Pesqueiro Monte Negro – 29/06/09

A equipe Loucos por Pesca se reuniu para uma confraternização no Pesqueiro Monte Negro, localizado na cidade de Santa Isabel, interior de São Paulo. Fomos atrás das grandes carpas cabeçudas e peixes de couro, mas o dia era de outra espécie. 

 

Nessa última segunda-feira resolvemos fazer uma pescaria para reunir os integrantes da equipe e compensar assim o final de semana sem pesca. Fomos eu (Kleber), Edgard, Fernando, Márcio e Diego.

Aproveitei a viagem para levar ao Márcio Giannico, nosso grande pescador de cabeçudas, alguns pacotes das Massas Cordeiro e essências. Desde aromas já tradicionais (banana e mel, branca, tradicional), até novidades como a de banana com anis. Em breve todos poderão conferir os resultados dessas excelentes massas.

Logo que o pesqueiro abriu, as 7 horas, já tinha “Louco por pesca” chegando e armando as tralhas. O restante da equipe foi chegando em seguida.

Ficamos divididos nos 2 lagos do pesqueiro. Márcio e Diego armaram seus conjuntos para pescar cabeçudas no lago maior.

Eu, Fernando e Edgard ficamos no tanque menor, em busca das Pirararas e Tambas. Da equipe, eu era o único que não conhecia o tão falado pesqueiro Monte Negro. Achei esse tanque muito pequeno, imagino que de final de semana fique impossível pescar nesse lago.

Sei que muitos já devem ter comentado com o dono do pesqueiro, mas venho aqui reforçar a idéia de que os peixes maiores (pirararas e tambas) poderiam ser transferidos pro lago maior. Teriam muito mais espaço pra brigar e também maior nível de oxigênio.

Uma cena me deixou bem chateado logo que comecei a armar meus equipamentos. Tinha uma Pirarara morta boiando na superfície do lago pequeno, próxima ao aerador. Retirei o peixe da água e avisei um funcionário que veio buscá-la. Vamos abordar isso no final da matéria.

Bom, vamos a pescaria!!!

Logo no ínicio as ações começaram. Nos dois lagos tinham peixes fisgados e logo vieram pra foto. A bóia de cabeçuda afundou, mas uma briga diferente, sem força e sem peso, revelou um intruso, começava então os ataques de catfish.

Com salsicha no fundo, em busca das Pirararas, também fisguei o meu exemplar.

Aos poucos todos foram pegando esse bagre esfomiado. Mudávamos as iscas, porém não adiantava, eles estavam comendo de tudo, desde massas, minhoca, salsicha e o que mais jogássemos na água.

Foi a vez do Diego. A bóia de cabeçuda se mexe um pouco e afunda. Lá vem carpa pra foto? Não, lá vem o danado catfish.  

De tanto insistir fomos “premiados” com algumas outras espécies. O Fernando pegou uma bela tilápia na bóia.

Eu estava no lago menor “brincando” com os bagres, quando ouvi uma movimentação do pessoal. Dessa vez a briga era diferente, bóia pra baixo d´agua e as corridas denunciavam, tinha cabeçuda na ponta da linha.

Poucos minutos depois a carpa é retirada da água, exatos 7kg. Veja no final da matéria o vídeo dessa briga, e a maneira correta de se pesar um peixe, sem usar o alicate-balança.

Em seguida, fui com o Márcio até meu carro para pegarmos umas iscas. Quando estávamos voltando, vimos um peixe enorme boiando no tanque menor. Outro pescador conseguiu enganchar o anzol e trazê-lo, uma enorme Pirarara de pelo menos 35kg. O segundo exemplar morto nesse dia.

Como essa espécie é nativa de uma região muito quente, onde faz calor o ano inteiro, ela pode não suportar as baixas temperaturas do nosso inverno de São Paulo.

Após uma manhã bem fria, depois das 13 horas o sol resolveu aparecer. Com o calor ficamos na esperança dos tambas subirem pra comer ração na superfície, mas os ataques foram muito isolados e raros.

Com sorte, um pescador ao nosso lado engatou um grande Tambacu na bóia cevadeira e miçanga de isca. Alguns minutos depois, ajudei a tirar o peixe da água e como ele não quis tirar foto pra não sujar a roupa, fiz esse “sacrifício”.

Um belo peixe como este merece ser carregado como troféu, a roupa a gente lava depois. Não o pesamos, mas creio ter cerca de 18kg.

Em seguida, mais duas Pirararas apareceram boiando na superfície, dessa vez resolvi registrar a triste cena.

O Edgard a puxou da água e mostramos o exemplar que infelizmente não poderá seguir sua vida.

Eu não sei ao certo o que se pode fazer nesse inverno rigoroso, mas é revoltante ver um peixe desses morrendo. Pelo que sei, há pesqueiro em que as Pirararas são retiradas do tanque nessa época fria do ano, e só retornam quando as temperaturas aumentam, talvez seja a única solução.

Assim que o peixe morre, é muito importante retirá-lo, pois se ele continuar no lago pode prejudicar a qualidade da água e vir a matar outros peixes.

Voltando à pescaria, as coisas não mudaram. A todo instante tinha catfish mordendo nossas iscas, tanto de fundo quanto nas bóias pra cabeçudas.

Foram mais de 15 exemplares fisgados. Eles ficam muito ativos nessa época do ano e acabam chegando primeiro que as outras espécies na busca pelo alimento.

Quando o sol já estava começando a se pôr, um funcionário do pesqueiro jogou bastante ração na água e mesmo assim os tambas não subiram. Apenas pequenos peixes, entre matrinxãs e tilápias subiam pra comer.

Conversando com os funcionários descobrimos que no domingo, dia anterior a nossa pescaria, foram soltos 600kg de catfish nos lagos. Com isso o mistério estava desfeito, as cabeçudas são muito manhosas e não costumam disputar alimento. Só sobem pra comer na boa e não tiveram vez com os bagres esfomiados.

No final do dia, uma foto da equipe que enfrentou o frio em plena segunda-feira pra praticar o esporte que gostamos. Não foi dessa vez que pegamos as rainhas, nem as grandes Pirararas, mas com certeza voltaremos ao Pesqueiro Monte Negro para isso.

 

É isso ai pescadores. Com esse tempo as coisas complicam um pouco, mas alguns bons exemplares continuam saindo. Basta ter paciência e um pouquinho de sorte também.

Veja abaixo o vídeo da briga com a Carpa Cabeçuda.

 

Abraços e VAMOS PESCAR!!!

Agradecimentos aos funcionários do Pesqueiro Monte Negro.

Imagens: Equipe Loucos por Pesca

Texto: Kleber Sanches

E-mail: kleber@loucosporpesca.com.br

 

Pesqueiro Monte Negro – Santa Isabel/SP

Estrada Monte Negro – km 2

(11) 4656-2917 – Rogério ou Sebastião

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

12 Comentarios to “Pesqueiro Monte Negro – 29/06/09”

  1. marcio disse:

    valeu galera, acho q por todas as adversidades a materia ficou show,e com certeza a soltuta dos cat prejudicou a pesca de carpas,e o frio as de tamba e pira.
    mais foi muito bom q parte da eqpe c conheceu e foi grande prazer
    vcs sao gente da melhor qualidade.

    da lhe cat kkkkkkkkkkkkkk

    abrassss

  2. Kleber Sanches disse:

    É isso ai Marcião. Valeu pela reunião da galera e logo vamos fazer aquela pescaria com todos os loucos por pesca. E da próxima vez eu vejo com o responsável do pesqueiro se ele soltou catfish hehehe Abraços

  3. Diego disse:

    Showww a materia valew loucos não foi dessa vez que as rainhas e as grandes piras apareceram mais opurtunidades não faltaram mais vlw pelo prazer de ter a equipe do loucos juntos em um pescaria vlw galera abrass

    e vamos pescar

  4. Fernando Paiva disse:

    Pescaria nao é feita só de peixes, as boas risadas e as amizades também contam certo!?!?

    Então pra mim essa pesca foi 100%, pelo prazer de conhecer os parceiros do site e pelas novas amizades feitas. Espero poder pescar com todos os Loucos reunidos.

    É isso ae!!

    Abraços e todos e vlw!

    Fernando Paiva

  5. Edson (bugrino) disse:

    Olha os catfish atacando ae!!!! rsrsrs

    Bom, não podem reclamar que não pegaram nada né?! rsrsrs….

    A única coisa triste ai foi ver algumas pirararas mortas no mesmo dia….alguma coisa deveria ser feita, prejuizo pro peixe, pro pesqueiro e pros pescadores!!!

    Bacana a matéria…mais uma vez parabéns!

  6. Edgard Paiva disse:

    Satisfação tremenda conhecer esses loucos viu? Diego, Marcio e Kleber são gente fina demais!! Os catfish’s estão na area, mas fazer oq? Oq importa é a zuera com a galera!! Abraços a todos!

  7. Márcio disse:

    Não vou mentir. Acho injusto não devolver o peixe. Mas fazer o quê?

  8. Wagão disse:

    materia show de bola… pena pela pirarara ai…
    grande abraço

  9. Danilo disse:

    show de materiaaaaaaaaaaaaaa e viva as carpas!rs

  10. marcio disse:

    valeu danilo, viva elas kkkkkkkkk

  11. Elzira disse:

    Ola gente boa, do site e pescadores de todo Brasil. Cada vez que Edgard e Fernando Paiva vão pescar e contam as famosas estórias de pescador..rs fico feliz e tenho que acreditar afinal tem muita foto pra confirmar e para dar veracidade estão com vcs loucos por pesca. Parabens a todos pelas matérias, pelo respeito e carinho com a natureza.
    Elzira Paiva

  12. Edison disse:

    Show de bola galera, pena que as piras não sairam, mas parabéns, vocês formam uma equipe bacana….

    abraços…

Deixe um comentario