PESQUEIRO BARATÃO – 15/01/16

BARATAO14

O Loucos por Pesca foi conhecer um pesqueiro espetacular no Estado de Goiás. Localizado em Inhumas, o Baratão nos rendeu uma pescaria sensacional de tambas, totalmente de superfície, onde legítimos baguás foram fisgados. Utilizando pão e anteninhas os gigantes vieram para nossos braços!

 

 

 

Olá amigos!

Continuando nosso “tour goiano”, estivemos no Clube de Pesca Baratão, localizado às margens da Rodovia GO-426 Km 12, na cidade de Inhumas-GO, onde podemos fisgar uma grande quantidade de tambas e de ótimos tamanhos.

Completando nosso segundo dia de pescaria em terras goianas, meu anfitrião nessa semana, o amigo e colaborador do Loucos por Pesca, Rafael Silvério, resolveu me levar em um pesqueiro pouco divulgado por esses lados paulistas, mas bastante famoso e conhecido pelos goianos, o pesqueiro Baratão.

Saímos cedo de Anápolis e numa viagem demorada, devido ao mal tempo e as condições precárias das estradas por essas bandas, chegamos ao pesqueiro por volta das 07h30. Alertamos nossos amigos sempre aos cuidados nas rodovias, onde enfrentamos muitas estradas ruins, buracos que parecem crateras, então é importante estar atento e a uma velocidade que dê um tempo de reação rápida para possíveis perigos.

Chegando ao local, uma chuva que persistia em cair desde a madrugada. Ela espantava os pescadores, pois somente eu e o Rafael estávamos presentes quando chegamos.

BARATAO01

BARATAO02

Fomos recepcionados pela proprietária do local, que nos instruiu sobre algumas regras que constam por lá, e após um breve papo, começamos a arrumar as tralhas, onde o Rafael prontamente se pôs a cevar. Ele estava muito ansioso e com muita dúvida se subiria peixe na ração ou se seria mais devagar na cevadeira, como em outras vezes que ele tinha ido.

E logo nas primeiras copadas o amigo teve a resposta que tanto queria. Ele se surpreendeu com a voracidade dos tambas subindo na ração. Vendo aquilo, logo terminei de arrumar meu torpedo com pão e comecei a cevar com ele. O resultado foram grandes explosões, mesmo com chuva e uma temperatura amena para região. Rapidamente tivemos as primeiras ações.

BARATAO03

Após esse pequeno exemplar do Rafael, já engatei um de ótimo porte.

BARATAO04

BARATAO05

Menos de dez minutos depois, pancada no pão, briga boa e o Rafael estava com um legítimo baguá na ponta da linha. Com calma ele trouxe o monstro para o Loucos por Pesca.

BARATAO06

BARATAO07

O negócio estava frenético e as nossas boias JR PESCA bebiam água a todo instante. Após porrada na superfície, pegada bruta na anteninha “As Matadeiras”, veio um tamba de bela coloração, mais amarelado.

BARATAO08

BARATAO09

Intervalo de meia hora, o que nesse dia parecia uma eternidade, até que mais um tamba é fisgado e registrado na cevadeira.

BARATAO10

Pausa para o almoço, que merece elogios! Comida excelente e bastante variedade para repormos as energias gastas em tantas brigas.

BARATAO11

Voltando à pescaria, logo os peixes foram saindo novamente. O mal tempo persistiu durante todo o dia, com raras aberturas de sol e em muitos momentos, por estarmos somente nós dois no local, tínhamos uma dificuldade tremenda de puxar e fotografar os peixes, pois vários dublês e até triplês conseguimos engatar, como esse na sequência.

BARATAO12

O jeito foi tirar foto de um peixe de cada vez. Com muito custo, conseguimos registrar as imagens que comprovam que o Baratão é um grande reduto de peixes da região.

BARATAO13

A frequência que o pão era devorado foi algo surpreendente para mim. Ele durava poucos minutos na água e por três vezes seguidas engatei bons peixes, porém, após alguns minutos de briga, eles teimavam em escapar, o que já estava me deixando impaciente, pois sabia que eram grandes.

Na quarta vez, consegui trazer um legitimo baguá, que foi muito festejado por mim, após alguns escaparem. Todo cuidado foi pouco nesta briga e o bichão se rendeu ao Loucos por Pesca.

BARATAO14

BARATAO15

Panela do Pesqueiro Baratão.

BARATAO16

Segue foto do que ele conseguiu fazer com o anzol. Retorceu como se fosse de papel, mostrando a força que esses peixes do Baratão tem. Foi um verdadeiro milagre esse peixe não ter escapado.

BARATAO17

O Rafael acertou um brancão espetacular na anteninha. Uma briga muito boa, seguida do merecido abraço do pescador.

BARATAO18

BARATAO19

Durante todo dia, engatávamos peixes somente de 15 quilos pra cima. A média de tamanho e a frequência de fisgadas do Baratão me espantavam e sempre nos lembrávamos dos amigos que se estivessem conosco tornariam a festa ainda maior e a quantidade de peixes fisgados também seria muito maior.

BARATAO20

BARATAO21

Uma ação atrás da outra!

BARATAO22

O dia foi passando, continuávamos a fisgar bons peixes, mas já começávamos a ficar tristes, pois foi definitivamente um grande de dia de pesca.

BARATAO23

BARATAO24

Ainda dava tempo de fisgar os últimos baguázinhos e assim foi feito. Bastava manter as iscas na água, que o “serviço” era feito pelos tambas do Baratão.

BARATAO25

BARATAO26

O último peixe do dia foi do Rafael, meu grande amigo e parceiro nessa viagem à Goiás, um Estado extremamente abençoado em matéria de pesca esportiva, tanto em rios, quanto nos pesqueiros. Um belo brancão pra fechar nossa pescaria.

BARATAO27

BARATAO28

As 19 horas a pescaria foi encerrada. Arrumamos nossa tralha, mas a vontade de ter pescado mais um dia lá foi grande, porém como já estávamos acertados de irmos em outro lugar, a vontade ficou para outra vez.

Certamente em minhas próximas viagens a Goiás, colocarei o pesqueiro Baratão como lugar obrigatório para uma visita e espero que em breve possa estar novamente por lá.

Mais uma vez reitero, poucas vezes vi um pesqueiro com tanta quantidade de peixes de bom tamanho e com tamanha constância de fisgadas, onde até meu amigo Rafael, goiano e frequentador de muitas vezes por lá, ficou tentado a voltar o mais rápido possível.

Destaco também, o clima bem tranquilo do local, onde são servidas ótimas porções e um almoço muito gostoso, sendo uma opção excelente para os amantes da pesca e de uma boa comida goiana.

Logo mais, terminaremos nosso “tour goiano”, com a última pescaria da semana, onde a quantidade de peixes foi muito boa também.

Obrigado a todos amigos e leitores e continuem nos prestigiando!

Abraços

Imagens: Edgard Paiva e Rafael Silvério

Texto: Edgard Paiva

Clube de Pesca Baratão

Rodovia GO-426, Km 12 – Inhumas/GO

Fone: (62) 9121-4799 / (62) 9941-6969 / (62) 8521-9278

AGRADECIMENTOS

Loja Corricos – www.corricos.com.br

King Fishing – www.roupasdepesca.com.br

King Brasil – www.kingbrasil.com.br

Penn-Raiba Carretilhas – www.pennraiba.com.br

As Matadeiras – www.facebook.com/asmatadeiras

JRPESCA – www.jrpesca.com

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

Deixe um comentario