ALTO DA SERRA – POINT DE RAINHAS!

Altserra54

Nesta matéria vocês encontrarão relatos de pescarias realizadas no mês de março no Alto da Serra. Foram muitas capturas de cabeçudas e acima de tudo uma grande oportunidade para encontrar amigos e leitores do Loucos por Pesca. Além da costumeira quantidade, algumas grandes Carpas apareceram!

 

 

 

 

Olá pescadores!

Vamos relatar algumas pescarias realizadas no pesqueiro Alto da Serra no mês de março, incluindo diurna e noturna. Participaram também os amigos Adan Bruno, Hélio Ramalho, Bruno, Renato e Mauricio Brasi.

Com muitas ações foi preciso dar uma enxugada na matéria pra caber tanto peixe, muita Carpa Cabeçuda, entre outras espécies que sempre marcam presença neste excelente pesqueiro no Abc paulista.

Para iniciar, os Brasis (pai e filho), frequentadores assíduos do pesqueiro, já vão mostrando que a pesca de Carpa Cabeçuda já entrou no sangue. Apesar de não estarem há muito tempo pescando as rainhas, já tomaram gosto pela coisa, como sempre falo: “já pegaram a doença”. Eles pescam como se já praticassem essa modalidade há tempos.

Depois de um bom papo com os Brasis, me falaram como iniciaram a pesca de cabeçudas e nós Loucos por Pesca temos um pouco de culpa nisso. Eu agradeço muito a confiança em nosso trabalho que sempre será voltado pra que passemos algo bom e sólido. Eles realmente são pessoas da maior qualidade.

Com o que tem de top no mercado, os Brasi entram de cabeça nesse fantástico mundo das Carpas Cabeçudas.


Munidos da famosa vara Katarina, a lenda das praias, e a resistente vara Carpa, nossos amigos vão tendo cada dia mais ações na ponta da linha e o gosto pela pesca da Carpa vai aumentando!


Renato Brasi, que também e fanático pela massa Farofa do Carlão, posa com uma linda prateada.


Mauricio Brasi vem na sequência.



Cabeçudas na Farofa do Carlão!


No mesmo ponto, mas em outro dia, eu (Márcio Giannico), Adan Bruno e Hélio também fomos tirando nossos peixes. O Tambacu não resistiu à massa de amendoim.


Reparem que a Carpa do nosso amigo Adan está bem machucada, creio que seja porque no lago existem algumas Piranhas, são nítidas as pequenas mordidas.


Hélio também garante a sua rainha.



Momento de apreciar quem nos dá tanta alegria!



O sorriso do pescador prova sua felicidade.

Duas boas cabeçudas na sequência no Alto da Serra.


Chuveiros WFish, qualidade e eficiência trazendo muitas carpas para esses Loucos!






O Alto da Serra sempre nos rende muitas cabeçudas!




Uma bela Patinga aprova a Farofa do Carlão de banana e mel.



Aparece mais uma simpática prateada no chuvoso final de tarde.


Lembrando que as massas Farofa do Carlão usadas nestas pescarias foram: banana e mel escura e clara, frutas e amendoim.


O dia virou noite e pulamos pra noturna, onde não parece, mas muita coisa muda. Diversos detalhes e muita atenção fazem a pescaria fluir bem. Uma dica agora que logo vamos chegar na estação gelada, principalmente para a pesca noturna, para que ela não vire um martírio,  sempre vá bastante equipado em termos de vestimentas, não abra mão de muitas blusas e calças, tanto para a pesca como para trocar depois. Uma boa capa de chuva, meias e se possível sapatos que não entrem agua, pois no final da pesca o pé vira um “maracujá” e vamos para nos divertirmos e não para sofrermos. Alguns abusos e esforços fazem parte, mas fica a dica de quem já passou maus bocados por pura teimosia.

A produção das massas começa logo ao escurecer.


Renato e eu já vamos deixando o cardápio o mais apetitoso possível.


Neste embalo as rainhas já aparecem.




A noite é fria, mas as cabeçudas estão ativas e as várias ações fazem o pescador aquecer.


Logo chega a vez do Mauricio Brasi ter uma rainha na ponta da linha.



Uma parada para um churras com nosso amigo Italo, proprietário do Pesqueiro Alto da Serra.





Depois de um bom churrasco e muita risada, vamos pescar!



A importância de uma boa capa de chuva logo aparece.


Bruno também vai esquentando a noite fria.




Bruno garante uma linda cabeçuda, briga que fez doer o braço do jovem pescador!


Hélio traz variedade na pescaria, agora com esta linda Carpa Comum, fisgada no chuveiro WFish de fundo.



Agora a briga é bruta! Um bom peso na ponta da linha denuncia a grande Carpa Cabeçuda que foi “pega na lama” como dizemos na gíria devido a profundidade de 2 metros.



Adan fecha a pescaria já com o dia clareando e mais uma Carpa vem pro Loucos por Pesca!


Esta foi mais uma sequência muito boa de pesca no Alto da Serra, local que já está se tornando ponto de encontro de pescadores, não só de cabeçudas, como de tambas e outras espécies. Lembrando que foram soltos exemplares de Tambacus de até 20 kg e a novidade será em breve um lago só para Carpas Cabeçudas.

Agradecimento ao Italo pela grande recepção novamente, pela confiança em nosso trabalho, e também aos amigos que estiveram comigo nessas aventuras.

Esta pescaria teve o apoio da WFish e do Pet Shop Agrovillas!



Forte abraço e até a próxima.

Imagens: Márcio Giannico, Hélio, Adan, Renato e Mauricio

Texto: Márcio Giannico

E-mail: marcio@loucosporpesca.com.br

Pesqueiro Alto da serra

Rod. Dos Imigrantes, km 37

Tel: (11) 9410-1005 ou (11) 7645-6143

www.altodaserrapescarias.com.br

AGRADECIMENTOS

Romano Pesca – www.romanopesca.com.br

King Fishing – www.roupasdepesca.com.br

King Brasil – www.kingbrasil.com.br

Penn-Raiba Carretilhas – www.pennraibacarretilhas.blogspot.com.br

Massa Farofa do Carlão

Wfish chuveirinhos

Você pode deixar um comentário, ou fazer um trackback para o seu site.

2 Comentarios to “ALTO DA SERRA – POINT DE RAINHAS!”

  1. SÉRGIO disse:

    Bom dia, amigos !

    Há mesmo piranhas no lago, como foi citado no início da matéria ? Foram introduzidas de que forma, pois vi pelas fotos muitos peixes com as nadadeiras cortadas/machucadas !!??
    Tem como controlar/eliminar essa espécie ? Acho que traíras, dourados são mais eficazes para controlar população de tilapinhas, mas piranhas ?

  2. Marcinho disse:

    Entao Sergio ja há tempos que tem piranha por la, mas creio que ja está controlada senão pegaríamos sempre no anzol, coisa que é muito dificil e tambem não notamos caso muito grave de ferimentos. Acho que as muitas trairas que tem la e os dourados e pintados estão dando conta do controle.

    valeu por curtir a matéria
    forte abraço

    Marcinho loucos por pesca

Deixe um comentario