RECANTO DOS GIGANTES – 02/02/16

CAPA_RECANTOGIGANT

Voltamos ao Pesqueiro Recanto dos Gigantes para testar novamente a piscosidade das suas águas, após a devolução de todos os tambas para o lago principal. Novos peixes também foram adquiridos pelo pesqueiro e não falhamos na busca pelos gigantes! Muitos Tambaquis e Tambacus vieram parar em nossos braços!

 

 

 

Olá amigos do Loucos!

Após um período longe das pescarias, devido a compromissos profissionais, já estava louco para dar umas fisgadas e, conversando com meu irmão Edgard, decidimos que para unir grande quantidade de peixes, com qualidade e tamanho, não poderíamos ir a outro pesqueiro a não ser o Recanto dos Gigantes.

Levantando informações com amigos e com o nosso parceiro Marcão, proprietário do pesqueiro, soubemos da notícia que a pescaria com boias cevadeiras estava complicada, devido ao excesso de Tilápinhas no lago. Nada que nos desanimasse, porém a preparação teria que ser diferente.

Chegamos cedo e logo rumamos para nosso ponto de pesca para arrumar nossas tralhas. Começamos pescando com bóias torpedo, modelo Tambatinga da JR PESCA, modalidade da qual investiríamos pesado. As iscas selecionadas foram: pão flutuando, minhocoçu, ração na pinga e as próprias indesejáveis Tilápinhas.

Bóias lançadas e em pouco tempo já havia perdido duas puxadas, mas a terceira não passaria em branco. Pancada sutil no pão e o peso na ponta da linha já denunciavam o primeiro peixe de grande porte do dia. Após muito peso e corridas curtas, consigo colocar as mãos em um belo Tambacu.

RECANTOGIGANT01

RECANTOGIGANT02

RECANTOGIGANT03

Lanço a mesma vara, com a mesma isca, no mesmo ponto, e pouco tempo depois uma explosão violenta afunda minha bóia. Corro, confirmo a fisgada e o peixe já tomava linha com força. Controlo com calma as fortes corridas do animal e logo meu irmão coloca mais um no passaguá.

RECANTOGIGANT04

RECANTOGIGANT05

Para quem conhece bem o Recanto dos Gigantes, sabe que o canto esquerdo, de quem pesca em frente ao restaurante, mais precisamente de frente ao bambuzal, é morada de grandes Tambaquis. Apostando nisso, direcionamos dois torpedos para esse local, ambos com pão flutuante. Com o sol já bem quente, água parada, o clima estava propício para a pescaria dos verdões. Depois de uma forte pancada, o Edgard garante o primeiro Tambaqui do dia, esse ainda de tamanho modesto, mas valente como sempre!

RECANTOGIGANT06

RECANTOGIGANT07

Pouco tempo se passou e lá estava meu irmão engatado com mais uma encrenca. Dessa vez a demora na briga, e as corridas fortes e laterais, denunciavam algo de maior porte na ponta da linha. Longas tomadas de linha depois, um belo Tambaqui, de coloração escura e queixo amarelo, posa para as lentes do Loucos!

RECANTOGIGANT08

RECANTOGIGANT09

RECANTOGIGANT10

Na sequência dos Tambaquis, engato três peixes de médio porte, dessa vez com Tilápinhas inteiras, isca essa que se mostrou muito eficiente para os exemplares menores. Fisguei diversos tambas em um curto espaço de tempo, mas como nossa busca era por peixes grandes, só registramos alguns um pouco maiores.

RECANTOGIGANT11

RECANTOGIGANT12

RECANTOGIGANT13

RECANTOGIGANT14

Meu irmão continuava apostando alto no ponto dos Tambaquis, aposta que surtiu efeito! Novamente no pão flutuando, se dava inicio uma briga pesada. O peixe não dava trégua e por várias vezes praticamente atravessou o lago em longas corridas. A essa altura já sabíamos que um Tambaqui de grande porte estava fisgado e meia hora depois consigo finalmente passaguar a fera.

RECANTOGIGANT15

RECANTOGIGANT16

Dá-lhe “Verdão” no Loucos!

RECANTOGIGANT17

RECANTOGIGANT18

RECANTOGIGANT19

Depois dessa sequência de belos peixes do meu irmão, já estava com a mão coçando para tirar o “atraso”. E minha chance não tarda em aparecer. Novamente no pão flutuando, que com certeza foi a isca do dia, dou inicio a uma briga pesada. Briga muito lenta, poucas corridas e a bóia sempre na superfície, já me faziam crer que meu oponente era de respeito. Com paciência, técnica e um pouco de sorte, que é sempre bem vinda, consigo abraçar um grande Tambacu.

RECANTOGIGANT20

RECANTOGIGANT21

Baguá no Loucos por Pesca.

RECANTOGIGANT22

RECANTOGIGANT23

O dia foi se aproximando do fim, as ações não paravam, então fisgamos mais três bons peixes, que vieram para rechear as lentes do Loucos por Pesca.

RECANTOGIGANT24

Vários baguás no Recanto dos Gigantes.

RECANTOGIGANT25

RECANTOGIGANT26

Peixe demais!

RECANTOGIGANT27

Com a chegada da tarde, ainda tentei lançar algumas vezes a cevadeira com ração, mas as Tilápias não estão dando tempo da ração ficar na água. Já desmontando os equipamentos, fechamos a pescaria com mais dois lindos exemplares.

RECANTOGIGANT28

RECANTOGIGANT29

RECANTOGIGANT30

Ao longo do dia batalhamos, mudamos altura, isca, pontos de pesca e isso foi determinante para o sucesso da nossa pescaria. Fazer a leitura correta do lago e analisar a forma com que os peixes estão se alimentando, pode ser a diferença entre pescar vários exemplares e não pegar nada.

Então a dica que deixo é que se não estiver pegando na cevadeira, cabe ao pescador saber se reinventar para conseguir fisgar os grandes peixes.

Aproveito para agradecer ao Marcão pela confiança em nossos trabalho e pela amizade que perdura ao longo dos anos.

Um abraço a todos e boas fisgadas!

Imagens: Fernando Paiva e Edgard Paiva

Texto: Fernando Paiva

PESQUEIRO RECANTO DOS GIGANTES (ANTIGO LAGO AZUL)
Bairro Lago Azul – MOGI-GUAÇU/SP
Tel: (19) 99259-4474 (Marcos) ou (19) 99604-8078 (Carlos)

AGRADECIMENTOS

Loja Corricos – www.corricos.com.br

King Fishing – www.roupasdepesca.com.br

King Brasil – www.kingbrasil.com.br

Penn-Raiba Carretilhas – www.pennraiba.com.br

As Matadeiras – www.facebook.com/asmatadeiras

JRPESCA – www.jrpesca.com

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

2 Comentarios to “RECANTO DOS GIGANTES – 02/02/16”

  1. Anderson disse:

    E as pirararas ?

  2. Anderson disse:

    Ta com muita tilapinha mesmo , o tanque ?

Deixe um comentario