RECANTO DOS PEIXES – 05/07/13

RECMOR23

Pescaria com bóia cevadeira no inverno? Explosões no eva? Tambaqui amazônico? Perto de São Paulo? Sim! Ainda é possível realizar uma grande pescaria dos cobiçados redondos apesar do frio que chegou forte. Foram mais de 15 tambas fisgados, sendo 100% na cevadeira com antenas!

 

 

 

 

Olá amigos do Loucos!

O inverno chegou, porém nosso vício pelo esporte fala mais alto! Mesmo sabendo que a chance de realizar uma boa pescaria era bem pequena, resolvi me aventurar sozinho numa manhã de sexta-feira bem gelada!

Os termômetros marcavam 13 graus pela manhã, quando parti rumo ao Pesqueiro Recanto dos Peixes de Monte Mor, cidade bem próxima de Campinas. Não sei explicar ao certo o que me motivava, mas sentia uma expectativa realmente boa para este dia.

Os peixes se mostraram pouco ativos nos primeiros minutos, o que já era esperado, mas minhas copadas no centro do lago acordaram alguns pequenos tambas, que se não eram muito animadores, serviram ao menos para abrir a contagem.


Pouco antes do relógio apontar 10 horas, o cenário começou a se modificar. Bastava dar uma copada, ter paciência e aguardar a chegada dos redondos, que estavam lentos, mas quando subiam à superfície não era para brincarem. Iniciava então uma grande sequência de capturas!



Meu conjunto de boia cevadeira, chicote de 2 metros, boinha guia, um eva na linha e antena com evas caramelos e bolinha de futebol vermelha começavam a sofrer um grande assédio dos tambas.


Bastava ter paciência, pois se jogasse mais ração na água eles dispersavam e buscavam comer o mais longe possível da bóia. Então o negócio era dar um arremesso e ir seguindo a ceva, mantendo o eva sempre no meio dos grãos que a pancada era inevitável!


Apesar de serem peixes de dimensões modestas, as brigas eram muito prazerosas porque sempre se iniciavam com características de baguás, pois após sofrerem a pancada no beiço, os bichos de imediato já travavam na superfície do lago e davam alguns “tapas” com o rabo na água. Depois vinham até a margem e ficavam indo e voltando algumas vezes ali perto até virem para o abraço do pescador!


Conforme o tempo passava, mais ações eu tinha! O dia estava superando todas as expectativas, as fisgadas aconteciam a todo momento e muitos peixes eram clicados pelas lentes do Loucos por Pesca!


Até este momento eu só tinha utilizado o mesmo conjunto de evas caramelos e bolinha de futebol vermelha. Tinha feito duas antenas com essa configuração e diversas vezes tive que restaurar o esquema porque as pancadas destroem tudo!





Resolvi fazer uma pausa e subi até a lanchonete para buscar água. O calor estava forte naquele momento e quando passei pelo lago de cima tive uma grata surpresa! Haviam muitos Tambaquis na superfície tomando sol.


Confesso que neste momento o coração acelerou!


Fui rapidamente pegar a água, voltei para buscar minha vara e arrisquei um arremesso neste canto do lago. A expectativa era enorme e minha preocupação era se eles iriam ser atraídos pela ração ou queriam apenas ficar tomando sol. A resposta foi imediata e grandes bocas apareceram na minha frente sugando tudo!

Tive uma puxada forte, fisguei com firmeza e o bicho saiu tomando linha com violência extrema!  Quando estava quase se entregando, o anzol simplesmente escapa da sua boca. Frustração enorme e medo do cardume se dispersar, mas felizmente bastaram algumas copadas que eles voltaram a comer e uma nova sugada na antena me trouxe a chance que eu precisava. Dessa vez trabalho com mais cuidado ainda, peço ajuda a um garoto que estava ao lado e ele consegue mandar o Tambaqui pro passaguá!


Lá estava o violento peixe amazônico! Em pleno inverno se alimentando e do jeito que mais gostamos de fisgá-los, ou seja, cevadeira neles!


Bichão nos braços e as tradicionais pancadas no peito até ele se acalmar e vir bonito para o registro no Loucos!




Queixão branco!


Logo em seguida as Tilápias chegaram comendo forte e decidi voltar pro lago de baixo atrás dos Tambacus. Minhas antenas estavam sendo detonadas, então resolvi testar um conjunto com miçanga lixada, também de cor caramelo, será que iria funcionar?

Bastaram três arremessos até que a resposta viesse em forma de explosão! O peixe já se mostrava melhor de briga e quando entrou no passaguá tive a certeza do seu tamanho mais recompensador!



A cada fisgada eu ficava mais certo de que estava sendo recompensado, pois tenho que dizer que fazer esta matéria sozinho não foi nada fácil, principalmente na hora de tirar as fotos, o que consegui com a ajuda de um tripé.

Após algumas cevadas sem sucesso, novamente presencio uma grande boca sugando minha antena. Como o lago tem dimensões modestas, é possível ver com nitidez a pegada nos evas, pescaria totalmente no visual! O peixe mostra maior brutalidade e este já poderia ser chamado de baguá!



Bichão gordo!


Não dava para acreditar que estava tendo uma pescaria dessa em pleno inverno, mas o jeito era aproveitar porque sabia que não seria fácil repetir a façanha. Rapidamente ajeito minha antena, sempre tendo que fazer alguns reparos já que só tinha aquele conjunto pronto com miçanga caramelo. Bóia pro lago e pancada no eva! Briga na superfície, peixe pesando na ponta da linha e era mais um bitelo pro Loucos por Pesca!



Reparem na largura do meninão!


E a cena foi se repetindo durante a tarde. Muitos peixes fisgados numa pescaria sensacional, 100% de cevadeira com evas!



Intervalos sem ações eram bem raros, posso dizer que foram praticamente inexistentes!



Fui novamente no lago de cima, onde tive a oportunidade de conhecer pessoalmente nossa fiel leitora Izilda Pereira, minha conterrânea de Brasília, que veio morar em Campinas faz um ano.

Consegui capturar um gigante Tambacu, bem negro e comprido, peixe que tinha em torno de 19 ou 20 kg, mas infelizmente uma cena bem rara aconteceu. Tirei o bicho no passaguá, coloquei na grama, porém naquele pedaço do lago o barranco era mais inclinado e o peixe se debateu tanto que conseguiu voltar pra água. Peguei rapidamente minha vara com a esperança de que o anzol ainda estivesse em sua boca, porém ele tinha escapado durante os saltos. Apesar da leve frustração, serviu para eu acumular mais uma cena engraçada de pescaria, compartilhada dessa vez com nossa amiga que presenciou o momento hilário.

No finalzinho do dia ainda capturei mais alguns Tambacus, porém os grandes exemplares não tiveram mais espaço e os peixes de pequeno e médio porte é que fizeram a festa.




Encerrei a bela pescaria totalmente satisfeito e com uma vontade de que isto se repita mais algumas vezes durante o inverno. Estaremos sempre buscando mostrar algumas boas opções para que continuemos tendo ações enquanto a nova temporada não se inicia.

Gostaria de mandar um grande abraço ao meu amigo Fernando Paiva, grande parceiro de pescaria no Loucos por Pesca, mas que infelizmente disse que dessa vez não poderia vir. Essa você perdeu hein?

Grande abraço a todos e VAMOS PESCAR!!!

Imagens: Kleber Sanches

Texto: Kleber Sanches

E-mail: kleber@loucosporpesca.com.br

Pesqueiro Recanto dos Peixes

ESTRADA DE MONTE-MOR/SP – KM 19,5

Tel: (19) 3879-1834 ou (19) 9773-0031 (Luis)

AGRADECIMENTOS

Romano Pesca – www.romanopesca.com.br

King Fishing – www.roupasdepesca.com.br

King Brasil – www.kingbrasil.com.br

Penn-Raiba Carretilhas – www.pennraibacarretilhas.blogspot.com.br

Massa Farofa do Carlão

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

10 Comentarios to “RECANTO DOS PEIXES – 05/07/13”

  1. Felipe Six disse:

    Parabéns pela pescaria klebão, recanto meu quintal haha

  2. Izilda Pereira disse:

    Olá Kleber,
    Parabéns pelos lindos tambas. Já estive no Recanto dos Peixes outras vezes e realmente, tem muitos peixes. Na sexta feira cheguei muito tarde, mas valeu. Foi um prazer conhece-lo.
    Um abraço,

  3. José Levy disse:

    Show, uma pescaria dessas em pleno inverno….simplesmente show. Parabéns.

  4. Ricardo Massaro disse:

    Para uma pescaria no frio, pode-se dizer que foi animal!!! Abs.

  5. Reinaldo disse:

    Kleber, cansou o braço ?
    Parabéns pela matéria e pela pescaria. Tire uma dúvida: a agua melhorou ou continua com as algas ?
    Tenho realizado otimas pescarias com EVA no Tres Irmãos (duas semanas seguidas tive caimbras nos braços). Quer marcar outra pescaria lá ?
    Abraços

  6. KER disse:

    Bela pescaria parceiro.

    Parabéns !!

  7. Elcio Reis disse:

    Show heim, acho que o clima gelado potencializa a adrenalina de fisgar umas criancinhas desta, parabéns!!!

  8. RENATO FREGARRI disse:

    Pescaria show. Gostaria que me desse uma dica. Estou para sair de férias e vcs me dessem uma informação de um pesqueiro com ótima oportunidade de fisgar boas cabeçudas. Vou fazer uma pescaria só pra essas belas rainhas que sou apaixonado abraços.

  9. Serginho disse:

    Show de pesca no inverno, meus cumprimentos.
    Sugestão:
    Kleber sei que vc é Louco por Pesca mas não sofra sozinho, é só me chamar e eu te ajudo a tirar os peixes.
    Abçs a todos os loucos
    Serginho

  10. Kleber Sanches disse:

    Renato, o Pesqueiro dos Amigos em Mauá é top de Cabeçudas. Tem 2800 exemplares no lago segundo palavras do proprietário para nosso carpeiro Márcio Giannico. Lá é ação o dia todo e elas batem bem na superfície, 30 a 80 cm. Sempre que tiver dúvidas sobre Carpas, consulte essa fera no e-mail: marcio@loucosporpesca.com.br Abração!

Deixe um comentario