BOA VISTA – AMAZÔNICOS DE JAÚ – TV LOUCOS 36!

BOAVISTA14

A Equipe Loucos por Pesca viajou pelo interiorzão de São Paulo para desbravar um excelente pesqueiro, localizado na cidade de Jaú. O Pesqueiro Boa Vista mostrou ser um ótimo point para a pescaria dos Tambaquis, com verdões na faixa de 25 kg, além de muitas Pirararas briguentas!

 

 

 

 

Olá amigos do Loucos!

Há cerca de um ano vinha observando, através da internet, um pesqueiro que parecia ter um enorme potencial. Após ver muitas fotos de grandes Tambaquis, os gigantes amazônicos que tanto procuramos, e saber da soltura de muitas Pirararas no lago de pesca esportiva, resolvi que era hora do Loucos por Pesca desbravar o incrível Pesqueiro Boa Vista, localizado em Jaú, interior paulista.

Entrei em contato primeiramente com um pescador assíduo do local, o Diego Silva, que para nossa felicidade descobri ser um dos nossos leitores mais fanáticos. No mesmo instante que fiz algumas perguntas sobre o pesqueiro, ele já fez questão de nos convidar para realizarmos uma pescaria juntos e preparou tudo para a nossa chegada, inclusive conversando com os proprietários do Boa Vista.

Chegamos para a promissora pescaria, eu (Kleber) e meu amigo Gilmar, e tivemos o imenso prazer de conhecer os irmãos Daniel e Renato Didoni, proprietários do Boa Vista, sendo que posso dizer tranquilamente que naquele momento não faríamos apenas um novo parceiro para o site, mas sim grandes amigos. Muito simpáticos eles nos deram toda a atenção e nos deixaram completamente a vontade para desfrutarmos o pesqueiro e seus grandes peixes.

O Pesqueiro Boa Vista fica localizado às margens da Rodovia Engenheiro Paulo Nilo Romano, no sentido Jaú – Brotas, km 172. Para quem estiver indo a partir de São Paulo, Campinas, entre outras cidades da região, o pesqueiro estará localizado do outro lado da pista, porém é bem fácil o acesso através de retornos nos km 171 e 174. Logo na saída da rodovia já tem placa do pesqueiro, que é encontrado após cerca de 1 km de estrada de terra.

O pesqueiro já existe há muitos anos, porém faz relativamente pouco tempo, mais de um ano, que foi assumida a sua direção pela família Didoni, a qual já fez diversas melhorias e tornaram o local um ambiente bem agradável.

O Boa Vista conta com dois lagos para a pesca esportiva, onde encontramos muitas espécies de peixes, como: Pirarara, Pincachara, Cachara, Tambacu, Tambaqui, Pacu, Dourado, Matrinchã, entre outras.

BOAVISTA01

BOAVISTA02

Eles também possuem tanques para a prática do Pesque e Pague.

BOAVISTA03

BOAVISTA04

Nosso foco era total na busca pelos peixes amazônicos, então iniciamos as montagens dos nossos equipamentos partindo pelos que seriam responsáveis pela busca das Pirararas.

Como o lago não é de grandes dimensões e pelo Diego ter falado que as Pirararas eram muito fortes, resolvemos armar equipamentos mais pesados, afim de evitar possíveis enroscos de linhas durante as brigas.

As iscas que utilizamos para as Pirararas foram: mussarela, salsicha, guelra de Tilápia, Lambari e Tuvira.

Enquanto iniciávamos a pescaria de redondos, já observando alguns Tambaquis rasgando a superfície do lago e desfilando seus belos lombos esverdeados, uma puxada denunciou a primeira Pirarara do dia. O peixe não resistiu à guelra, arremessada a poucos metros da margem, e já mostrou que realmente as Pirararas do Boa Vista são muito fortes e briguentas.

BOAVISTA05

BOAVISTA06

Chamei o Diegão para compartilhar o momento comigo.

BOAVISTA07

Menos de vinte minutos depois, era a vez do Diego ter seu primeiro alarme acionado por uma Pirarara. A danada atacou o Lambari, arremessado um pouco mais longe da margem, cerca de 10 metros. A briga foi boa e com um equipamento um pouco mais leve ele sofreu para dominar o peixe, que já era de bom tamanho.

BOAVISTA08

BOAVISTA09

Os redondos não estavam com muita vontade de comer ração durante a manhã, mesmo assim tive algumas refugadas em minhas antenas. Duas vezes os tambas chegaram a sugar, porém logo cuspiram os conjuntos de evas e miçangas. Um Tambaqui chegou a explodir na anteninha de evas caramelos e bolinha de futebol, porém quando o chicote foi esticar, sem tempo para a fisgada, o peixe conseguiu soltar o anzol da sua boca.

O jeito foi fazermos uma pausa para o almoço, onde degustamos deliciosas porções na beira do lago. Nossos tira-gostos foram filé de Tilápia, fritas e frango à passarinho.

BOAVISTA10

No Pesqueiro Boa Vista também são servidas refeições, além de salgados, refrigerantes, cervejas, águas, entre outras coisas.

BOAVISTA11

BOAVISTA12

Sob um forte sol, rapidamente retornamos à pescaria, pois nosso objetivo era mostrar para vocês os peixes que habitam o piscoso lago do pesqueiro. O Ricardo, proprietário da loja Primus Pesca, sujeito muito engraçado e gente boa, que nos acompanhou durante a nossa pescaria, garantiu um bonito Tambacu.

BOAVISTA13

Dei uma volta pelo lago e me deparei com grandes exemplares de Tambaquis parados na superfície em um canto. Jogamos um pouco de ração com estilingue, mas eram muito raros os momentos em que eles vinham sugar os grãos, os verdões pareciam querer apenas tomar sol naquele momento.

Mesmo assim resolvi armar um equipamento mais leve, utilizando uma montagem que sempre me dá ótimos resultados em lagos menores, quando os peixes estão manhosos com relação às boias cevadeiras. Utilizei uma vara de 5´6”, 25 lbs, carretilha de perfil baixo com linha 0,35mm monofilamento, colocando uma boinha de madeira, chicote com pouco mais de 1 metro e uma anteninha “As Matadeiras”.

Após um tempo insistindo, apareceram alguns peixes comendo na superfície, porém eles não atacavam nossas anteninhas. Resolvi neste momento trocar os evas caramelos e coloquei evas pretos com miçanga sorocaba, bingo! No primeiro arremesso, vejo algumas bocas pertinho da minha antena e repentinamente vem a explosão na superfície jogando água para todo lado. O peixe saiu tomando linha em direção ao outro lado do lago, não restava dúvidas, era o cobiçado Tambaqui que tanto buscávamos. Com equipamento mais leve, sofri bastante até conseguir tirar o belíssimo peixe daquelas águas, mas após muitos minutos de briga ele finalmente veio para o registro no Loucos por Pesca.

BOAVISTA14

BOAVISTA15

Após alguns minutos sem ações, foi a vez da vara do Gilmar envergar fortemente, sinal de Pirarara na ponta da linha. Quando ele estava terminando de tirar sua Pirarara, mais uma vara enverga e assim teríamos um belo dublê no Pesqueiro Boa Vista.

BOAVISTA16

BOAVISTA17

BOAVISTA18

Enquanto fiz o registro da Pirarara do Gilmar, deu tempo do Diego terminar a sua briga e assim também conseguimos a foto do dublê.

BOAVISTA19

BOAVISTA20

Para nossa surpresa, quando eles estavam fazendo a soltura dos peixes, minha vara enverga na minha frente, era mais uma briguenta do rabo vermelho, o que formaria um raro triplê de Pirararas, porém essa acabou dando sorte e escapou pouco tempo depois.

Observei que os redondos começavam a subir um pouco mais na ceva que era despejada pela boia cevadeira do Diego, então resolvemos tentar juntos levantar os peixes, que estavam até então um pouco preguiçosos neste dia, fato não muito comum segundo nos relataram os frequentadores do pesqueiro e seus proprietários.

Como os peixes não estavam muito ativos na superfície, o Diego insistiu mais na pernadinha, com miçanga um pouco mais pra baixo, onde capturou alguns peixes de pequeno porte.

BOAVISTA21

Insistindo no esquema, ele foi presenteado com um peixe já de respeito, um legítimo baguázinho.

BOAVISTA22

BOAVISTA23

BOAVISTA24

No mesmo instante, o Gilmar, que tinha tirado a anteninha, usando um esquema mais simples, com apenas dois evas no anzol, sem evas na linha, brigou com um briguento Tambacu.

BOAVISTA25

BOAVISTA26

Eu segui durante a tarde apostando todas as minhas fichas nas anteninhas, pois acreditava que assim a chance era maior de capturar os gigantes Tambaquis. O Diego me dizia que lá no Boa Vista os Tambaquis também atacam bastante na antiga montagem do trenzinho, com dois evas na linha e dois evas no anzol de robalo. No final do dia ele insistiu nesse esquema e tomou uma boa puxada no conjunto caramelo. Ele já me relatava que tinha chegado o momento de capturar um Tambaquizão acima de 20 kg, a briga era muito boa e realmente ele tinha um monstro na ponta do anzol. O peixe encosta na margem, apontando seu grande queixo branco para fora da água, e com calma conseguimos colocar o bicho no passaguá, um verdadeiro gigante!

BOAVISTA27

BOAVISTA28

O verdão pesou 22 kg descontando o peso do passaguá.

BOAVISTA29

BOAVISTA30

O Gilmar ainda engatou um Tambacu, formando um dublêzinho com o Diego.

BOAVISTA31

BOAVISTA32

No final do dia os peixes subiram muito bem na ração. Bastava a cevadeira cair na água que eles no mesmo instante apareciam para comer, porém estavam bem espertos e não caíram mais em nossos anzóis.

Fechando nossa pescaria com chave de ouro, um fato que eu já previa aconteceu. As Pirararas apareceram para encerrar nosso dia. A primeira atacou a guelra, saiu envergando a vara e tomando linha com muita força, até se cansar frente ao pesado equipamento.

BOAVISTA33

BOAVISTA34

BOAVISTA35

E o nosso último peixe da pescaria foi fisgado na Tuvirinha, mais uma bonita Pirarara do Pesqueiro Boa Vista.

BOAVISTA36

Nesse momento resolvemos desarmar nossos equipamentos porque tinhamos a estrada pela frente. Os tambas ainda comiam com muita vontade, dando várias explosões, tanto que o Diego até me falava a todo instante para olhar para a batedeira, porém eu preferi ficar de costas e nem observar aquela cena, senão jamais conseguiria terminar de arrumar as tralhas.

Fiquei muito feliz do troféu do dia ter saido nas mãos certas. Diegão, foi uma grande alegria te conhecer e tenho certeza que faremos muitas pescarias ainda. Você merece esse e muitos outros gigantes pela pessoa que mostrou ser, extremamente humilde, bem humorado e parceiro. Ficamos satisfeitos quando percebemos que nosso “trabalho” com o site vale a pena, onde além de ajudarmos alguns pescadores, trocarmos experiências, podemos principalmente conhecer tantas pessoas bacanas.

Gostaria de agradecer a excelente recepção que tivemos no Pesqueiro Boa Vista, tanto dos nossos amigos leitores Diego e Ricardo, quanto dos proprietários Daniel e Renato. Foi um dia realmente muito agradável, somente na companhia de pessoas sensacionais que tivemos o prazer de conhecer.

Assista no player abaixo a TV LOUCOS 36!

Os horários de funcionamento do Pesqueiro Boa Vista são os seguintes:

Segunda, Quarta, Quinta e Sexta-feira= 14 as 20 horas

Terça-feira = fechado

Sábado = 08 as 20 horas

Domingo = 08 as 19 horas

Essa tabela é do mês de novembro de 2014. Ligue no pesqueiro para conferir antes de ir fazer sua pescaria.

Veja abaixo fotos de alguns gigantes do Pesqueiro Boa Vista.

BOAVISTA37

BOAVISTA38

BOAVISTA39

BOAVISTA40

BOAVISTA41

BOAVISTA42

BOAVISTA43

BOAVISTA44

BOAVISTA45

BOAVISTA46

Abraços a todos e VAMOS PESCAR!!!

Imagens: Kleber Sanches e Gilmar Dechen

Texto: Kleber Sanches

E-mail: kleber@loucosporpesca.com.br

Pesqueiro Boa Vista

Rodovia Engenheiro Paulo Nilo Romano, km 172 – sentido JAÚ-BROTAS/SP

Fones: (14) 99651-1710 / 99815-0660 / 99799-8807

www.facebook.com/pesqueiro.boavistajau

AGRADECIMENTOS

King Fishing – www.roupasdepesca.com.br

King Brasil – www.kingbrasil.com.br

Penn-Raiba Carretilhas – www.pennraibacarretilhas.blogspot.com.br

As Matadeiras – www.facebook.com/asmatadeiras

 

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

2 Comentarios to “BOA VISTA – AMAZÔNICOS DE JAÚ – TV LOUCOS 36!”

  1. Aderbal e jr disse:

    Só Bahia, valeu pessoal.

  2. Leandro disse:

    Boaaaaaa….Descobriram o ouro do interior hehe Vou fazer uma visita nesse pesqueiro, parece top mesmo. Valeu Kleber

Deixe um comentario