PARAÍSO VERDE – SHOW DE SEMPRE! TV LOUCOS 35

PARAISOVERDECAPA2014ok

Em mais uma visita da Equipe Loucos por Pesca neste pesqueiro fenomenal, como não poderia deixar de ser, fizemos uma pescaria espetacular! Fisgamos dezenas de Tambacus gigantes, Tambatingas, enormes Tambaquis e as assustadoras e sempre presentes Pirararas monstruosas!

 

 

 

 

Olá amigos do Loucos!

Sempre que vamos para Goiás, um dos primeiros pesqueiros que nos vem à cabeça é o Paraiso Verde, pesqueiro que eu (Fernando) particularmente acho um dos melhores do Brasil, pela quantidade de redondos de grande porte e pelas gigantescas Pirararas. Viajando pela região no mês de março, como não poderia ser diferente, lançamos nossas iscas lá.

Ao chegarmos ao portão do pesqueiro, logo encontramos nossos amigos Leandro e Valdeon, funcionários do local, mas que com as pescarias passadas já viraram grandes parceiros. Após um breve papo com os colegas, descobrimos que a situação não era muito boa para a pesca dos peixes de couro, pois devido a um problema na água fazia tempos que ninguém os fisgava. Otimistas por natureza que somos, fomos com fé e tínhamos a certeza de que com insistência e técnica obteríamos sucesso.

O programa da TV LOUCOS estará no site nos próximos dias, não deixe de conferir.

Vamos à pescaria!

Contrariando as previsões, começamos armando os equipamentos de Pirarara, que consistiam em carretilhas de perfil alto com linha 0,90mm e anzol circular. Disponibilizamos paras os peixes guelra e cabeça de Tilápia de isca. Varas lançadas e começamos a montar os equipamentos para pesca dos redondos, varas de 2,70m, carretilhas de perfil baixo com torpedos e cevadeiras.

Antes mesmo de terminarmos de armar tudo, ouvimos o barulho do alarme disparando e mal acreditamos. Olhei pro meu irmão e disse: “Não é possível, mas já?”. Não havia passado nem dez minutos de iscas na água, então corri e mal consegui tirar a vara do suporte. Estava fisgada a primeira Pirarara! Passei a vara para o Edgard e ele deu sequência na briga, assim rapidamente um belo peixe posou para o Loucos por Pesca.


Bela Pirarara que cravou 25 kg na balança.


Depois desse começo surpreendente, fomos com força total para cima dos tambas. Armamos dois torpedos com geleia e duas cevadeiras com as antenas “As Matadeiras”. Rapidamente meu torpedo some e pelo peso já sabia que um peixe de respeito havia sido fisgado! Minha suspeita se confirma com um bonito Tambacu.



Na sequência acontece o que seria um dos primeiros momentos inesquecíveis dessa viagem. Dois torpedos afundam de uma vez e estávamos ali engatados com um dublê de tambas! Fomos trabalhando com calma para tirarmos os peixes ao mesmo tempo e descobrimos que se tratava de dois grandes peixes. Com tranquilidade, e uma boa dose de sorte, colocamos a mão no dublê de bitelos!


Fui logo com os dois baguás para a foto!


Edgard abraçou também o seu bichão!



Mesmo com o feito queríamos mais! Para nossa felicidade os peixes também queriam, então aproveitamos para fazer uma ótima sequência de fisgadas, que contou também com dois Tambaquis, peixes ainda de pequeno porte.





Para finalizar a sequência, um legitimo baguá!


Bicho bem largo!


Ansioso pela minha primeira Pirarara, fui conferir as iscas, arremessar de novo e renovar as esperanças. Essa é uma dica que deixo para todos, de tempos em tempos trocarem as iscas ou tirarem elas do lodo que se forma no fundo, o que ajuda muito na captura dos peixes de couro. Dessa vez não seria diferente, pois algum tempo depois a vara com a cabeça de peixe enverga forte! Rapidamente chego e dou inicio a batalha! Após boas tomadas de linha, mais uma bela Pirarara de 25 kg entra no passaguá.


Nosso amigo Maiko vai pra foto comigo!


Para deixar claro, levamos balança e um pano para pesar os peixes, portanto, todos que colocarmos o peso foram devidamente aferidos.

O companheiro Maiko chegou e junto com meu irmão insistiram nos tambas, sendo recompensados com três bons peixes.





Com a chegada da noite, meu irmão logo fisga mais uma Pirarara. Nós fizemos um revezamento na pesca das Piras, então não importava em que equipamento batia o peixe, se fosse Pirarara cada hora um puxava. O Edgard então aproveita seu momento e traz mais um bonito peixe pro Loucos, esse de tamanho mais modesto.



Sabendo que no Paraiso Verde os tambas comem muito de noite, insistimos nos evas com luminoso na boia e fisgamos grandes peixes!



Apareceria mais um enorme “brancão”!



O tempo foi passando e a pescaria noturna ficou demais! O alarme soou forte e logo na fisgada já cravei para o meu irmão que estava com uma gigante na ponta da linha. A linha não parava de sair da carretilha e o peso era muito grande, certeza de que uma das gigantes do Paraiso Verde não tinha resistido à cabeça de Tilápia. Fui trabalhando com calma, segurando a euforia, quando ela finalmente pranchou e passamos o passaguá para podermos comemorar aliviados. Gigante pro Loucos!




Enorme Pirarara de exatos 30 kg!



A pescaria já estava fantástica, porém tivemos uma surpresa extremamente agradável. Mais uma vara de fundo puxou com força e como era vez do Edgard ele correu e fisgou! Dava-se inicio ali uma briga bruta, muitas tomadas de linha e muita força. O duelo foi se estendendo e percebemos que alguma outra espécie tinha entrado no equipamento pesado com cabeça também. Falei para o meu irmão que para fazer frente a aquele conjunto, somente um enorme Tambaqui. E para nossa felicidade era ele mesmo, lindo, gigante e com uma cor maravilhosa. Dá-lhe verdão no Loucos!



Verdão com 23 kg de pura brutalidade!



O cansaço bateu forte e começamos a recolher os materiais para irmos descansar. Fomos tirando um por um lentamente, na esperança ainda de bater mais um peixe, o que de fato aconteceu! Mais uma Pirarara marcou presença, assim poderíamos descansar tranquilos, depois de um dia espetacular com muitos gigantes!



Depois de uma boa noite de sono, com as energias renovadas, acordamos bem cedo e já fomos para a beira do lago. Logo de manhã fisgo o que seria o maior peixe da pescaria. Puxada firme e inicialmente muita linha saindo da carretilha já denunciavam que uma enorme Pirarara me chamava para o duelo! Uma briga excelente, porém logo o peixe não tomava mais tanta linha, porém o peso era fora do comum. Quando vi o tamanho da cabeça do animal, confesso que fiquei assustado, então todo cuidado era pouco para encestar o gigante. Quando finalmente passáguamos o bicho, foi uma explosão de adrenalina! Pirarara gigantesca nas lentes do Loucos por Pesca!



34 kg de força cravados na balança!



Após passada a euforia pela grande captura, fomos iniciando os trabalhos atrás dos redondos. O primeiro tamba do dia foi logo um belíssimo baguá, peixe muito grande e robusto!



O segundo dia foi um show de fisgadas, onde infelizmente os peixes de couro não apareceram, mas os de escamas fizeram bonito! Fisgamos uma quantidade absurda de Tambaquis e Tambacus.







Até uma gigante Carpa Capim foi fisgada pelo Edgard, que passou o peixe para o nosso leitor Adriano sair na foto.


No meio da sequência inacabável de fisgadas, mais um gigante foi fisgado pelo Edgard no torpedo com banha de porco flutuando.



A noite chegou e as fisgadas não paravam! Definitivamente foi um dia repleto de bons peixes, ora fisgados com cevadeira, ora com geleia ou banha.



Um show de capturas!



Faltava uma espécie que é muito abundante no Paraiso Verde, a cobiçada Tambatinga, peixe muito brigador. Utilizando uma Tilápia de quase um palmo, que estava iscada para as Pirararas, meu irmão fisga uma enorme Tambatinga!


Peixe de rara beleza e muita força!


Vendo que a noturna não nos renderia mais nada, fomos descansar para aproveitar o último dia de pescaria. Como viciados que somos, mais uma vez pulamos cedo do colchão e lançamos nossas iscas. Assim como no dia anterior, abro as ações com dois grandes peixes, ambos fisgados nas anteninhas “As Matadeiras”.



Paraiso Verde é top demais!




Ao longo da pescaria avistamos muitas Cachapiras nas margens do lago, mas somente no último dia conseguimos fisgá-las. Elas são muito manhosas e foi necessário deixar a salsicha pendurada, sem encostar a linha na água, para conseguirmos as capturas. Dessa forma peguei uma já de bom tamanho.



Nosso amigo Maiko, funcionário do pesqueiro, pescou conosco todos os dias. Além de muito prestativo nos serviços, se mostrou um excelente pescador, conseguindo também garantir a sua “panela”. Valeu Maiko!



Com um pequeno Lambari pendurado na margem, mais uma Cachapira foi fisgada. Um briga muito boa que vocês vão conferir em breve na TV Loucos. Essa era bem grande e tomou muita linha da carretilha. Peixe muito forte e brigador!



Fisguei mais um bonito Tambacu na banha de porco flutuando, isca que faz grande sucesso nos pesqueiros de Goiás, mas que é pouco difundida em São Paulo, talvez pela dificuldade em consegui-la.



Em seguida, o Edgard garantiu mais um Tambaqui.


Brinquei com meu irmão que ele nessa viagem estava predestinado a fisgar os Tambaquis, até que, após garantir esse de pequeno porte, uma grande explosão denuncia que mais um gigante estava fisgado! Uma briga com muitas tomadas de linha, que durou mais de 30 minutos, quando finalmente trouxemos mais um legítimo e belíssimo Tambaqui!



Verdão de uma cor maravilhosa e largura impressionante.

A última noturna da viagem tinha inicio e as Pirararas, que a tempo não apareciam, voltaram a comer. Foram duas fisgadas em sequência, ambas na cabeça de Tilápia. Um show de Pirararas para coroar a nossa grande pescaria nesse maravilhoso lugar.





O Edgard ainda teve forças para puxar mais um Tambaqui. A sorte com os verdes realmente estava do lado dele.



Íamos continuar pescando, mas nesse momento já estava chovendo forte, então fomos guardando nossas coisas, porém quis o destino que nossa pescaria ainda não se encerrasse. Tivemos tempo para mais duas fisgadas, sendo que o meu irmão puxou mais uma Pirarara e, enquanto eu tirava foto do peixe dele, outra vara envergou na minha frente. Sob chuva e muita lama,  registramos os dois peixes.



Show de Pirararas do Loucos por Pesca no imbatível Paraiso Verde, lugar que podemos chamar de nossa segunda casa.



É pessoal, assim encerramos essa incrível pescaria, que foi recheada de muito peixe grande e de ótimas surpresas. Como disse no começo, o Pesqueiro Paraiso Verde é definitivamente um dos mais, senão o mais top do Brasil.

Gostaria de agradecer o Juninho, proprietário do pesqueiro, pelo tratamento maravilhoso que sempre dispõe pra gente e também pela confiança em nossos serviços.

Agradecer também e mandar um abraço a todos os funcionários, entre eles o Maiko, Leandro e o Valdeon.

Não poderia deixar de lembrar do simpático senhor Dida, que acompanhou o Loucos por Pesca mais uma vez no Paraíso Verde. Valeu amigo!

Um forte abraço a todos e boas fisgadas!

Imagens: Fernando Paiva e Edgard Paiva

Texto: Fernando Paiva

E-mail: fernando@loucosporpesca.com.br

Paraíso Verde – Campo Limpo de Goias

Fones: (62) 3345-1518 / 9159-1059

www.paraisoverde.eco.br

AGRADECIMENTOS

Romano Pesca – www.romanopesca.com.br

King Fishing – www.roupasdepesca.com.br

King Brasil – www.kingbrasil.com.br

Penn-Raiba Carretilhas – www.pennraibacarretilhas.blogspot.com.br

As Matadeiras – www.facebook.com/asmatadeiras

Massa Farofa do Carlão

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

3 Comentarios to “PARAÍSO VERDE – SHOW DE SEMPRE! TV LOUCOS 35”

  1. George Santos disse:

    Grande pescaria meu amigo !! Parabéns. Golstaria de saber uma coisa. No Paraíso Verde tem lugar para passar a noite ? Estava querendo ir até lá em novembro, mas não sei se eles tem acomodações.

    Grande abraço.

    George Santos

  2. Kleber Sanches disse:

    Obrigado pelos elogios George. Vou responder pelo Fernando essa. O proprietário do Paraíso Verde nos disse que estavam com projeto para construir alguns chalés até o final do ano. Vamos torcer para dar certo, mas não tenho certeza, até porque eles arrendaram um novo pesqueiro, o Jaó, e estão investindo forte nele, inclusive com muitos peixes grandes. Vamos aguardar! Grande abraço!

  3. Ricardo disse:

    S.E.N.S.A.C.I.O.N.A.L.!!! Abraços!!!

Deixe um comentario