGANTESWIERMANN17

O plano era descansar na Sexta-feira da Paixão e pescar somente no sábado, mas meu amigo Elielson, da Equipe Tambapirados, me enviou a famosa mensagem: “bora pescar amanhã no Gigantes?“

Não íamos perder a oportunidade de pescar com essa turma. E lá estávamos nós duas de novo no Recanto dos Gigantes em um sexta-feira santa. Pesqueiro muito lotado, todo mundo aproveitando o feriado da melhor forma, pescando!

TERCEIRO DIA – 25.03.2016 – O dia da tripa de frango

Isso mesmo. Tripa de frango. De acordo com meus amigos, encontra-se com facilidade nas Agro Pescas. Eu sinceramente nunca vi, mas vou atrás, porque deu muito resultado.

Desde bem cedo, optamos por chicotes longos, de 2 metros, buscando o peixe bem próximo ao fundo e assim foi a manhã toda.

Entre os tambas foram fisgadas 7 pirinhas! Estava muito divertido. Maikom foi o mais presenteado, pegou 6, enquanto a tímida Karina fisgou a sua chaveirinho também. Todas não resistiram a tripinha de frango.

GIGANTESWIERMANN18

GIGANTESWIERMANN19

GIGANTESWIERMANN20

GIGANTESWIERMANN21

Fotos de alguns tambas da manhã, todos fisgados na tripa de frango.

GIGANTESWIERMANN22

Lipe

GIGANTESWIERMANN23

Felipe

GIGANTESWIERMANN24

Fabricio

GIGANTESWIERMANN25

Maikom

Estava participando da brincadeira da tripinha até ouvir um rebojo e ver que a minha bóia com pão já tinha sumido. Fisgada certeira e vamos brigar! Pesado e lento, já sabíamos que era baguá. Está aí, um Tambacu pesando 24kg, enchendo a tela do Loucos!

GIGANTESWIERMANN26

GIGANTESWIERMANN27

GIGANTESWIERMANN28

No meio do dia choveu pesado em Mogi Guaçu. Muitos foram embora e eu e Karina aproveitamos para almoçar no restaurante do pesqueiro, rezando para a chuva passar e podermos retornar à pescaria, o que de fato aconteceu.

Mais tambas dos amigos da Equipe Tambapirados.

GIGANTESWIERMANN29

Elielson

GIGANTESWIERMANN30

Elielson

GIGANTESWIERMANN31

Maikon

GIGANTESWIERMANN32

Fabrício

GIGANTESWIERMANN33

Elielson

Estava de boa, só observando os meninos pescarem, me escondendo da chuva branda que ainda caía, quando um bote no meu pão acontece, um segundo bote e no terceiro engole tudo! Fisga que é tamba! O danado errou dois botes no pão e no terceiro ele não perdoou. Logo ele toma muita linha e vamos trazendo devagar o bicho. Em sua segunda tomada de linha desenfreada, rumo ao centro do lago, escuto um outro estouro, só que dessa vez foi da minha linha se rompendo. Perdi o peixe. Decepção demais! Mas determinada a ir atrás de outro, troquei a carretilha, preparei a vara, quando meu amigo Elielson dá a melhor notícia que poderíamos ouvir, minha linha se enrolara na bóia dele. Ele me oferece a vara para continuar a tirar o peixe, mas recuso e peço para que ele continue. Quando a bóia dele chega a ponta da vara o que nos resta é puxar o tamba pela minha linha lentamente, até ele se recuperar e ir para o centro do lago de novo, volta a briga para a vara. Quando ele se cansa, Fabricio começa a puxá–lo novamente pela linha estourada, lentamente, nesse momento o Elielson já estava dentro do lago, pronto para abraçar o peixe na primeira oportunidade. E isso aconteceu. Foi demais! Puxaram o peixe na unha e tiraram de dentro do lago abraçados no bicho! Um verdadeiro e incrível Hulk! Logo eles o colocaram nos meus braços!

GIGANTESWIERMANN34

Eu e Elielson compartilhamos esse Tambaqui com vocês.

GIGANTESWIERMANN35

GIGANTESWIERMANN36

E ainda rolou um dublê com o Maikom.

GIGANTESWIERMANN37

GIGANTESWIERMANN38

Agora é a vez do meu amigo Elielson curtir o verdão e soltá-lo no lago.

GIGANTESWIERMANN39

GIGANTESWIERMANN40

GIGANTESWIERMANN41

GIGANTESWIERMANN42

GIGANTESWIERMANN43

Depois não tive mais ações e nem liguei.

Resumo da pescaria nesses três dias no Recanto dos Gigantes

O pão funciona muito bem. Basta ter paciência com as Tilápinhas, demora mas bate! Para quem gosta de pescarias com ação o dia todo, presenciei três dias bem diferentes, tem para todo o gosto.

Pescaria de fundo com massa, pescaria com chicote longo com ração na pinga, pescaria de meia água com tripa de frango e pescaria de superfície com pão flutuando. Pode optar também pela pescaria utilizando as Tilápinhas, que teve resultado com tambas muito bonitos e o mais legal também foi ver os ataques de Dourados nessa isca. Douradões de 8 a 10 kg saltando alto, fazendo a alegria de todos que estavam pescando.

É isso, optei pelo pão, peguei poucos exemplares, mas para quem não tinha sorte no lago principal do Recanto dos Gigantes, eu estou mais que satisfeita.

Obrigado a todos e um forte abraço!

Imagens: Leslylce Wiermann, Karina e amigos

Texto: Leslylce Wiermann

PESQUEIRO RECANTO DOS GIGANTES (ANTIGO LAGO AZUL)
Bairro Lago Azul – MOGI-GUAÇU/SP
Tel: (19) 99259-4474 (Marcos) ou (19) 99604-8078 (Carlos)

AGRADECIMENTOS

Loja Corricos – www.corricos.com.br

King Fishing – www.roupasdepesca.com.br

King Brasil – www.kingbrasil.com.br

Penn-Raiba Carretilhas – www.pennraiba.com.br

As Matadeiras – www.facebook.com/asmatadeiras

JRPESCA – www.jrpesca.com

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

3 Comentarios to “RECANTO DOS GIGANTES – SÓ PANELA!”

  1. willian santos souza disse:

    bela materia e belos peixes so os monstros em parabens
    e gostei tambem das dicas de iscas e tipo quando eu vou pro lago azul isca pros tambas eu praticamente so uso tilapinha viva no torpedo com 1metro ou 1metro e meio de chicote com azul circle 1/0
    mas o parabens abraços

  2. edivaldo disse:

    ola pessoal do loucos…

    parabéns pelas belas pescarias….

    me tirem uma duvida essa pescaria que pessoal estava usando massa como foi feita?
    qual tipo de massa e como montou o esquema de 2 anzóis?

  3. Rogerio disse:

    Baita jornada hein , otimos peixes e lindas fotos . Porem as fotos de punho cerrado ou fechado como preferir são feias (minha opiniao) da impressão de falta de carinho com o peixe !

Deixe um comentario